segunda-feira, 6 de março de 2017

Segredo.06.10


27 comentários:

  1. estás aqui e estás a ser acusada de "machismo feminino"...
    (segundo os modernos cânones do politicamente correcto...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode ser um homem a partilhar o segredo.

      Eliminar
  2. uma mulher deve andar bonita, bem vestida e ser simpática, qual é o mal? se não for assim não fará nenhum homem feliz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas pelos vistos a irma da autora veste-se de forma muito feia.

      Eliminar
    2. Não é preciso andar vestida de forma provocante para ser bonita ou chamar a atenção e há muitas mulheres que ainda não perceberam isso

      Eliminar
    3. Deve???!!! A tua sorte e que acho que estás a ser irónico/a!

      Eliminar
    4. Portanto o supremo interesse de uma mulher deve ser andar carregada de maquilhagem e meia-nua para supostamente fazer um homem feliz...está bem abelha.

      Não sei que tipo de homens conhece mas usualmente quem anda como a autora descreve a irmã não arranja homens, arranja canalha que se aproveitam delas durante 2 ou 3 dias até que perdem o interesse.

      Além disso, acima de tudo as pessoas devem arranjar-se e preparar-se para elas mesmas. E fazer isso não é sinónimo de andar provocante e maquilhada em excesso. Quem o faz usualmente não parece nada bonita, parece uma prostituta e desesperada por atenção masculina.

      Eliminar
    5. Ah sim porque vestida de forma provocante é bem vestida? Andar com um pote de pintura na cara é andar bonita? Isso mostra que você não tem noção nenhuma do que é bem vestida e bonita..........
      Não é porque mostra as mamas e o rego do rabo que é bonita, ou bem vestida, bem pelo contrario, é vulgar e mostra uma falta de inteligência e que é uma "attention seeker".

      Eliminar

    6. Isto é o que o autor do segredo diz e talvez até possa estar a exagerar, mas o mais importante é:

      E se ela gostar da maneira como se veste e se sentir bonita assim? Mesmo que isso signifique andas muitas xs provocante e maquilhagem marcada, a pessoa não pode gostar desse "registo"?
      Todos têm direito a pensarem o que quiserem mas ela também tem o direito de se vestir como quiser e não ser incomodada por isso.

      Eliminar
    7. SORRY??? Não li isto

      Eliminar
    8. Que comentario idiota. Parece que estamos cá para agradar aos homens e fazê-los felizes... E vocês?

      Eliminar
    9. nós? não faltam mulheres de vinte anos aos pontapés por tuta e meia. ehehehehe. é tão bom ser homem com H grande.

      Eliminar
    10. Homens com h grande não gostam de oferecidas. Por experiência própria.

      Eliminar
  3. Interessante! E percebo... Da mesma forma que tiramos ilações da forma como as outras pessoas se arranjam, as outras pessoas também o fazem de nós e da nossa família. Na minha opinião, a forma como nos vestimos transmite uma mensagem e revela quem somos. Sim e não sou antiquada ou o que quiserem chamar. Mas se ela é tua irmã e gostas dela... bem, tens de te resignar. Há coisas que não podemos mudar, porque não nos dizem respeito, por muito que gostássemos (tenhamos razão ou não) que fossem diferentes...

    ResponderEliminar
  4. Dor de cotovelo...ou és a "mana sem sal"?! Gosta mas é da tua irmã por inteiro e deixa-te de coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se for o irmão e souber precisamente a mensagem que a irmã está a passar? A de "sou fácil" e desesperada por atenção?

      Eliminar
    2. Se for um homem, muito provavelmente até gostaria de ver, se não fosse a irmã dele.

      Eliminar
    3. Sim, de ver. Como irmão dela sabe bem o tipo de imagem que essas mulheres passam e o tipo de pessoas que se aproximam delas e as intenções deles. Por isso é que nenhum irmão gosta pois nenhum homem olha para uma mulher dessas com interesse em algo mais que não seja sexo.

      Eliminar
    4. Se for um homem não tem de gostar de ver uma mulher com um outfit duvidoso e achar sensacional, desde que não seja a irmã ou mulher dele. Há muitos homens que não têm os double standards que o anónimo sugere. Não são todos (a começar por si), mas existem bastantes que não pensam como você.
      Se fosse comigo, tivera uma irmã que se vestisse da maneira descrita no segredo e dir-lhe-ia o que penso e aconselhá-la-ia sobre alternativas. Além disso tentava explorar o porquê dela optar por certas roupas/atitudes/maquiagens se não lhe fazem favor nenhum. Por vezes são maneiras de esconder inseguranças, ou receios ou batalhar timidez ou algum trauma externo. Eu ajudaria a minha irmã a saber como é que o que veste influencia quem com ela lida e de que modo pode tirar partido disso. Com a ressalva de que a decisão final seria dela, mesmo que eu discordasse.
      Durante anos pedi ao meu irmão opinião sobre algumas roupas que tinha ou como as combinava para sair em diferentes ocasiões. Penso que isso só nos fez bem a ambos: a mim porque tinha uma opinião sincera e objectiva, a ele porque apurou o sentido estético e viu a sua opinião valorizada.

      Eliminar
    5. Sou a anónimA das 22:41:

      Não sei se leram bem, mas eu disse "muito provavelmente" e "se", portanto, obviamente que existem aqueles que não se enquadram; Mas sendo sincera, pessoalmente, acho que não são a maioria...

      E eu concordo com isso tudo que disse anónima 9:35h.

      Eliminar
  5. Isso diz mais sobre ti, do que sobre ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diz que o autor ou autora são sensíveis à mensagem que a irmã transmite para o mundo, e que pode nem estar ciente disso. Ee uma mulher usa um uniforme de prostituta, não o sendo, pode ser informada sobre o facto. Ser feminina, sexy, sensual, charmosa, atraente... não implica usar roupagens de stripper ou fora de contexto. Pelo contrário, certas roupas dão a imagem contrária. Qualquer familiar próximo, irmão, irmã, pais, melhores amigos, primos, podem e devem dar uma opinião. A pessoa é que decide o que veste mas pode bem ser informada de como é vista por terceiros, que não a conhecem pessoalmente. Se calhar a moça não é uma serigaita mas veste-se como tal e é abordada ou tratada como se fosse. É preciso dar defesas a quem precisa.

      E sobre a irmã do(a) autor(a) pode dizer-se que se veste assim porque gosta, ou para chamar a atenção, ou porque não tem confiança em si própria, ou tem um gosto muito limitado, ou que é feliz assim e deve poder fazer o que quiser (o que é legítimo). Mas tudo isto não invalida que quem realmente goste dela lhe diga o que pensa ser bom para essa pessoa. E oferecer ajuda se a pessoa precisar. Ou simplesmente ficar a saber que está tudo bem e gostos não se discutem mas lamentam-se e cada um no fim faz como entender.

      Eliminar
    2. Pois, que ele/ela é um/a homem/mulher sensato, com bom gosto, e que sabe compreender as coisas da vida.

      Eliminar
  6. Quando ela casar tem mais chance de ficar divorciada do que tu..então até lá muita calma.

    ResponderEliminar
  7. Sem uma tabela que possa medir convenientemente esses padrões, coloca-se a questão: Pecará ela por excesso ou tu por defeito?

    ResponderEliminar
  8. Eu também teria vergonha, e muita, e mesmo se fosse a mãe de uma filha assim!
    Acho que isso mostra muito da pessoa. Normalmente mulheres que se vestem de forma excessivamente provocante, são mulheres que procuram atenção constantement, que adoram que os homens se babem a olhar para elas, e que, na maioria das vezes, são mulheres extremamente facéis e que querem ir para a cama com qualquer um minimamente a seu gosto. Não são mulheres respeitaveis, e são as primeiras a chorar quando os homens so' as querem para o sexo e que as vêem simplesmente como objectos para o seu prazer.
    Quando uma pessoa, homem ou mulher, se "objectifica" tanto, não se deve surpreender quando for tratado ou tratada como tal.
    Uma mulher pode muito bem ser muito bonita sem maquilhagem, ou com maquilhagem leve, e com roupa classe ou chic, sem chegar ao ponto de ser vulgar.
    Pessoalmente so utilizo maquilhagem em ocasiões muito especiais, mesmo quando saio não me maquilho forçosamente, o meu namorado adora isso, e sabe o que tem em casa. Muitas vezes homens disseram-me "mas também tens maquilhagem" eu digo não e quando olham mais perto ficam tipo "ah pois não". Não quer dizer que eu seja uma bomba, mas sinto-me bonita como sou e quero que gostem de mim pelo que sou, e não pelo que ando a mostrar do meu corpo ou como me ando a pintar, ao que pareço ser mas não sou.
    Nunca tive problemas!
    A menos de ter problemas de saude na pele, que mereça ser mesmo bem escondido, o que compreendo, não vejo o interesse de ser um pote de maquilhagem ambulante.
    Alguns homens até vão aprecisar a coisa so para lavar a vista, mas nenhum homem respeitavel gosta de mulheres que são dessa forma, e não vão querer uma relação com alguém assim...
    Isto é a minha opinião e vale o que vale.

    ResponderEliminar
  9. É tudo muito subjectivo e é muito difícil avaliar com base no que está escrito, porque o que umas pessoas consideram provocante, outras podem não considerar. Por exemplo eu, de vez em quando, uso batom vermelho e batons cor de vinho e adoro, mas tenho uma irmã que não usa essas cores porque não se sente bem com elas, logo, usa batons mais discretos que têm mais a ver com a personalidade dela, o mesmo se passa com os vernizes. A diferença é que a minha irmã não critica as minhas opções, pelo contrário, ela gosta de ver essa maquilhagem em mim, elogia imenso (e sei que são elogios sinceros), simplesmente não gosta de ver nela. Ela respeita os meus gostos e personalidade assim como eu respeito os dela. Em relação a roupas, eu não uso roupas muito provocantes, no dia a dia até sou bastante descontraída, mas lá está, uso algumas peças ou cores mais intensas que a minha irmã não usa. Daí eu dizer que é difícil julgar com base no que está escrito porque, enquanto que há excessos que são considerados excessos por quase toda a gente, como andar semi-nua por exemplo, há outras coisas que são subjectivas, o que nós consideramos provocante difere mediante a nossa própria personalidade, a sua irmã pode, para mim, estar a vestir ou a usar algo normal e, para si, já ser excessivo e provocante.

    ResponderEliminar