quarta-feira, 8 de março de 2017

Segredo.08.10


31 comentários:

  1. não estarás a ouvir as conversas feministas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui que isto é um desabafo bem feminista! Senhor(a) comentador(a) anónimo (a) cuide-se que o feminismo atravessa ecrãs de pc.

      Eliminar
    2. ???????
      Feminismo é sinónimo de IGUALDADE de género.

      Eliminar
    3. concordo com o anónimo (o primeiro). infelizmente hoje, a mulher é uma sombra da mulher do passado, que geria uma casa, cuidava dos filhos, tratava bem do marido e vivia feliz. hoje, a maior parte são divorciadas e a outra parte infelizes.

      Eliminar
    4. Vivia feliz??? Algumas até o podiam ser, mas que felicidade é maior do q ser capaz de ser útil sem ser na bancada de cozinha, de esfregona, ferro ou pano na mão? Logo hoje um comentário destes, que vergonha!

      Eliminar
    5. Claro, querem ser servidos sem fazer nenhum.
      As mulheres trabalham fora, tal como os homens, e lavam, limpam, cozinham, e muitos mais etcs.
      Que egoísmo...

      Eliminar
    6. Enganou-se, anónimo das 14:41, hoje não é dia das mentiras! Oriente-se.. Ah e o ano é 2017. De nada :)

      Eliminar
    7. As mulheres não era felizes: eram escravas. Por isso é que muitas se divorciaram assim que lhes foi possível fazê-lo e muitas mantém casamentos de fachada apenas porque eram economicamente dependentes do marido.
      Tenho é imensa pena da educação que a sua mãe não lhe deu, isso sim. Respeitar a mulher como ser igual e não inferior ou uma escrava é que fazia falta a muitos homens e a maioria só quer o tempo passado porque agora se forem umas bestas quadradas as mulheres mandam-nos dar uma volta ao bilhar grande pois ninguém tem de aturar a estupidez alheia.

      Eliminar
    8. divorciaram-se e por isso estão só ou á caça no facebook.

      Eliminar
  2. Ninguém disse que seria fácil, no entanto decidiste aceitar esse desafio. Terás de fazer o melhor que consigas durante essa fase inicial, não tarda começam a adquirir autonomia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como o pai, não é?
      Sempre a mãe...

      Eliminar
    2. Epa, dificil já ela sabia que não seria, mas vieram logo dois xD azar hein?

      Eliminar
    3. Decidiu aceitar?
      Então... ia vender um deles? xD

      Eliminar
    4. Quando os estava a conceber alguém lhe perguntou: é só 1 ou 2? E ela respondeu dois, lixou-se.

      Eliminar
    5. Sim, decidiu aceitar quando quis ser Mãe.

      Eliminar
    6. Será que o pai aceitou na mesma proporção?

      Eliminar
  3. Nao sei se serve de consolo, mas pelo menos tens o trabalho todo de uma vez e sendo os 2 da mesma idade mais tarde entretem-se os 2 e acaba por ser uma vantagem. Agora e aguentar da melhor forma possivel, virao fases melhores. Eu preferia ter gemeos do que 1 de cada vez (1 parto em vez de 2, 1x fase das fraldas em vez de 2..) - ficsva logo tudo despachado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas há pessoas que só querem ter um único filho.

      Eliminar
  4. Passei exactamente pelo mesmo, tive dias horríveis, não sabia para onde me virar... Dez anos depois estou aqui, sobrevivi à "amorosa" criação de gémeos.
    Se precisar de desabafar, estou aqui para ouvir. O shiuuu ajuda de certeza a estabelecer o contato caso queira. Força e paciência, aos pouquinhos as coisas vão melhorar!

    ResponderEliminar
  5. Sei q n é fácil acreditar mas esta é a melhor fase de criar uma criança... aproveita... qd os meus eram pekenos _(n são gemeos mas foram 2) nos dias q se sentia assim aproveitava qq ajuda q tivesse e se pudesse desanuviar ia mesmo... n te prendas por eles serem pekenos, pede ajuda, tira umas horas pra ti... vais ver q qd voltares és outra mãe tb!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito diferente serem 2 ou só 1 de cada vez, anónima.
      Imagine-se a acabar de dar de mamar a um e ter de começar a dar ao outro (e no inicio isso dá-lhe quanto tempo livre entre mamadas? e o choro?? É que os bebés estão geneticamente programados para chorar em conjunto com os outros, ou seja, se um chora e o outro está acordado o mais certo é começarem a chorar os dois. Não compare.

      Eu só tive um filho de cada vez também e sinceramente sempre me assustou a ideia de ter gémeos. Mas concordo consigo ela precisa de apoio. Eles têm um pai que tem de participar activamente (não ajudar quando o rei faz anos) e se precisar de ajuda deve pedir: peça às amigas, familiares, etc. se precisar de tempo para dormir peça, se precisar de 1 hora para si peça e se precisar simplesmente de sair desse ambiente durante algum tempo peça ajuda.
      Boa sorte e a parte boa (e também má em certa medida) é que esses primeiros meses vão voar como nem imagina e quando der por si eles estarão muito menos dependentes e tudo começa a ser mais fácil.

      Eliminar
  6. Sou gémea e tive uma 1ª gravidez de um bebé, agora com 5 anos. Pensamos em dar-lhe um irmão ou irmã, surpresa! São duas princesas. E moramos no estrangeiro, com 0 ajuda! Não é fácil não mas o tempo passa depressa e daqui a nada já cresceram e esta primeira fase mais difícil já passou. Se precisar/quiser o schiuuu pode dar-lhe o meu email. É sempre mais fácil quando desabafamos com alguém que percebe como nos sentimos. Coragem! E muita paciência. 😘

    ResponderEliminar
  7. Perfil típico de um esgotamento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanta ignorância...
      Todas as pessoas se cansam e desesperam. Não tentarei explicar melhor porque há coisas que não valem a pena.

      Eliminar
    2. Apesar de ser um perfil de um esgotamento, sim, de facto o comentário só pode vir de quem não tem filhos ou de quem os tem mas deixou a responsabilidade de cuidar deles a outrem.
      Todas as mães andam esgotadas nos primeiros meses de vida: cansadas, com privação de sono, imenso trabalho, etc. Juntemos a isso o facto de o trabalho ser a dobrar e dá bem para imaginar o que esta mãe está a passar.

      Eliminar
    3. Não, não é. Só quem nunca foi mãe é que não percebe este segredo. Há dias que nos sentimos mesmo na m*rd* mas não quer dizer que estejamos com um esgotamento ou com uma depressão, geralmente são fases e com a mãe do segredo vai passar =) É complicado, muito complicado, tenho um filho pequeno e já é difícil com dois então nem dá para imaginar mas vai ficar melhor, eles começam a exigir menos a nossa atenção e quando chegam à adolescência então nem querem saber de nós =P Muita força!

      Eliminar
    4. Sem me querer meter mas já me metendo, eu até acredito que muitas mães ao longo do tempo possam ter tido inícios de esgotamento.
      Não é por ser algo comum que eu coloco a hipótese de lado.

      Eliminar
  8. Se estas a ficar com sintomas de depressão cuida de ti o mais rápido possível. Vai ao médico e pode receitar te vitaminas que melhoram bastante o nosso bem estar emocional por exemplo. Não deixes que esse sentimento avance, só tem tendência a piorar.

    ResponderEliminar
  9. Só quem tem filhos e os trata como tal é que pode dar valor ao esforço desta Mãe.

    NM

    ResponderEliminar
  10. Também tenho gémeos... aquilo de que te queixas parece-me sinal de que estás a precisar de ajuda! Não somos super-mulheres...não temos de cuidar de tudo sozinhas. Pede/aceita ajuda da tua mãe, da tua sogra ou de outros familiares. Deixa tudo o resto para trás nesta fase e concentra-te aoenas em ti e nos bebés, nas vossas necessidades básicas. E descansar é uma delas!!! Posso assegurar-te que ter gémeos tem muitas vantagens, não obstante o cansaço que estás a sentir neste momento. Vais conseguir adaptar-te! Com calma...

    ResponderEliminar