sexta-feira, 17 de março de 2017

Segredo.17.10


40 comentários:

  1. Um animal de estimação é mais importante do que o teu namorado? Se for, deverias equacionar a relação, pois nesse caso será notório que não gostas o suficiente dele.

    ResponderEliminar
  2. não tarda nada vão aparecer algumas feministas a dizerem-te para deixares de cozinhar ou para te divorciares.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe, mas você tem um problema.

      Eliminar
    2. "Feminismo é um conjunto de movimentos políticos, sociais, ideologias e filosofias que têm como objetivo comum: direitos equânimes (iguais) e uma vivência humana por meio do empoderamento feminino e da libertação de padrões opressores patriarcais, baseados em normas de gênero. Envolve diversos movimentos, teorias e filosofias que advogam pela igualdade entre homens e mulheres, além de promover os direitos das mulheres e seus interesses.". Ser feminista é querer igualdade em tudo o que é possível e respeito pela diferença em tudo o que não é possível. Essa constante denotação negativa dada ao feminismo é agoniante e tão século XIX ... Numa relação existem adaptações e cedências para um bom enquadramento emocional. Mas essas adaptações e cedências têm confortáveis para ambos, independentemente do seu teor. Se não o forem, não vale a pena insistir no incompatível.

      Eliminar
    3. Quer tanto advogar contra o feminismo que nem lê o segredo como deve ser. A moça não é casada portanto não se vai divorciar.

      Eliminar
    4. pois eu concordo com o anónimo, e como ele disse, as feministas aprecem como sempre a incentivar o divórcio. COITADAS!

      Eliminar
    5. Again: o anónimo das 10:09 é o anónimo inicial. Haja paciência.

      Eliminar
    6. Houve uma altura menos boa da minha vida em que trabalhei num call center. Todos dias um havia um "maluquinho" que ligava a perguntar "de que cor é que elas são?" O anónimo das 10:37 que me desculpe, mas está a começar a parecer-se com o "maluquinho". À autora do segredo... Eu também não sou capaz de ser feliz sem um animal de estimação. Mais específicamente, sem um cão. É um amor totalmente incondicional. É diferente do amor humano. Compreendo perfeitamente.

      Eliminar
  3. escolheste um namorado sem pedigree...
    e se questionas a relação... o melhor é... tu sabes...

    ResponderEliminar
  4. Compreendo, mas dai colocar a relação em causa... é que o amor não deve ser muito grande.
    A minha mãe e eu adoramos os animais mas o meu pai não. Ainda assim quando tinha 6 anos conseguimos ter um gato que viveu connosco 20 anos. O meu pai até se habituou ao gato e depois até gostava dela, na medida do possivel claro lol.
    Se a pessoa com quem estas não gosta de animais, esquece o cão. é um animal extremamente dependente, que precisa de tempo e que cuidem sempre dele, responsabilidade que mais dia menos dia cabe também ao namorado.
    Gato é um bom compromisso. Independente, limpo, não precisa de grandes cuidados (passeio, sair para as necessidades). E podem ser muito carinhosos e companheiros.
    Tenta falar com ele, para terem um gato. Mas antes disso, eu colocaria uma questão essencial, sera que essa relação é mesmo o que tu queres? Porque colocar em causa por causa de uma diferença de gostos, acho triste e que reflecte um problema maior... eu quando não podia ter animais em casa, fazia voluntariado num refugio para animais. Apaziguava essa saudade dos animais, sem colocar nada em causa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tiver um quintal (e não precisa de ser tipo uma quinta gigante) um cão não da assim muito trabalho, apenas limpar o quintal uma vez por dia e passea-lo na frequência que ele necessita para desanuviar.

      Não seja é daquelas pessoas que deixa o bicho (cão ou gato) na rua sem trela.

      Eliminar
    2. Vai deixar o bicho sozinho no quintal???

      Eliminar
    3. São 23h23 e o meu bicho està sozinhos no quintal na respectiva casota e não vejo mal nenhum nisso. Dou-lhe todo o amor mas em casa ele não entra para mim é assim cada macaco no seu galho.

      Eliminar
    4. Sim! Colocar o bicho no quintal, ao frio e chuva! E já agora dar lhe comida uma vez por dia e leva Lo à rua uma vez por ano.
      Enfim... tristeza de humanos

      Eliminar
    5. Um cão não dá trabalho quando o pomos no quintal ao frio e ao calor...um cão é um membro da familia, não é um boneco! Dá trabalho sim! Requer muito de nós sim! Se é para ter um cão fechado e sem atenção, deixe o cão onde está.

      Eliminar
    6. Anonimo das 14:55 e adivinhe quem vai limpar e passear o cão se a autora não puder??? Pois, o namorado! Se ele não quer, não se deve impôr a ninguém. Tem que se brincar com ele, dar atenção, passear, limpar o coco e chichi, etc!

      E anonimo das 2:15 um cão vive muito bem na rua sobretudo em Portugal. A temperatura de conforto para um cão de pêlo normal é de 0 a 15 °C, muitas pessoas metem um cão em casa a 30°C quando isso ja é demasiado quente para eles! Parem de humanizar os animais, haja paciência. Um cão tem o pêlo e corpo adaptado para viver fora de casa, acha mesmo que os animais vivem sempre em casas com aquecimento e isoladas (lol haja paciência, os animais selvagens devem ser maltratados coitados, por não terem casas... o animal doméstico tem as mesmas capacidades fisicas e naturais dos selvagens, são domésticos unicamente porque aprenderam a viver com os humanos), enquanto não estiver menos do que 0°C ele vive muito bem enquanto jovem num quintal com uma boa casota que isola bem do vento e da chuva. Se ainda não reparou, o seu cão NÃO é um ser humano. Se calhar deveria comparar-se com ele frente a um espelho

      Eliminar
    7. Fala-se em quintal e as pessoas começam logo a pensar em não lhe dar de comer nem levá-lo a passear. Incrível como há pessoas mesmo parvas.
      Por um cão no quintal só vai fazer com que ele não faça as necessidades dentro de casa, do vez de o levar à rua 2xs por dia, vai 1x ou dia sim dia não porque ele vai poder estar à vontade no quintal (limpar as fezes do quintal 1x por dia é completamente diferente de levá-lo a passear 2-3xs se tivesse em casa).

      Para além disso, não significa que o cão não pudesse entrar do casa, mas ter espaço para correr é saltar é muito benéfico para o animal. Em casa ele não o vai poder fazer, e na sua estará de trela. O meu namorado tem duas cadelas numa quinta gigante, são bem tratadas, não andam ao frio nem chuva, e são super felizes a correr por ali fora. Se as pessoas nem têm condições então não deviam ter animais só por capricho!

      Eliminar
    8. Anónimo das 18h04:
      "O tempo frio pode ser difícil de suportar para os animais de estimação, tal como é para as pessoas. Às vezes os donos esquecem-se que os seus animais de estimação gostam tanto de estar aconchegados como eles próprios. Alguns donos deixam os seus amigos de 4 patas no exterior por longos períodos de tempo ou mesmo de forma permanente, pensando que todos os animais estão adaptados a viver ao ar livre. Isso pode colocar os seus animais em perigo de doença grave ou mesmo de morte por hipotermia. Existem medidas que pode tomar para manter seu animal quente e seguro"



      Pare de dizer baboseiras! Informe-se!

      Pode ler mais no site:
      http://www.hospvetprincipal.pt/invernos.html

      É à custa desses pensamentos sem formação que tantos animais são maltratados

      Eliminar
    9. O meu cão não é parvo para andar ao frio ou à chuva, tal como disse tem a casota dele. Além disso tem um quintal enorme onde pode correr e brincar à vontade, não está acorrentado nem preso num apartamento até que o dono decida ir passeà-lo. Amor e comida não lhe falta.
      Vou sofrer muito quando ele partir, mas ainda assim não deixa de ser um cão e é assim que eu o vejo, odeio humanizar os bichinho de estimação.

      Eliminar
    10. Ter animais em casa não é humanizá-los, visto que gostar de conforto não é característica exclusiva dos humanos. Os meus pais têm dois cães em casa e dois no quintal (que vieram em regime de acolhimento temporário e acabaram por ficar) e é notório que os de casa são bem mais felizes. Os do quintal pedem para vir para casa (e vêm), para a lareira, no inverno, porque sabem o que é bom :)

      Eliminar
    11. Ahahah

      Anónimo das 20:12 sou o anónimo das 18:04
      Para informação SOU formado, TRABALHO com cães e tenho um mínimo de formação veterinária, trabalho obriga.

      Os nossos cães estão TODOS sempre no exterior. E vivem MUITO bem. Adivinhe, muitos até correm e brincam no exterior quando chove quando se podiam aconchegar nas casotas (de alta qualidade). E de própria vontade não fazem, porque adivinhe, eles não ressentem a mesma coisa que nós nem pensam como nós.

      Você fala de frio e aconchego mas esquece-se que o frio para eles não é o mesmo que para nós e o aconchego também não. Para si 25°C é alto conforto, para o cão não! Aliás quando lá fora faz mais do que 25°C os nossos cães quase não trabalham porque é muito calor para eles e já não corremos com eles, o risco de golpe de calor sendo muito elevado, preferimos trabalhar em curtos períodos e sobretudo na água, quando para nós, humanos, é uma temperatura ideal para ir correr e fazer desporto.

      Volto a lhe garantir que a temperatura ideal para um cão viver bem é entre 0 e 15 °C. Esta temperatura varia segundo o tipo de pêlo do cão e estatura, aqui dou exemplo de um cão de porte médio/grande tipo pastores e pêlo normal. Um cão mais pequeno claro que suporta menos o frio e um cão enorme suporta menos o calor. Pêlo raso, curto, normal, longo também faz a diferença. Relembro que os cães NÃO SUAM tirando pelas patas. Já isto tudo mostra uma enorme diferença com o ser humano. Mas não, o pessoal adora humanizar os animais...

      "Vicksman recommends bringing puppies, kittens and short-haired dogs inside when the temperature falls below 40 degrees Fahrenheit (4.4 degrees Celsius). Larger, furrier breeds that are acclimated to living outside in cold conditions can handle colder temps a bit better than short-haired breeds, but they still should never be left outside when the thermostat hits zero degrees Fahrenheit (minus 17.7 degrees Celsius) or below."

      Eu aposto tudo o que quiser como os nossos cães são mil vezes mais felizes do que aqueles que estão sempre fechados em casa e saem só 10 minutos para fazer chichi e cócó e dormem o dia todo e morrem de tédio.
      O problema não é o viver dentro ou fora, mas a quantidade de actividades que você faz com o seu cão. Isso é que faz dele um cão feliz ou não. Isso é certamente muito complicado de entender para pessoas que têm cães em casa sò para ter companhia física como se fosse um boneco.... e que o cão esteja fora ou em casa serve só de espantalho... para isso tenham um gato. Um cão precisa de brincar, correr e fazer muita actividade para ser feliz.

      Eliminar
    12. Anónimo das 7:23 concordo consigo. Os meus cães são de porte grande, um serra da estrela e um pastor alemão, estão bem adptados para viver no exterior.
      Mas pronto, estava ciente que ia ser alvo de críticas por dizer que os meus canitos vivem no quintal.

      Eliminar
    13. Até me admira se os que estão no quintal não quisessem ir para casa... É lá que estão os donos e os outro cães a receber, inevitavelmente, mais atenção do que os que ficam lá fora.
      Faz distinção entre os bichos e ainda diz que está tudo bem e que os de casa são mais felizes. Faria o mesmo com crianças?

      Eliminar
    14. Anónimo20 de março de 2017 às 14:25, entendeu mal, eu não digo que está tudo bem, o meu comentário foi no sentido de contrapôr a ideia de que ao deixar os animais estar em casa estamos a humanizá-los. Penso o contrário, sei que todos os animais gostam de conforto e atenção. Eu não faço distinção entre os cães, se leu o comentário viu que a casa é dos meus pais e que foram eles que os acolheram. Se fosse eu a decidir, e não podendo por razões óbvias manter quatro cães em casa, teria tentado arranjar adotantes para os dois que estão na rua, de forma a poderem viver em casa, como acho que é correto e melhor para eles.

      Eliminar
    15. Eu acho que o meu cão prefere as 10h ou mais de atenção que lhe dou no quintal e rua a correr brincar e fazer actividades e treinl que as miseráveis pseudo atenções que muitos cães têm em casa em que ficam deitados num canto como um móvel...
      E comparar cães com crianças mostra a autêntica debilidade mental de uma pessoa e que andam a humanizar os animais ao ponto de comparar cáes com crianças. O cúmulo do ridículo. Pv não tenha crianças. Nem cães, aliás.

      Eliminar
    16. Mas que mania existe de colocar as coisas entre crianças e animais.
      Prefiro mil vezes animais a crianças no entanto não sou capaz de prejudicar crianças, adultos outro ser vivo que seja.
      E não me considero má pessoa por isso.

      Eliminar
  5. Se não partilham dos mesmo gostos.. Diz-se que os opostos se atraiem, mas cá para mim os opostos nunca iram conseguir ser tao felizes como alguem que partilha dos mesmos interesses.

    ResponderEliminar
  6. Porque não um pássaro, um porquinho da Índia, um coelho, um peixe,um gato? Porque tem que ser um cão que é do mais dependente que existe? E que mais restringe a vida das pessoas. Deixam pêlo, são absorventes, deixam cheiro... Ughhhh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como os humanos:
      Deixam pelos; cheiros e são absorventes nhaacccc

      Eliminar
  7. Os cães são do melhor que existe.
    Porco da india, pássaros, coelhos, todos em gaiolas?
    Tudo tão bom, não queremos incomodar o namorado.
    Façam-me o favor! Bichos em jaulas?!
    Deixe-me que lhe diga: Ughhhhh para si.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho os meus coelhos em gaiolas. Tenho os pássaros, sim. E é verdade que não deitam cheiro, não largam pêlo por aí além, não são tão dependentes como um cão. Só lhes reconheço vantagens face aos caes. Cada qual gosta do que gosta. Felicidades para si também

      Eliminar
    2. Os gatos vivem em jaulas?

      Eliminar
  8. Hoje é contra um cão amanhã será uma outra coisa qualquer, e se questionas o relacionamento é porque algo está mal. Pensa se esse relacionamento vale apena.

    Æ

    ResponderEliminar
  9. Para mim também da para questionar muita coisa. Hoje é o cão, amanhã é o lugar onde viver, depois é onde ir de férias e assim vai. Há pessoas que tudo tem de ser ao seu gosto e nunca fazem cedências.
    Se ao longo da uma união nunca houver cedências de parte a parte porque o outro não gosta e ponto final... Não vejo grande futuro.

    ResponderEliminar
  10. Eu gostava de ter um cão, mas para já não tenho condições para tal. Então comecei a dizer ao meu namorado que gostava de ter um gato. Ele não gosta de gatos.. Ou melhor, não gostava. Depois de falarmos algumas vezes sobre o assunto, foi ele próprio que me fez a surpresa de adotar um gatinho e hoje adora-o. Talvez só precises de conversar com o teu namorado. Até podem ter perceções diferentes e erradas um do outro sobre o assunto e um cãozinho podia ser adotado :)

    ResponderEliminar
  11. Eu percebo perfeitamente este segredo. Eu nem sequer me conseguiria apaixonar por uma pessoa que não goste de animais. Para mim é um turn off.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto de animais mas nao quero nenhum. Sao coisas diferentes.

      Eliminar
  12. Sinceramente de cada vez que leio um segredo aqui sobre relacionamentos, confirmo que a geração de hoje está completamente perdida.
    Explique-me como é que se no passado não era problema, agora se tornou num?
    A explicação mais óbvia é que lá no fundo nunca amou e não ama verdadeiramente o seu namorado e ele foi um meio para um fim, doutra maneira jamais meteria em causa o seu relacionamento com ele devido a um animal de estimação, neste caso um cão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E um cão que não existe
      Se fosse um bichinho que ela tivesse e ele não quisesse e dissesse para se desfazer dele, aí ainda compreenderia!

      Eliminar