quinta-feira, 23 de março de 2017

Segredo.23.10


17 comentários:

  1. eu cheguei a essa conclusão aos 42 !!

    ResponderEliminar
  2. Deixaste os amigos pela mulher, pelos filhos?
    Temos sempre espaço para todos, isso tem de ser bem gerido para que nada se perca. A familia é mt e talvez o mais importante, mas os amigos são um complmento á nossa existência e á nossa felicidade. Recupera os verdadeiro que esses sim vão entender a tua parte. Faz novos amigos que é smpre mt bom conheçer gente nova e fala com a tua mulher, façam-no juntos que ela na volta está tal e qual como tu! Boa sorte!!!

    ResponderEliminar
  3. lembras-me o palhaço triste...
    e lamentável que mulher e filhos não te preencham... deviam ser o núcleo...
    e os amigos, simples apêndices...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes ter a melhor familia, a mais estruturada e feliz do mundo,e mesmo que ela venha sempre em primeiro lugar...os amigos continuam ser essenciais. Se não sabes isso tu é que és triste.

      Eliminar
    2. Caro DZ o seu comentario é absolutamente ridiculo! Desde quando é que a familia é ou tem que ser a unica fonte de alegria/ satisfação do ser humano?! Desculpe que lhe diga mas parece-me ser alguem de interesses, sonhos, percepções... etc muito limitados. Muito mais é necessário para preencher o coração do ser humano, sendo ele tão complexo, do que apenas a familia. Se todos pensassem como você não haveria neste mundo pintores, nem musicos, nem aventureiros a subir o evareste. Iam estar todos em casa. Com a familia. Não iam ter tempo para nada disso 😊

      Eliminar
    3. Apêndices? Não sabe o que diz.

      Eliminar
  4. Os amigos fazem parte da nossa felicidade. A questão aqui que se levanta é.... porque é que não tens amigos? o que se passou? Já tentaste dar a volta?
    Abraço e levanta a cabeça ainda vais a tempo de arranjar amigos :)

    ResponderEliminar
  5. É o preço a pagar da utopia: estudar; casar; filhos. E pronto somos Felizes para sempre e realizados como seres humanos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Disse tudo! E "coitado" de quem n seguir essa utopia!

      Eliminar
  6. Eu também não tenho nenhum amigo... É a vida!
    (E antes que venham insinuar que eu devo ser um crápula da pior espécie... Não sou. Simplesmente, não encontro ninguém.)

    ResponderEliminar
  7. Pessoalmente, eu acho que com a idade os amigos desaparecem, ou tornam-se menos disponiveis, o que é normal, tendo em conta as responsabilidades com a familia e com o trabalho.
    Como dito não compreendo como mulher e filho não te preenchem, mesmo se percebo a necessidade de ter um pouco de amigos. Mas... não te preocupes e tens que perceber que mesmo se tiveres amigos, não estarão sempre ai disponiveis para ti o tempo todo como quando se é jovem, o que é normal.

    MASSSSSS repito, é normal que as amizades não sejam as mesmas aos 20, 30 e 40 anos.

    ResponderEliminar
  8. Eu tenho quantenta e muitos e não tenho amigos por escolha. E muito sinceramente acredito pouco nessa coisa de amizade. Mas sou acusada por vezes pela minha filha adolescente de não ter amigos...

    ResponderEliminar
  9. Os amigos são família que escolhemos. Muita gente despreza-os quando constitui família, mas é um grande erro que se acaba por pagar caro, como infelizmente descobriste. Haverá algum amigo ainda que queira reatar contato?! Dependerá de ti descobrir. Eu não seria eu sem os amigos que fiz. Eles são bases!
    Não temos que pensar nem agir como os amigos, nem sequer todos têm a mesma importância, mas que a vida sem eles seria vazia e uma grande treta, seria!

    ResponderEliminar
  10. Parece-me que foste mais um a ser vítima do "viver" para a mulher, colocando de lado os amigos que a dado momento se tem. Chega o momento em que a distância já é tanta que não há forma de reverter as coisas.

    ResponderEliminar
  11. Ha pessoas que se sentem bem com muita gente a volta e outras que valorizam mais ter espaco e nao ter de "alimentar amizades", ate porque o tempo nao estica e a medida que vamos ficando mais velhos as responsabilidades e tarefas vao aumentando e o tempo disponivel para dedicar aos amigos diminuindo. Ja para nao falar que se vai perdendo contacto quando se muda de emprego/de cidade. Por isso acho perfeitamente normal que aos 30/40 anos se conservem poucos ou nenhuns amigos intimos...pessoalmente tb preferia ter 1 ou 2 amigos com quem pudesse partilhar coisas/sair, mas e a vida....trabalho-casa e casa-trabalho...E depois a partir de certa idade (lol, tenho 30 e ja sinto isso)ja nao se tem a mesma abertura para se conhecer pessoas novas nem para correr o risco de conhecer pessoas desleais e pouco dignas de confianca....

    ResponderEliminar
  12. Tenho 26 e penso igual...

    ResponderEliminar
  13. Newsflash: O que precisamos na vida SÃO amigos.
    Mais que filhos e parceiros - e estes já são o que são.

    Mas no final, o que se deseja todos os dias é uma palavra amiga, um convívio, um convite. Fazer amigos é uma arte que deve ser aprendida logo à nascença. Há quem consiga fazê-los com muita facilidade e há quem tenha muitos mas no fundo não gosta de nenhum. Simplesmente aprendeu a arte de os manter e fazer logo na infância. Por isso é fácil para essas pessoas. As outras sentem-se atraídas por elas. Mas nem sempre elas querem ser amigas. embora também não deixem de te tratar como se o desejassem - é a tal aprendizagem inata.

    Cada vez mais me convenço que só nos temos a nós mesmos neste mundo.

    ResponderEliminar