quarta-feira, 10 de maio de 2017

Segredo.10.10



43 comentários:

  1. Parece-me mais incomodativo que ela namore com alguém que pensa como tu.

    ResponderEliminar
  2. Sim é ridiculo. Por mais que se goste de animais há limites. cuidar bem não significa lidar com eles como se de filhos se tratassem. concordo que fazem parte da nossa família mas há pessoas que dizem que é como um filho.... A meu ver um filho ou um animal de estimação não tem sequer comparação possível. São dois patamares bem distintos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haja alguém...

      Eliminar
    2. Credo também acho! Não ha comparação e não entendo...

      Eliminar
    3. A namorada do autor NUNCA disse que o gato era como um filho para ela. Apenas disse que trata o gato como de uma criança. Sabe la você o que isso realmente quer dizer

      Eliminar
    4. anonimo das 18.04 eu li bem... trata como filho... afinAl quem leu mal foi você. pense e releia antes de comentar

      Eliminar
    5. Lá por o namorado achar que ela o trata como filho, não quer dizer que ela ou outras pessoas pensem o mesmo. Por exemplo, o meu gato dorme na minha cama e eu não considero isso tratá-lo como filho... até porque um puto de 15 anos na minha cama seria no mínimo estranho :P

      Eliminar
  3. Entendo a tua vergonha. Há muita humanização dos animais e isso é tão prejudicial...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prejudicial para quem exactamente?

      Eliminar
    2. Prejudicial para a namorada, para o autor e para o gato. Para mim não...

      Eliminar
    3. Quem falou em humanizar? Nem sabemos o que ela realmente faz...

      Eliminar
  4. Eu faço igual. O meu namorado também. E todas as pessoas que conheço que têm também fazem. Homens ou mulheres. Eu teria era vergonha do meu namorado se ele fosse você.
    Acho muito bem que mime o gato. Mais vale mimar demais o gato do que uma criança, que precisa de mais regras pois cresce mais mentalmente do que um garo ou cão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que não tenha filhos. Uma criança precisa de muito mimo e muito amor. Isso não impede que se dê educação e regras.

      Eu sinceramente percebo o autor do segredo. Quando vejo pessoas assim tenho uma enorme vergonha alheia e acho sempre que lhes deve faltar algo e transferem a necessidade para os animais. Há até quem chegue ao cúmulo de tornar gatos e cães vegans porque não conseguem perceber que o que eles querem para si próprios não é o melhor para os animais...até os maltratam com a vontade de os humanizar. Acho doentio.

      Eliminar
    2. Bla bla bla, senhor anonimo das 13h27, tanto paleio para nada.
      Antes de mais você nem tem que esperar coisa nenhuma, não é, felizmente, da sua competência. Aprenda antes a ler português antes de achar que tem direito a exprimir uma tal opinião.
      Eu nunca disse que uma criança não precisa de amor e mimo. Disse que é muito menos prejudicial mimar demasiado um gato do que uma criança. Uma criança demasiado mimada vira "rei da terra", vira "dono do mundo", e uma vitima garantida com pouca tendência a ser util para a sociedade. Ja um gato mimado, who cares? Não fara nunca mal a ninguém, não devera nunca nada a ninguém, bem pelo contrario.
      Tenha mas é vergonha de julgar os outros de maneira tão limitada. Em vez de ter vergonha das pessoas que mimam os seus animais. Mimar um animal não é ter um cão vegan, enfim, que tristeza de comparar uma coisa que não tem nada a ver...
      Vocês nem sabem como ela trata realmente o seu gato e ja anda tudo a cair em cima.
      Você deve ter é mas é uma grande falta de alguma coisa, a precisar de julgar tanto os outros e como gostam ou mimam os seus animais, até parece que lhe faz algum malito.

      PS: Quem disse que não tenho filhos? :) Ai esta gentinha anonima, gosta tanto de julgar tudo e mais alguma coisa

      Eliminar
    3. E quem lhe disse que eu não tenho animais e não os trato bem ? Daí a humanizá-los e focar-me neles como se fossem pessoas em vez de pensar no bem-estar deles vai uma grande distância...

      Eliminar
    4. Pessoa não é sinónimo de humano. Para se ser pessoa há determinados requisitos, como a consciência de si. É por isso que muitos etólogos e biológos acham que os cetáceos devem ser considerados pessoas não-humanas. É só uma ideia para considerar...

      Eliminar
  5. Vê la se soubeste fazer lhe um filho para ela cuidar. É de uma enorme falta de consideração pela pessoa que amas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dessa forma ele também teria de cuidar do filho. "dar-lhe" um filho para ser só ela a cuidar seria uma desconsideração maior!

      Eliminar
  6. Tenho 35 e trato os amimais como se fossem filhos.

    ResponderEliminar
  7. Eu e o meu marido fazemos o mesmo. Ainda não conseguimos ter um filho... Pode ser uma das razões. Necessitamos de dar amor e por ser um animal carinhoso e pequeno, faz com que tenhamos uma grande necessidade de o mimar como se de um bebé se tratasse. Mas sempre fui assim com animais desde pequena.

    ResponderEliminar
  8. O que é tratar como um filho?

    É que dar-lhe comer, beber, dar banho, levá-lo ao veterinário, dar mimo e brincar com ele... são alguns comportamentos básicos de alguém que tem um animal de estimação.
    Leva-o para a vossa cama? Fala dele aos colegas de trabalho e diz quando faz cocó ou quando vomitou de manhã? Fala das façanhitas dele e do quanto evolui todos os dias? Mostra o albúm do gatinho bebé às visitas, ou "obriga" as pessoas a passarem 30 fotografias do gato em posições fofinhas no seu telemóvel?

    Não o estou a julgar, mas se calhar, para quem não tem ou nunca teve um cão/ gato/ qualquer outro animal, não entende, nem nunca vai entender o sentimento que nos une aos animais... E sim, para algumas pessoas, são mesmo as melhores companhias.

    ResponderEliminar
  9. Parece me nitidamente que tem aí uma picardia com o gato...para não dizer má vontade. Não dê demasiada importância, e vai ver que deixa de se incomodar como a forma como a sua namorada trata os animais. Teria motivos para sentir vergonha sim, se ela o maltratasse.

    ResponderEliminar
  10. faz ela muito bem e tu devias fazer o mesmo

    ResponderEliminar
  11. Não trato o meu gato como se fosse filho, até porque não sinto o apelo da maternidade e não quero ser mãe de ninguém, humano ou não. Mas é o meu melhor amigo e, sem exagero, o amor da minha vida :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário poderia ser meu! ;)
      parabens, anónima!

      Eliminar
  12. Como tu próprio dizes: O gato é dela!

    ResponderEliminar
  13. Talvez o problema seja o autor não partilhar desse sentimento pelo gato. Mas se gosta dela, respeite. Eu adoro os meus gatos. Não os trato como filhos (que não tenho) mas como gatos que são mas isso para mim implica dar-lhes o melhor que tenho: carinho, atenção, companhia, camas quentinhas, brinquedos, boa comida, veterinário, momentos para brincadeira e, sempre que possível, levo-os comigo quando vou de férias. Felizmente o meu namorado partilha desta forma de lidar e cuidar dos nossos gatos - seria impensável para mim estar com uma pessoa que não fosse assim.

    ResponderEliminar
  14. Muitos tratam os animais como filhos porque eles não podem dizer o que pensam, aceitam tudo sem refilar e não conseguem mostrar o seu descontentamento. E é disso que o sr humano gosta...

    ResponderEliminar
  15. Compreendo porque tambem acho patetico.

    ResponderEliminar
  16. Ai que incomodo tão grande...deixe-a amar o gato, deixe-a amar a si. Que todos os problemas da vossa relação sejam esse.

    ResponderEliminar
  17. Tanta gente que interage e compreende melhor os animais do que as pessoas.Deviam preocupar-se.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O comentário das 11 de maio de 2017 às 11:11 é a resposta a este.

      Eliminar
  18. Porquê? A maioria dos humanos tem um complexo de superioridade da sua espécie que valha-me deus. Desengane-se anónimo, não vale mais que um gato, porco ou cavalo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim? Faça então a sua vida com um porquinho ou um burrico. E felicidades.

      Eliminar
  19. Tratar bem os animais sim, exagerar nos mimos é que não acho correcto, mas cada um faz o que quer.
    O problema é que ele se sente desconfortável, por isso das duas uma.. ou aceita ou vai viver para outro sitio. Todos os aspectos de um relacionamento devem ser pesados na hora de namorar uma pessoa, cabe ao autor verificar até que ponto está disposto a ir neste assunto.
    Boa sorte :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas não é correto... para quem?

      Eliminar
    2. Na minha opinião, a atitude de mimar demasiado um animal não acho que seja a melhor educação que se possa dar, mas como disse, cada um faz o que quiser com os animais!

      Eliminar
  20. O que eu acho fascinante é um animal poder dormir na cama dos donos e os filhos não, esses têm que chorar baba e ranho na cama deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais...existem deveres diferentes com os filhos, tal como dar-lhes educacao e forma-los para a vida. Os miudos devem sim chorar baba e ranho ate aprenderem, faz parte. Acredite que aprender com a vida e bem mais doloroso.

      Eliminar
    2. ?? Chorar baba e ranho nao é normal, é falta de cuidados e só faz com que as criancas cresçam cheios de medos e inseguranças.
      Nao tenha filhos...a humanidade agradece!!

      Eliminar