segunda-feira, 15 de maio de 2017

Segredo.15.14


22 comentários:

  1. E estás. Eu também sentiria o mesmo. E acho que tu também, se ele te dissesse o mesmo.

    ResponderEliminar
  2. estás a trair e não só psicologicamente...
    deliberadamente, foste para a net à procura de engate...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que estupidez. A net não é só para engate.
      Também vou à net e nunca engatei

      Eliminar
    2. anónimo das 18.22,
      tens razão... que estupidez...
      ela foi à net e tropeçou num engate, pois claro...

      Eliminar
    3. Estupidez é este comentario. Nunca engatou mas pelos vistos a autora sim. Provavelmente com esse fim, e mesmo não tendo sido, abriu portas para que tal acontecesse. "foste para a net À PROCURA de engate" qual a foi a parte que não percebeu?

      Eliminar
  3. Cuidado com as ilusões.

    ResponderEliminar
  4. E sentes bem. Estar com alguém, e pensar, desejar estar com outro, é traição sim. Não é o contacto físico que faz com que seja uma traição.

    ResponderEliminar
  5. Não interessa que seja infiel porque ninguém consegue ser fiel a alguém na sua vida, mas pode ser leal e se você persistir em manter contacto com essa pessoa sabendo as suas intenções em relação a ela então sim...estará a ser desleal. Se o outro homem a atrai assim tanto, mais vale acabar tudo com o seu namorado o quanto antes em vez de ser uma pessoa sem carácter.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Francisco, diga-me, o que é para si "alguém ser fiel"?

      Eliminar
    2. Não se consegue ser fiel? Como assim?

      Eliminar
    3. Wow os seus pensamentos supreendem, acho que você não ve o lado de toda a gente, fala o que você acha e o que ve por ai, mas não ve tudo.

      Eliminar
    4. Anónimo de 21:51 e 23:46;
      Embora a fidelidade e a lealdade sejam frequentemente confundidos por serem apresentados como sinónimos, a verdade porém é que existe alguma diferença entre eles. A fidelidade está mais ligada ao campo das emoções e tem uma conotação manifestamente sexual, enquanto que a lealdade tem um aspecto mais jurídico, que não se baseia apenas em sentimentos e está mais amparada em valores, estando assim mais ligada ao conjunto das nossas acções. Podemos dizer em linguagem mais simples que é a diferença entre aquilo que a gente sente e aquilo que a gente faz. Ao longo da vida podemos ser infiéis de múltiplas formas bastando para isso cobiçar, fantasiar ou desejar sexualmente outra pessoa que não o(a) nosso(a) parceiro(a), mas enquanto não concretizarmos o acto sexual em si ou tomarmos acções que sabemos serem prejudiciais aos interesses e felicidade do casal, estaremos a ser leais. Para dar mais ênfase a este pensamento, digamos que é muito fácil cuidar de alguém quando estamos apaixonados (fidelidade) mas muito mais difícil é continuar a fazê-lo quando os sentimentos começam a desaparecer (lealdade). Espero sinceramente ter contribuído para dissipar as vossas dúvidas.

      Eliminar
    5. Anónimo das 00:36;
      Sou apenas um ser humano que tenta descobrir o sentido da vida e a verdade das coisas. Ao longo da minha vida adquiri uma faceta mais pragmática em detrimento da sonhadora porque apercebi-me que só ela conseguia dar-me mais garantias. Aprendi a ver as coisas de forma mais simples e linear, coisa que a humanidade normalmente odeia porque o simples revela sempre o melhor e o pior do mundo e nem sempre estamos preparados para aceitar essa realidade. É por isso que tentamos sempre complicar tudo à nossa volta. Quanto mais confuso, mais difícil se torna perceber o quadro geral e, assim, melhor nos sentimos na nossa pele. Mas, sim, como qualquer outro ser humano que se preze acontece-me muitas vezes estar errado.

      Eliminar
    6. Mas, sim, como qualquer outro ser humano que se preze acontece-me muitas vezes estar errado.

      Gostei do que falou aqui, sabe ver que também erra.

      Eliminar
  6. Que lindo que isto anda..............
    a galinha do vizinho é sempre mais gorda que a minha, não é....???

    ResponderEliminar
  7. Fidelidade não é não ter vontade de trair. É não trair mesmo tendo vontade e possibilidade para isso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se alguém tem costuma ter vontade de trair (não digo uma vez ao longo da vida, digo constantemente), por que razão não procura um tipo de relação que lhe permita isso?

      Eliminar
    2. Muitos discordam. Pois não vêm a infidelidade apenas como algo físico que acontece entre duas pessoas.

      Eliminar
  8. Ora...não percebi muito bem... A autora sente desejo por um homem que conheceu na internet...mas já o viu ou sente apenas pelo que lê? E com namorado ainda tem tempo para ir para a internet à procura de outros?

    ResponderEliminar
  9. Que conheceste na Internet? Por magia ou caiu de para-quedas?
    Se foi em decurso de uma procura, então é o momento de repensares a tua relação.

    ResponderEliminar
  10. Quem procura encontra e o DZ não está muito longe da realidade. Ir há NET, todos vamos, mas quem se mete com gente que não conhece de lado nenhum é porque não é boa gente ou anda à caça em chats de encontros.

    NM

    ResponderEliminar
  11. Cuidado com isso, pela internet tudo é lindo, tudo é bem escrito e tudo parece perfeito. Ao vivo as coisas mudam. Acredita que já passei por isso :)
    Provavelmente é alguém que fala contigo e desabafas. Agora tem cuidado com o desejo...pensa bem :)

    ResponderEliminar