quarta-feira, 17 de maio de 2017

Segredo.17.15


11 comentários:

  1. Então, em vez de fazeres (exemplo) 5 cadeiras, tenta fazer apenas 3 por semestre. cada um na sua velocidade! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acha que no trabalho também vão esperar que ela faça as coisas à sua velocidade...? E quem paga as despesas a cada ano??

      Nem todos somos inteligentes para ter grandes cursos! Isso é uma moda de hoje em dia em Portugal, toda a gente quer ser doutor, e teimando serem todos doutores, temos doutores a mais que se queixam que não ha trabalho para todos...!

      Se ela não tiver "inteligência" suficiente para o seu curso, não ha nada de errado com isso e não é mas é vergonha nenhuma.

      Tem a opção ou de redobrar os esforços, ou de desistir desse curso e encontrar outro que lhe convém mais, ou de desistir da faculdade e com o 12o ter um curso mais técnino e profissional, etc!

      Vi muito "sr doutor" a ir ao seu ritmo, alguns levaram 10 anos ou mais a completar uma licenciatura, e quando foram para o mercado do trabalho choraram que não encontram trabalho na qualificação e area estudadas. Pois. Depois são vitimas do sistema, dizem elas. Quando na realidade, são simplesmente maus para aquilo.

      Conheço amigos que têm cursos de equivalência 12o ano, mais técnicos, mais profissionais, que atacam o mercado do trabalho com experiência, e são muito felizes e até ganham mais do que muitos licenciados que conheço. São mesmo bons no que fazem, mesmo sem grandes estudos! E têm razão!

      Ha outra coisa do que estudos. O sucesso profissional e pessoal não depende unicamente dos estudos feitos, e felizmente.

      Reflecte o que queres. O importante é ser feliz.

      Eliminar
    2. Anónimo17 de maio de 2017 às 21:51

      99% de acordo consigo. O 1% que falta é apenas para não desistir se foi o curso que escolheu em 1º lugar, ou se tiver nos últimos anos.
      O andar mais 2 ou 3 anos numa universidade não tem grandes problemas desde que saia com boas notas/capacidade de trabalho.

      Eliminar
  2. Se conseguiste entrar na faculdade, também serás capaz de terminar o curso! Força de vontade e empenho e vais ver que consegues! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada a ver. Entrar numa faculdade é uma questão de média no secundario. Conseguir um curso na faculdade é questão de aprender o que se ensina num curso superior. Não é porque se consegue ter o secundario que se consegue ter a licenciatura, e não é porque se tem uma licenciatura que vai-se conseguir ter um mestrado, e não é porque se tem um mestrado que se consegue ter um doutouramento. etc etc. Todos temos limites intelectuais, o que é normal. Somos bons numas coisas e maus noutras. Não ha vergonha nenhuma a ter.

      Eliminar
    2. Sempre ouvi dizer que "entrar qualquer um entra, sair já é outra conversa!". Da minha experiência, do que fui vendo na faculdade onde estudei, é muito verdade este dito. "Qualquer pessoa" consegue ter boas notas no secundário e entrar na faculdade, até porque muitas vezes os próprios professores "dão notas" aos alunos que querem prosseguir os estudos para que consigam ter boas médias (Não estou a generalizar, apenas a falar do que eu já vi acontecer). O nível de exigência de alguns cursos superiores é bastante elevado (e bem!) e muitas vezes os alunos confrontam-se com uma realidade que até então era desconhecida: podiam ser os melhores lá da sua turma, mas na faculdade vai sempre haver alguém melhor ainda. Isso e a carga de trabalho ser completamente diferente, desorientando até os melhores alunos, os mais esforçados, os mais organizados, quanto mais os alunos medianos ou até maus.

      Acho que toda a gente que já esteve no ensino superior se questionou se iria conseguir, de facto, terminar o curso. Nos momentos de maior aflição, toda a gente pensa o mesmo... que não vai ser capaz, que é muito trabalho, que é muito difícil. Cabe-nos ter a consciência daquilo que valemos e do esforço que estamos dispostos a fazer para atingir os nossos objetivos. Isso e assumir, quando assim for, que de facto é demasiado para nós e temos que desistir. Não há mal nenhum nisso!

      Boa sorte ao autor do segredo.

      Eliminar
  3. Podes não saber isso agora mas estás no caminho que mais depressa te conduz ao sucesso. Plagiando um pouco o filosofo Bertrand Russell, costumo dizer que vale muito mais um sábio cheio de dúvidas do que um idiota carregado de certezas..
    Força nisso!

    ResponderEliminar
  4. Pensei algumas vezes nisso. Já sou licenciada e estou a terminar o mestrado!
    Quando cansada/o não desistas, aprende a descansar :)

    ResponderEliminar
  5. Não te subestimes: "inteligência" e "formação académica" não andam a par e passo... Pesquisa quantos génios eram más alunos! Ou talvez esse curso não seja a tua vocação...

    ResponderEliminar
  6. A concorrencia é tramada...... elimina os mais fracos!

    ResponderEliminar
  7. Não será apenas necessária inteligência, a determinação e a dedicação possuem um peso enorme nesta equação. Quiçá, até será bem superior. Pensa nisso.

    ResponderEliminar