quarta-feira, 24 de maio de 2017

Segredo.24.14


12 comentários:

  1. Já fizeste tratamento???

    ResponderEliminar
  2. É porque és insegura de ti própria e falta de confiança sobre as outras pessoas.

    ResponderEliminar
  3. Há várias pessoas assim. Há quem faça psicoterapia e tenha resultados, ou então medicação. Melhoras.

    ResponderEliminar
  4. :) Precisas de cuidar de ti. Aprender a confiar em ti e fazer as pazes com a tua imagem. Primeiro, porque é sempre uma questão de gosto e comparação. Sendo que, normalmente, nos comparamos a mulheres que investem muito na imagem (tempo e dinheiro) em fotografias trabalhadas (ângulo, iluminação, maquilhagem, filtros e edição). Depois, porque nenhuma relação verdadeira se sustenta com base na aparência.

    Olha para ti. Gosta de ti.
    O resto fluirá naturalmente :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é que seja um mau conselho, porque não é e todos deviam segui-lo, mas o caso da autora passa por um distúrbio psicológico que necessita de terapia e quem sabe medicação.

      Pode estar relacionado com algum trauma que tenha passado e é preciso resolver.

      Eliminar
    2. Tem razão.
      Peço desculpa mas este comentário era para o segredo seguinte, aqui não fará o mesmo sentido.

      Mantenho o conselho para cuidar de si. Mas aqui, cuidar implica pedir ajuda profissional - sem dúvida! Sou psicóloga e conheço várias pessoas que sentem o mesmo. Não se sinta sozinha :) Com ajuda conseguirá compreender os motivos pelos quais não consegue sair de casa e encontrar formas de os superar.

      Beijinho

      Eliminar
  5. So o psiquiatra me salvou desse pesadelo.. Vai procurar ajuda, pois isso vai piorar mais a cada dia que passa.

    ResponderEliminar
  6. Chama-se a isso Agorafobia e o tratamento consiste em fazer terapia cognitivo-comportamental (TCC) com o apoio de algumas drogas anti-depressivas. Mas eu se fosse a si evitava tudo e cuidava de tratar apenas a sua cabeça. Os seus ataques de pânico apenas são causados devido a ansiedade que você sente por não se sentir segura fora da sua zona de conforto. Acredite, embora por razões diferentes, sei bem o que são ataques de pânico porque numa fase da minha vida sofri imenso disso e consegui supera-los. Cheguei a falar nisso inclusive no meu blog. Tenciono um dia fazer um post a falar sofre a forma de vencer esse medo inexplicável mas até lá se quiser contactar-me por email poderei sempre ajuda-la sem pedir nada em troca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sério???
      Agorafobia é nunca sair de casa, nem acompanhada.
      Você comenta e escreve tanto e raramente acerta.

      Eliminar
    2. Anónimo das 09:08,

      Isto dito por si poderia me parecer um elogio se a palavra de um anónimo não fosse tão insignificante. Mas ainda que esteja a perder o meu tempo, vou ensinar-lhe algumas coisas para que, quem sabe, comece a acertar também mais vezes e deixe de ser anónimo(a). Primeiro, quem foi que lhe disse que um agorafóbico não pode sair de casa acompanhado? Tudo depende do grau e intensidade da doença. Há quem sofra de agorafobia ligeira e há quem sofra de agorafobia extrema. Vê? só com isto já consegui acertar mais do que você (mas eu também falei mais, logo,levo vantagem!). Em segundo, o que é que você não conseguiu entender da frase:" Não consigo sair de casa sozinha e estou sempre dependente de alguém para fazer alguma coisa"?. Já se sente estúpido(a) agora? Pois...pode falar pouco mas se tivesse reconhecido apenas isso, teria acertado sem dúvida alguma.
      Anónimo,não gosta de mim? Temos pena... :D

      Eliminar
  7. A mim acontecia-me precisamente o contrário: não conseguia estar em casa, nem em lado nenhum, sozinha, começava a ter ataques de pânico e ainda ficava mais em pânico por saber que me estava a sentir mal e não tinha ninguém que me pudesse ajudar.
    Com tratamento tudo passa! Procura ajuda medica (psicoterapia).

    ResponderEliminar
  8. Já passei pelo mesmo. Já tinha medo do medo, ou seja, ficava em panico por saber que podia ter outro ataque de panico. Só com medicação é que passou. É urgente ir a um Psiquiatra.

    ResponderEliminar