quarta-feira, 7 de junho de 2017

Segredo.07.17


10 comentários:

  1. Olha! Sabes que mais??? Deixa-te estar assim, amar é demasiado complicado, é mais sofrimento que felicidade e no fim tudo acaba..de qualquer forma, não te iludas, um dia ao virar a esquina vais esbarrar outra vez no amor.

    NM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixe de ser uma vitima. Deve ser daqueles que vivem felizes durante 10 anos e só porque acaba é o fim do mundo....

      Eliminar
    2. Vitima! Não sou..e feliz, para sua informação sou e muito. Você deve ser daquelas pessoas que não gosta de ver ninguém feliz. Bateu na porta errada.:)))))))))))))))))))))

      NM

      Eliminar
  2. isso está muito fresco e vai passar...
    daqui a menos de nada já amas outra vez...

    ResponderEliminar
  3. E antes de ele começar consigo, já sabia o que era amar? Como poderia saber se nunca o tinha feito?
    Na hora da separação temos sempre aquela sensação do vazio. De que falta algo na nossa vida, como se esse algo tivesse sido arrancado. Ficámos inseguros e como há sempre uma época para tudo, pensamos ter perdido a única oportunidade que tínhamos de sermos felizes. Mas é tudo ilusão de óptica. Quando se apaixonar outra vez, vai esquecer este tipo num instante.

    ResponderEliminar
  4. Vou-te contar uma coisa que aprendi a custa de muita decepcao e desilusao..que a vida nao ensina com amor... Muito provavelmente o que tu sentes como amor sera paixao, apego...isso desvsnece-se com o tempo ou pode dar lugar a uma obsessao (quando nao correspondido ficamos sempre a matutar no que teria sido se...)...O amor e a paixao posta a prova - na saude/doenca, na riwueza/pobreza, na dificuldade...e ceder ao proprio ego pelo bem-estar dos dois..isto tudo x dois, pois e preciso 2 para dancar o tango. E digo-te outra coisa que e mais chata ainda: um relacionamento adulto nao sobrevive so de paixao ou amor, ha situacoes em que temos de fazer escolhas dificilimas pois os dois nao amam da mesma forma, nao estao dispostos a fazer certas cedencias ou deixam terceiros interferir no relacionamento (ex:familia/sogros). Portanto, nao coloques o teu valor, a tua identidade dependente de um relacionamento, e muito tentador abandonarmo-nos naquela emocao toda mas o tempo (e a vida a dar-nos na cabeca) mostra-nos que em primeiro lugar devemos olhar por nos. Nao e a toa que o primeiro mandamento diz: amai ao proximo como a vos mesmos - o que pressupoe que precisamos de ter amor proprio ate para poder amar outra pessoa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo. E foi a vida que me ensinou isto. Esperneei chorei muito bati no fundo apostei tudo, mas aprendi. Primeiro nós, depois poderemos amar alguem que nos ame tambem.

      Eliminar