segunda-feira, 19 de junho de 2017

Segredo.19.17


10 comentários:

  1. Lá está mais uma a confundir amor com sexo...
    O amor sente-se, não se faz!
    Se sentisse amor como poderia ele ser traumatizante???
    Mas que gente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O amor também se faz. Faz se quando se cuida, quando se trata e quando se fornica. Faz se sim!

      Eliminar
    2. Anónimo das 11:12,

      Faz-se não! Repito, sente-se. Quando se cuida, quando se trata e quando se fornica, você pode, à distancia, estar a alimentar esse sentimento de amor, mas não está a fazê-lo porque ele já existe consigo. Foi o seu inconsciente quem o fez (pode ralhar com o Freud). Nem sequer se pode fazer sexo porque ele também já está feito, é o masculino e o feminino. A forma mais correta é dizer que estamos a fazer relações sexuais. Sei que isso não tem nada de poético mas também não fui eu que inventei a língua Portuguesa.

      Eliminar
  2. Fazer amor com amor, dá muitas vezes essa sensação. É um querer estar sem nunca acabar.

    NM

    ResponderEliminar
  3. Credo!! E isso é bom. ou é mau??

    ResponderEliminar
  4. Fiquei sem perceber se é bom ou mau.... :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo das 19:04,

      A não ser que a autora tenha-se exprimido mal, arrancar o coração do peito é o equivalente a sentir uma grande tristeza.

      Eliminar
  5. Este segredo deixou-me muito, muito emocionado...
    RE

    ResponderEliminar
  6. Deixa de o fazer !!!! Simples

    ResponderEliminar