quinta-feira, 29 de junho de 2017

Segredo.29.17


46 comentários:

  1. Não, não ama 2 dois homens. Há que dar o nome correcto às coisas. Está APAIXONADA pelos dois só que um deles parece despertar um maior interesse sexual da sua parte. Acredite, quando um dia sentir amor vai perceber o quanto ele é sereno e como ele nada tem a ver com aquilo que está a vivenciar agora. Neste momento você está a ver-se confrontada com o facto de ter que fazer uma escolha. Mas seja ela qual for, a pior escolha que poderá fazer é trair alguém...

    ResponderEliminar
  2. Só não entendo uma coisa; a distinção entre homem certo e homem errado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O homem certo = namorado
      O homem errado = amante

      Eliminar
  3. nem sequer a ti própria amas..

    ResponderEliminar
  4. Nem vou comentar o "amo dois homens".
    Faz-te mulher e escolhe de uma vez. Não brinques com as pessoas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela não tem esse poder de escolha porque não é correspondida pelo errado. Esse é que é o problema. E esta história de estar confusa é só para iludir o outro

      Eliminar
    2. Não terá? Se pode estar com ele, então ele está recetivo. Caso contrário não tinha hipótese de saber que "o amor não tem dimensões e se sente como uma adolescente".

      Eliminar
    3. Ela não é correspondida. Aposto consigo que ele a usa quando lhe apetece. É até se apaixonar ou aparecer alguem melhor :)

      Eliminar
  5. Eu diria que nenhum deles é o homem certo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que ela é que é a mulher errada no meio disto tudo!

      Eliminar
  6. Arrisco a dizer que não gostas de nenhum.
    Talvez nem de ti gostes...

    ResponderEliminar
  7. O que me parece é que a autora no fundo tem a consciência de que o homem "certo" é sem duvida o seu homem certo...O homem errado parece-me uma fantasia que a autora está a vivenciar mas que não acredita que um dia esse homem errado se transforme no seu homem certo..

    ResponderEliminar
  8. Não ama nenhum! Paixonetas é o nome certo lol

    ResponderEliminar
  9. Este segredo é-me algo familiar (n qro dizer q sou um deles), mas já passei por isso.

    Pelo q li, penso q estás numa relação com o homem certo! E q foi com a chegada do homem errado q o teu coração despertou novamente.

    Se estivesse no teu lugar parava para pensar. Desligava-me dos dois por um tempo, o q para o h.errado parece ser habitual, (já q só estão juntos qnd dá). E depois decidia mediante aquilo q sentens e de qm verdadeiramente sentes falta.
    Pode n parecer fácil, mas o mais difícil, a meu ver, já conseguiste - enganar os dois e ainda pior estás metida numa embrulhada!!!

    Toma uma decisão o mais rápido possível....só te vai ajudar. :)

    ResponderEliminar
  10. Porque não pode sentir amor pelos dois?
    Nós amamos muitas pessoas na nossa vida. São tipos de amor diferentes, mas amamos.
    Amamos os pais. Amamos os irmãos, os primos, os amigos.
    Porque não se podem amar duas pessoas?
    Se disserem que não é certo isto que está a acontecer, é uma coisa. O amor requer respeito pelo outro, entre tantas outras coisas, e isso pode estar a faltar à autora, sim.
    Agora que é impossível amar duas pessoas, só porque não é correcto...Não é só porque a sociedade dita que só se ama uma pessoa de cada vez que assim é efectivamente!
    Acredito que sim, que alguém pode amar duas pessoas, mesmo que de formas diferentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela pode amar os dois. Não pode é ter uma relação com os dois desta maneira. Uma coisa é ter uma relação aberta ou poliamorosa, onde todos os intervenientes estão de acordo e consentem. Outra coisa completamente diferente é mentir e enganar, algo que a própria autora admitiu que faz. Não se podem controlar os sentimentos, mas é possível controlar o que se faz quanto a eles.

      Eliminar
    2. E é com isso que estou plenamente de acordo! Como referi.
      É mesmo isso, o que está errado é o que ela decidiu fazer com o que sente, não o que sente! ;)

      Eliminar
    3. Amor de pais, iemãos, primos e amogos não é amor carnal não tem nada a ver com o sentimento de amor/paixão entre homem e mulher

      Eliminar
    4. Anónimo (11:42),

      Sim, de facto podemos amar 2 pessoas de formas diferentes mas só um pode entrar na cama. O Amor não nasce de uma dia para o outro e tem sempre um tempo certo para chegar na vida das pessoas. Não parece ser o caso da autora deste desabafo que, no limite, está a sentir uma paixão partilhada por dois homens, porque a tipologia da sua relação é demasiado prematura para se falar de amor, a não ser que um deles seja amigo de longa data e essa amizade tenha sido transformada em amor.

      Eliminar
    5. Caro anónimo das 14:36
      É amor! Desculpe, mas amor é amor! Seja que tipo de amor for! E vai muito para além de sexo e carne!
      E se amamos os dois pais, se amamos dois amigos, se amamos dois irmãos, porque não conseguimos amar dois homens ou duas mulheres??

      Caro Francisco,
      Pareceu-me dizer tão categoricamente que a autora não amava dois homens ;)
      Só um amor pode entrar na cama, certo. Eu não discordo disso, de todo.
      A partir do momento em que alguém se sente como a autora, deve tomar uma decisão e fazer uma escolha. De preferência uma escolha que não implique mentir, enganar, trair alguém que se ama.
      Mas isso de que o amor tem um tempo certo para chegar à vida das pessoas também não concordo. Não existem "tempos certos". Não se controla o que se sente, quando se sente. É pura ilusão pensar que se controla.
      E em relação ao facto da relação ser prematura, como sabe? Ela não diz. Pode ser alguém que ela conheça há muito tempo. Pode mesmo ser uma amizade que foi crescendo e aumentando. Só ela saberá. ;)

      Eliminar
    6. Anónimo (16:54),

      Sim fui categórico e não entrei em contradição. Fiz 2 comentários mas respeitando 2 espaços temporais diferentes. O 1º foi para a autora do segredo (no qual dei o nome correcto aquilo que ela estava a sentir), e o 2º foi para o comentário do anónimo das 11:42 que afirmava ser possível amar 2 pessoas em simultâneo, o que eu concordo porque estava a referir-se a duas formas diferentes de amar. Um pode ser um amor conjugal e o outro pode ser uma amizade muito forte por exemplo.

      Quanto ao tempo certo que um amor leva a chegar à nossa vida, isso não tem nada de espantoso. O problema é que as pessoas confundam constantemente paixão com amor e acreditam em frases literárias românticas como "Amor à primeira vista". O amor à primeira vista é uma invenção poética. O que existe realmente é "Paixão à primeira vista". Assim sendo ninguém casa por amor, é sempre por paixão, a não ser que o casamento resulte de um relacionamento de muita longa data. Estou precisamente a ultimar um post no meu blog que vai falar sobre esta temática.
      Como sei que que a relação é prematura? Se fosse casada, diria que estava casada e não numa relação, e se a relação fosse longa...seria pouco provável ter esse tipo de dúvidas. Se pode ser uma amizade que foi crescendo e aumentando? Então amigo anónimo, não foi isso mesmo que disse no meu último comentário (15:07)? ;)


      Eliminar
    7. Francisco,

      Sou a anónima das 11:42, 14:06 e 16:54. Acho que não me esqueci de nenhuma :D
      Pelo que entendi, não concordará que possa haver um amor romântico por duas pessoas ao mesmo tempo.
      Daí afirmar com tanta certeza que a autora apenas sente paixão e não amor pelas duas pessoas, certo?
      Mas a questão é que eu acredito que sim, se possam amar duas pessoas de forma romântica. Não acho que seja algo comum de acontecer, mas acho que é possivel.
      Sim, eu concordo que há uma forte tendência em confundir paixão com amor, mas não quer dizer que seja necessariamente a situação da autora.

      Como eu disse, não existe isso do "tempo certo para o amor chegar". Ele chega quando chega, mesmo que a altura não seja a melhor. Por exemplo, quantas não são as vezes que as pessoas se fecham em relação ao amor, por diversos motivos, e quase sem nem dar conta, ou até em negação, se apercebem que desenvolveram sentimentos muito mais profundos por alguém?
      Este tipo de "coisa espantosa" também não acontece com toda a gente, isso é certo ;)
      Ninguém casa por amor? Ora que disparate. Eu conheço muita gente que o fez. Não sei quanto a si, mas pelo menos por aqui são muitos os que namoram uns bons tempos antes de casar e mesmo depois de casar continuam a namorar ;) E já casaram com amor no seu coração. Mas também não há um prazo estabelecido que defina que a partir de x dias, ou anos a pessoa passa a sentir amor! Cada pessoa leva o seu tempo, como em tudo.
      E mais pessoas há que dizem estar comprometidas, ou numa relação ao invés de casadas. Um dos motivos pode ser pelo facto do seu estado civil não ser o de casados. E acredite, são pessoas com relações muito longas. E eu não lhes digo que não amam a pessoa com quem vivem só porque falam em relação e não em casamento.
      E não são poucas as vezes em que é pela relação já ir longa que surgem muitas dúvidas, por tantos fatores também... A realidade é que não vivemos num mundo perfeito, com pessoas perfeitas, sentimentos perfeitos, momentos perfeitos, vidas perfeitas, atos perfeitos, e a qualquer altura dúvidas de qualquer espécie podem surgir porque nada é garantido.
      Para finalizar, não defendo a atitude da autora, que fique claro. Apenas o facto de que pode acontecer realmente amar duas pessoas, é o que eu acho.
      Gostei de trocar impressões consigo. Tudo de bom para si e boa sorte para o seu blog ;)

      Eliminar
    8. Anónima (11:29),

      Continuamos a bater a mesma tecla. :)
      Não, se pode amar de forma romântica duas pessoas em simultâneo porque o sentimento do amor não permite isso. Sentir amor é procurar a felicidade da pessoa que ama e como pode isso tornar-se possível se existe uma terceira pessoa metida na relação? Acha mesmo que o facto de gostar de outra pessoa pode trazer felicidade à pessoa que ama? Talvez isso possa ser possível em alguns casos pois há quem goste de partilhar a sua mulher com outros homens mas em todo o caso estaremos a falar de uma preferência sexual (não de amor) e de uma percentagem muito ínfima de pessoas. Compreenda que nas relações amorosas o Amor nunca nasce antes da Paixão, logo, não é difícil saber que sentimento vamos sentir primeiro. Esqueça o "Amor à primeira vista" porque isso simplesmente nunca existiu. Ninguém conhece o "interior" sem primeiro conhecer o "exterior", e o exterior está no âmbito da Paixão.
      Que uma relação longa pode resultar em Amor? Obviamente! o casamento é apenas uma formalidade, o que conta é o tempo que o casal vive junto e essa excepção foi considerada no meu comentário anterior. Mas também neste tipo de relação houve uma fase de maior paixão que já foi ultrapassada.

      Não quero parecer desagradável mas tenho que insistir nesta ideia que defendo. Nas relações amorosas, nenhum estado de amor nasce sem conhecer primeiro o estado da paixão.
      Também gostei muito de falar consigo e agrada-me a ideia de haver por aqui anónimos com apetência para debates construtivos em vez de comentários idiotas como acontece com a maioria. Obrigado, e tudo de bom para si também. :)

      Eliminar
  11. Mas isto agora e só segredos de traições?
    É só nisso que as pessoas pensam?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a moda das emoções fortes...
      Porque é sabido que o mundo vai acabar amanhã... :)

      Eliminar
  12. Coitada. Pobre "vítima". Você nisso tudo é mas é a mulher errada e isto é o que acontece com gente psicológicamente instável

    ResponderEliminar
  13. Se amasses o primeiro, o tal que apelidas de "Homem certo" não existiria uma segunda via. Traição é tudo menos Amor, desculpa.
    Gostarias de ser tu a vítima, a pessoa enganada? Achas que isso é realmente Amar (verdadeiramente)?

    ResponderEliminar
  14. Autora do segredo, aqui.
    Amo os dois homens. Não existe dúvida em relação ao sentimento que sinto pelos dois, é Amor. Que sinto de formas diferentes, muito diferentes.
    Ambos sabem da existência do outro e da confusão que sinto, uma vez que nenhum dos três quer estar numa relação com mais de duas pessoas. O meu segredo é para o mundo exterior e não para as duas outras pessoas envolvidas.
    Relativamente ao homem certo e ao homem errado, permitam-me esclarecer. O homem certo é meigo, simpático, inteligente e culto, bom ouvinte e companheiro. Sem sombra de dúvida que encontro nele o meu melhor amigo, o apoio e a compreensão que todos procuramos. Mas nunca senti uma atracção física forte, por ele. E, por isso, sempre senti que este amor é um amot morno e calmo e confortável. Acreditei realmente que este tipo de Amor seria um sinal de maturidade...
    ... Até aparecer o homem errado e o meu coração voltar a sentir o deslumbramento do primeiro Amor, coisa que achei estar demasiado descrente (na ingenuidade dos sentimentos) para voltar a sentir. Existe paixão aqui também, mas o sentimento vai mais fundo: quero protegê-lo e cuidá-lo, quero que ele viva para o potencial que decidiu adormecer. Este homem é o homem errado, por vários motivos... Apesar de inteligente, culto e simpático, não me faz sentir ouvida, compreendida ou correspondida; não existe o entendimento silencioso que tenho com o homem certo, os hábitos dele não são saudáveis, o estilo de vida e objectivos não são compatíveis.
    ... Posso ser a mulher errada para ambos e aceito a crítica; apesar do homem com quem tenho uma relação saber da existência do outro, e de nunca nada ter acontecido com o segundo homem, a dúvida e os sentimentos que desenvolvi fazem-me sentir que estou a traí-lo e sei que o magoam. E, no meio de tudo isto, isto sim sinto ser o mais errado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, depois de ouvir a explicação da autora eu senti q estava a falar de mim!!!
      São muitas as semelhanças que encontro na sua explicação.

      Um dia li algures algo que me fez pensar um pouco. Pode ser muito imaturo/radical ou até "fantasia", mas pra mim tem a sua lógica. Dizia assim, "-Se um dia tiveres que decidir entre 2 pessoas, escolhe a 2ª. Pois se amasses a 1ª nunca conhecerias a 2ª"

      Contudo, desejo força pró que a autora decidir, como certo, no momento. Felicidades ;)

      Anónimo30 de junho de 2017 às 11:00

      Eliminar
    2. Um é amor o outro é paixão.

      Eliminar
    3. Eu sou um "homem errado" que gostava de ser o homem certo.
      Queria ter a oportunidade de provar isso, mas nestas coisas não depende só de um lado. Mas queria provar que poderia ser o homem certo... sim.
      Enfim...

      Mas queria perguntar à autora do segredo, se obviamente achar que pode responder:
      E se o "homem errado" tivesse um estilo de vida saudável, se a fizesse sentir correspondida, ouvida, compreendida, se os objectivos e estilo de vida fossem compatíveis... ele continuaria a ser o homem errado...?

      Eliminar
    4. Resumindo, ignora o valor de quem a respeita e sente-se atraída por quem a trata mal. Porquê que as mulheres são sempre atraídas por quem não presta? Querem ser ouvidas, querem ser respeitadas e depois colocam-se a jeito para ser usadas que nem objectos. É desta forma que vocês pretendem ser tratadas com respeito? Desrespeitando os únicos homens que vos respeitam?
      Isto faz-me lembrar os tempos em que eu andava na escola secundária e via as miúdas escolher o tipo certo para ser o "melhor amigo" dos seus desabafos e confidências e o tipo errado para brincar com elas na casa de banho e muitas vezes deixá-las grávidas, apenas porque era o tipo mais popular da escola e tinha ganho esse direito. Depois de ficarem "inchadas" e perceberam que estavam apenas a ser um objecto, passavam a virar o seu interesse para o tipo certo só que ele já tinha sido roubado por uma outra miúda muito mais serena, sensata e adulta. Resumindo, de tanto querer ficar com tudo acabou por ficar sem nada com a agravante de carregar um filho sem pai na barriga...

      Minha senhora, está com muitas dúvidas? Não se preocupe que quando perder tudo o seu dilema vai ficar automaticamente resolvido mas até lá, tenha pelo menos o cuidado de não ficar inchada porque depois pode querer amar só um e não aparecer ninguém que queira assumir o fardo.

      Eliminar
    5. Ambas as opções são erradas! Nenhum deles é o certo e nem sei como é que não vê isso. E permita-me que acrescente: o errado não quer saber de si e está a enviar-lhe todos os sinais.... é só até aparecer alguém melhor. Ele não precisa de ser protegido... você está a projectar nele aquilo que queria dele mas que não tem. A velha história

      Eliminar
    6. "Inchadas"? Pff... parece que alguém ainda não deixou o secundário.

      Eliminar
    7. Oh Francisco,

      Tenha lá calma.
      Não acha que isso de generalizar é um pouco feiinho?
      Achava correcto eu dizer que todos os homens gostam é de ser enganados, de ser encornados, mal tratados e coisas assim também? É que assim como há mulheres como diz haver também há homens assim! Não vamos generalizar por causa disso, senão teria de dizer: As mulheres e os homens!
      Isto é o mesmo que ouvir: ah e tal as mulheres são todas iguais, há e tal os homens são todos a mesma coisa. Não são!
      Todos somos diferentes, homens e mulheres. Cada ser é único, seja para o bem ou para o mal.

      Eliminar
    8. Resumindo não existem duvidas nenhumas: sozinha é que não, por isso mantém o morno, e está apaixonada por quem não a quer mas que não se importa de a usar quando lhe apetece. O problema é que você não quer aceitar que ele não a quer :)

      Eliminar
    9. Anónimo (09:50),

      Sim é inchada porque a "enxada" ficou consigo...

      Eliminar
    10. Anónimo (11.50),

      Quando a generalidade das pessoas comporta-se de uma determinada forma, é impossível referir-nos a ela sem generalizar também o assunto. Concordo que não devemos colocar tudo no mesmo saco, mas não podemos também agir como se as excepções de repente passassem representar regras. Quando disse "as mulheres", obviamente que me refiro apenas às mulheres que pertencem ao mesmo estereótipo da autora deste desabafo. Acho que o comportamento desta senhora só está a denegrir a imagem das mulheres em vez de a potenciar. Se a mulher quiser atingir a sua plena emancipação, não pode continuar a agir como se fosse apenas atraída por quem a trata como um objecto. Tem um homem que gosta dela ( e a respeita) e outro que só quer dar-lhe umas boas trolitadas e ela ainda fica com duvidas de quem deve gostar? Porquê que as mulheres (generalizo outra vez) procuram sempre o impossível e escolhem sempre seguir o caminho mais difícil? E o pior é que acabam sempre por ficar magoadas e depois passam a vida a dizer que os homens são todos iguais!

      Eliminar
    11. Suponho que o senhor Francisco o Pensador se insira no leque dos "homens são todos iguais". Pelos seus comentários é isso que se entende.
      Sim porque, se com poucas palavras que um segredo tem julga e atira pedras a qualquer um, e digo mesmo julgar, não comentar, mais palavras são as suas nos comentários e já se vê que estereotipo de pessoa deve ser.

      Eliminar
    12. Anónimo (10:33),

      Não sei que tipo de homem sou, apenas quem lida comigo e me conhece poderá responder a essa pergunta. Você é que não pode de certeza absoluta. Se você fosse realmente capaz de ver o meu estereótipo, saberia de antemão que eu estaria-me a borrifar completamente para aquilo que você acha de mim e nem perderia o seu tempo a comentar. Se gosto de julgar e atirar pedras? Sim, é verdade, tem dias em que acho isso divertido e às vezes de tanto atirar consigo acertar na cabeça dum anónimo... :)

      Eliminar
  15. Por aqui está parecido, a diferença é que o amor está a crescer pelo homem errado e a desvanecer pelo certo. Sou casada e o divórcio está a ser bastante ponderado de minha parte, e antes que me atirem aos lobos, não trai o meu marido nem tenciono fazê-lo!
    Força que melhores dias virão e a mente ficará ilucidada do melhor caminho a seguir. É o que desejo para mim e para si.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Melhores dias virão para alguém que escolheu amar o homem errado em detrimento do homem certo? E diz que está a ponderar muito bem tudo isso?
      Mas agora a "ponderação" passou a representar o quê afinal? Uma espécie de jogo da Baleia Azul?

      Eliminar
  16. Não escolhemos por quem nos apaixonamos mas decidimos se investimos e perdemos tempo ou não. Os errados não vão mudar e a unica coisa que daí advém é sofrimento. Tão simples :)

    ResponderEliminar