sexta-feira, 7 de julho de 2017

Segredo.07.14


15 comentários:

  1. Nem todos... Alguns são possíveis sem a necessidade de envolver custos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem dito,nem todos...quem não tem necessidade de envolver custos são os que têm uma beleza fora de serie.

      Eliminar
  2. os sonhos são grátis...
    os porsches é que custam euro...

    ResponderEliminar
  3. O dinheiro não dá felicidade,só apaga algumas tristezas. Eu nunca conheci um rico feliz. Muito pelo contrário, a maior parte deles são sisudos e antipáticos e queixam-se quase todos de falta de amor em casa. Também pudera, sem dinheiro és um pai, com dinheiro passas automaticamente a ser um porta moedas ambulante...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual é a sua realidade, Francisco, pensador??? Não diga asneiras! A minha realidade é olhe que conheço as duas, os que têm mais dinheiro são mais felizés. Eu assisto a isso na minha intimidade. Têm um defeito enorme: são muito centrados em si!

      Eliminar
    2. Não é preciso ser-se rico... mas sim ter dinheiro para conseguir fazer uma ou duas viagens por ano, experimentar um restaurante novo por mês, ir ao cinema, comprar uma peça de roupa que nos favoreça... tudo isto requer não viver a contar tostões, e são coisas importantes para o nosso bem-estar.

      Eliminar
    3. Anónimo (20:59),

      A minha realidade é de alguém que pertence à classe média e trata-se da melhor realidade que alguém pode desejar para a sua vida. Você diz-me que quem tem mais dinheiro são mais felizes? E tem coragem de dizer que sou eu que digo asneiras?
      Meu caro amigo, no meu dia a dia canso-me de ouvir desabafos de quem sofre dessa "felicidade" estonteante. Ou porque foram trocados, ou porque foram abandonados, ou porque estão divorciados e a mulher levou tudo, ou porque os filhos estão com a mãe e não querem saber dele, ou porque estão interessados numa mulher mas ela obriga-os a fazer um contrato antes do casamento, credo....que miséria de felicidade digo eu. Uma coisa é certa, se um dia ficar a olhar para a estrada e observar todos os carros de bom calibre que passam por si, vai reparar sem qualquer dificuldade que não existe um único condutor a sorrir. Então são mais felizes e nem assim fazem cara de contente? Que conversa vem a ser a sua? Você alguma vez viu algum rico a sorrir sem estar bêbado ou sem ser para as câmaras da tv?
      Para finalizar, é natural que eles estejam muito centrados em si. É você a carteira.

      Eliminar
    4. Anónimo (21:39),

      Perfeitamente. O que você descreveu é a vida típica de quem pertence à classe média. É aquilo que considero um tipo de vida ideal. Nem muito nem pouco. Nada de extremos.

      Eliminar
    5. Eu conheço muitos ricos que são muito felizes.... não deve conhecer assim tantos ricos então.... e pobres infelizes conheço às tonas...
      O que você fala não são problemas de ricos, são problemas e ponto final, comuns a todos. Eles não têm esses problemas porque são ricos, mas porque são, adivinhe só, humanos.
      Eu até preferia ser rica. Problemas desses temos todos mas pelo penos rico há melhor maneira de dar a volta e afogar a angústia.

      Mais digo, custa mais ao pobre ou classe média quando perde metade do que tem do que o rico, que mesmo perdendo metade continua rico (nenhum divórcio de rico leva tudo hã....). Já o de classe média perde a casa, o carro, tudo........
      Você olha tanto para os ricos que se esquece de olhar para os pobres ou médios que são tão ou mais miseráveis do que os primeiros...

      Você certamente não conhece realmente ricos. A menos que ache que conhecer é ver rico na TV ou dentro do carro.....

      Eliminar
    6. Anónimo (11:23),

      Não quero duvidar de si mas acho que você deve conhecer muito ricos que "julga" serem felizes. Saiba minha senhora que feliz ninguém é. Apenas temos direito a alguns momentos de felicidade. Quando somos pobres temos os problemas dos pobres e quando somos ricos, perdemos os problemas dos pobres e passamos a ter os problemas dos ricos. Mas problemas toda a gente tem e não julgue que uns são melhores do que os outros. E o que impede alguém de ser feliz? Ora ai está, são os problemas. Já fez a experiência de ver os carros a passar na rua como mencionei no meu comentário anterior? Não pois não? Não quis perder tempo com isso. Não deixes que a verdade estrague uma boa história, não é? ou neste caso, uma ilusão...
      Nunca disse que ser pobre era bom, apenas referi-me ao problema da riqueza. Ser rico é tão mau como ser pobre ou até pior. Ninguém se interessa por um pobre a não ser a sua família, logo, ainda que pareça pouco, tem algo verdadeiro, genuíno. O pobre pode ir onde quiser que ninguém quer saber dele, do que faz da vida nem com quem anda. E os ricos? Toda a gente se interessa por eles e toda a gente quer ser amigo deles, para poder gozar e viver à pala deles, mas alguma coisa do que tem é real? verdadeiro? se eles perderem o dinheiro, tudo o que eles tem (família, amigos, conhecimentos) irá permanecer lá para eles? ou será uma espécie de:"E tudo o vento levou"?
      Se um cancro matar o filho de um pobre, o coitado lamenta-se mas consegue superar a dor porque sabia que não podia fazer nada por ele, mas e os ricos? Será que consegue imaginar a sensação de se ter montes de dinheiro e ele não servir de nada para salvar a vida de um filho doente? É uma sensação odiosa, triste, massacrante.

      Se conheço algum rico? não, conheço alguns apenas de vista, bom dia e boa tarde. Não pense que é de um dia para o outro que se conhece uma pessoa. Pode saber quem eles são mas até os conhecer verdadeiramente...

      Eliminar
  4. Só quem tem sonhos é que podem lutar por eles, os outros limitam—se a existir..

    ResponderEliminar
  5. Estás tão enganado! Tão convictamente enganado, que nem vale a pena explica te porquê.
    Quem sabe chegas lá sozinho...eu cheguei!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Convinha explicar, senão ficámos todos a perceber todos o mesmo.
      Ele pode chegar a muitos lados, mas isso não quer dizer que chegue ao destino correcto.

      Eliminar
    2. Concordo com o Francisco.
      Atirar postas de pescada para o ar não faz qualquer sentido.

      Eliminar
  6. O Anónimo das 21,39 está cheio de razão.Com muito pouco dinheiro é impossivel ter felicidade.
    O Amor e uma cabana já era, actualmente devido a circunstâncias da vida sou obrigada a viver com muito pouco e era bem mais feliz quando tinha mais, não era rica mas vivia melhor.

    ResponderEliminar