quarta-feira, 12 de julho de 2017

Segredo.12.14


7 comentários:

  1. Precisávamos todos de passar por experiências semelhantes, de modo a conseguir colocar em perspetiva as nossas vidas. Talvez conseguíssemos ser mais gratos por tudo aquilo que possuímos.

    ResponderEliminar
  2. Depois de ter trabalhado em vários países africanos, deixei de acreditar que aquele continente tem um futuro... muito por causa de como as pessoas lá são....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim...porque nós somos muito melhores, sem dúvida alguma, e já por isso todos os dias somos bombardeados pela Tv com montes e montes de boas notícias que traduzem na perfeição o nosso valor enquanto povo, e o nosso futuro então nem se fala! é risonho à brava!

      Eliminar
    2. Francisco você lá pensa o que quiser. Mas sim, acho-nos muito melhores do que eles na generalidade. Mas aposto que você nunca levantou o rabinho para ir lá ver com os seus próprios olhos, sobretudo nos países em que não existe turismo nem as partes que se escondem destes.
      Fácil, fácil é cuspir em cima do que se tem sem tentar pelo menos ver o que os outros têm.
      Na TV como tanto critica você só vê o lado "bom", se pudermos dizer assim, desses países.

      Se você acha a Europa má, é porque não deve ter feito muito mais do que isso. Dê mas é graças de estar onde está.

      Aconselho-o países como a Etiópia, o Chad, Djibouti ou o Mali, bem longe daqueles países para turista ver.

      Quando descobrir um povo que desconhece a compaixão, o trabalho, a solidaridade, quando ver como tratam os outros ou eles mesmo e como esses governos tratam e controlam a população, aí se calhar vai sair da sua bolinha de conforto....

      Pour isso digo-lhe e com certeza, os europeus são muito melhores como sociedade do que eles são ou do que se pode esperar que sejam.

      Quando você for a uma aldeia dar equipamentos que valem milhares, para que possam ter poços e fontes de água e puderem criar agricultura, ensina-lhes como fazer e como utilizar tudo, para que as plantas vivam e que o poço funcione, e que volta lá duas semanas depois e partiram tudo para revender e ainda vos insultam porque a nossa "merda" europeia não funciona e que as plantas morreram todas, e ainda vos agridem....
      Ou quando tiver que tratar de mulheres que sofreram mutilações nos órgãos genitais tipo dezenas de vezes por semana, ou violações bárbaras, que já nem se deixam tocar por ninguém nem para as tratar... ou quando tiver que cuidar de crianças órfãs porque o pai foi morto pelo vizinho para que este violasse e matasse a sua mãe, e isto idem várias vezes no mês, e não vou andar a fazer uma lista detalhada do resto. Se você acha que na Europa vê disso todos os dias não devemos viver na mesma de certezinha.

      Aquela gente não quer ser ajudada, pelo menos três quartos facilmente, aquela gente só pensa neles individualmente, e no que podem ganhar no momento.

      A maioria fica sentada o dia todo na rua à espera da ajuda humanitária e nunca tentará nem trabalhar nem melhorar a sua situação nem da sociedade. Ficam simplesmente à espera das ajudas e pronto. Cospem em cima dos europeus quando fazemos tudo para os ajudar e que são abandonados pelos seus governos ricos que controlam a população com droga.
      Não hesitam em matar o vizinho se puderem ter um benefício com isso, e nem falo da condição das mulheres, mutiladas e prostituidas.

      Se você acha que a Europa não é melhor, ide realmente para esses países, se não vê a diferença, então o problema é o senhor.

      Digo-lhe que não trocaria por nada deste mundo a minha vida na Europa por uma vida lá, nem os meus vizinhos por vizinhos daqueles.

      Na Europa lutou-se para se ter o que temos hoje. Houve sangue e revoluções. Os africanos, eles, não dão nada para ninguém e nunca vão contra nada porque têm medo de tudo e não vão dar ao corpo para as gerações futuras. O que lhes interessa é o que podem ter como benefício agora, neste momento e com o esforço mínimo.
      Em países com 70 a 90% de taxa de desemprego.

      Quer mesmo queixar-se da Europa e do vizinho?
      Eu aposto que o seu vizinho não o mata para roubar o seu carro, que você não vê disso todos os dias, que não viola a sua mulher só porque você não está em casa, aposto que a maioria dos seus vizinhos até deve trabalhar, pagar impostos, e aposto que devem, na sua maioria, respeitar o próximo....

      Mas pronto, eu não sei de nada, e como o Francisco pensa, nós temos MESMO um futuro de merda à nossa espera, pior mesmo do que eles... lol

      Deixo o Francisco na sua vidinha tão infeliz e na sua sociedade tão selvagem e ingrata como pensa ter...

      Eliminar
    3. Anónimo (12:29),
      Fiquei espantado com a quantidade de coisas que você conseguiu "apostar" sobre mim. É mesmo nisso que o mundo se tornou, uma roleta russa de opiniões e juízos de valor. De tudo o que você relatou achou mesmo que estaria a contar-me alguma novidade? Num mundo globalizado acha mesmo que é preciso sair de casa para saber o que se passa lá fora? Achou mesmo que teria de sair de casa para conhecer a dimensão do genocídio que aconteceu em Ruanda em 1994? Ou o massacre de Baga em 2015? Ou ainda os massacres e as enormes atrocidades cometidas no Congo em 2008? Julga que a imagem de mulheres mutiladas ou de crianças a apodrecer de fome só com pele e ossos é mais repugnante ao vivo do que vista na Tv? Por favor, não brinque comigo! Acredito que tenha visto muitas coisas e tenha passado um mau bocado mas não queira fazer dos outros de otários, pode ser?
      Tudo aquilo que você me conta está longe de ser uma novidade e não prova qualquer superioridade da nossa parte face a eles. A única diferença que existe entre si, eu e aquela "gente" é que nós tivemos a sorte de nascer aqui no ocidente e eles tiveram o azar de nascer lá naquela decadente parte do globo. Não se iluda, se você, eu ou qualquer outro de nós tivéssemos nascidos naquela parte do globo, seriamos EXATAMENTE iguais a eles e faríamos EXATAMENTE o mesmo tipo de atrocidades que eles fazem. Chama-se a isso cultura de um povo. Somos tão bons ou tão maus quanto a cultura do povo que nos acolhe nos obriga a ser. Julga-se mais inteligente? Sim, talvez, mas isso deve-se apenas a sorte que você teve de poder frequentar boas escolas e ser formado(a) para um modo de vida civilizado. Onde estão as escolas do Congo, da Etiópia, do Mali, do Sudão? E quem é que as frequenta? Quantos sabem ler? Escrever? Um país sem ensino e sem alfabetização é uma terra de selvagens onde só existe a lei do mais forte. Nós somos um animal, ou já se esqueceu disso?
      Julga-se superior a eles? Consegue dizer com honestidade que os pretos que tenham tido a sorte de frequentar as nossas escolas saíram todos menos esperto do que você? Isso sim seria um sinal de superioridade se fosse verdade, mas a única verdade existente, porém, é que, em circunstâncias iguais, todos nós obtemos resultados aproximados ou parecidos, fora alguns génios que andam por ai.
      Para finalizar gostaria de lhe lembrar que não foi na África que a Inquisição matou milhões de pessoas. Não foi na África que morreram milhões de pessoas no Holocausto Nazi. Não foi na África que morreram 200 mil bósnios pelas milícias e exercito Sérvio. Não foi na África que morreram 400 mil Circassianos às mãos do império Russo. Não foi na África que mataram 500 mil ciganos romanis fuzilados também às mãos dos Nazis. Não foi na África que mataram 5 MILHÔES de Ucranianos às mãos de Estaline e do partido comunista. Como é, já lhe chega? Ou quer que continue a lista? Continua a julgar-se superior? ou mais inteligente do que eles? Como pode ver, a estupidez humana não é um requisito africano, é um epidemia universal. Acho que você é uma pessoa muito inocente ainda. O meu vizinho não seria capaz de matar-me para roubar o meu carro mas em Vila do Conde há um filho que foi capaz de contratar um capanga para matar os seus pais para receber a herança? Não preciso de recear que alguém viole a minha mulher em casa mas nos jornais aparece frequentemente casos de padres a abusar de crianças? Nós não somos medíocres? Só os pretos é que são medíocres?
      Quer saber uma coisa? Vá-se catar!

      Eliminar
  3. Dizem que muitas vezes vamos encontrar o nosso destino no caminho que tomamos para o evitar...

    ResponderEliminar
  4. Se conseguir e não se importar, através de que instituição fez voluntariado?

    ResponderEliminar