quinta-feira, 13 de julho de 2017

Segredo.13.10


12 comentários:

  1. Chega uma altura em que se tem que parar de culpar os outros.

    ResponderEliminar
  2. Cabia a eles darem-te uma alimentação saudável e ajudar te... agora cabe a ti gostares de ti como és e ignora los

    ResponderEliminar
  3. 'Fake it till you make it'
    Diz para ti própria que te amas e que te achas LINDAAAA... Fá-lo quando acordas, quando te vês ao espelho e quando alguém te tentar meter para baixo. Diz quando estiveres triste e quando estiveres feliz. Também podes fechar os olhos, olhar para o teu interior e sentir todo o amor que sentes por ti.
    Depois começa também a dizer 'eu amo-me e cuido bem de mim'... e dá um miminho ao teu corpo com coisas boas. Por exemplo a beber um copo de água, sabe tão bem tratar de nós... dar uma caminhada sabe bem mas faz coisas que TU gostas... se gostas de dançar faz uma aula de dança, se gosta de nadar vai a uma piscina... Faz o que te dá prazer e ñ porque vais perder peso. Não te centres na perda de peso mas no bem que fazes ao teu organismo e à tua saúde.
    Ama-te agora, neste momento.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Isso é muito dificil, eu acho que passa pelo longo e dificil processo do perdão.

    Perdoar os teus pais pelas suas limitaçoes que nao saberem ver que é possivel ser bonito, saudavel , ter uma vida plena, mesmo estando acima do peso (desde que nao seja um caso extremo).

    Quando pais criticam os filhos por terem excesso de pelo, nao é a preocupaçao pelos filhos que esta a falar (quem se preocupa nao humilha), é o Ego deles que é afetado por serem os pais de uma criança/adulta gorda.
    Esse tipo de pais nao conseguem lidar com isso, e sem querer estao dispostos a deixar marcas emocionais nos filhos em troca de poderem ser os pais de uma criança esteriotipo.

    Há um trabalho de perdao que tens que fazer, perdoar as suas fraquesas, a autoestima fragil deles, que sobe ou desce consoante o teu aspecto, notas na escola, criatividade, etc.

    ResponderEliminar
  5. Enquanto culpares os outros pelo que sentes ou deixas de sentir em relação a ti mesma, não sairás nunca desse circulo vicioso que é a vitimização.
    Tu (segundo tu dizes, por isso só sabemos a tua versão) atribuis a culpa do que tu sentes aos teus pais, mas para muitas pessoas, a critica dos pais, serve para melhorarem, tocarem-se e agirem. Cada um lida de forma diferente, por isso o que TU sentes, não é culpa de ninguém. É da nossa responsabilidade o que sentimos, e perante a mesma situação uns regem bem e outro mal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma criança nunca reage bem a criticas ao seu corpo, quer perca o peso ou nao, é uma coisa que fica na memoria. Nem tem que reagir bem, nao é aceitavel criticar o corpo de ninguem.
      No entanto, concordo inteiramente que a vitimizaçao é um terrivel e que a autora nunca conseguirá andar para a frente enquanto nao sair desse papel.

      Eliminar
  6. É o grande erro dos país, julgarem que as injúrias podem despoletar um processo de mudança nos filhos. Nesta altura, ainda não foram capazes de perceber que os filhos fazem quase sempre o contrário do que os pais dizem só para os irritar e afirmar a sua independência intelectual em relação a eles. Talvez hoje possa estar um pouco acima do peso devido ao historial que tem com os seus pais. Não tem que ouvir os seus pais nem tem que gostar do seu corpo. Só tem que gostar de si...

    ResponderEliminar
  7. Compreendo-te perfeitamente. Os meus pais sempre fizeram piadas com o meu peso. Mesmo sabendo que esse peso era derivado a doses imensas de cortisona que eles permitiam que me fossem dadas. Ainda hoje a minha mãe me deita abaixo com frases como "ainda se fosses alguma coisa de jeito de se ver".
    É um trabalho interno teu que tens de fazer. Parar de os ouvir, parar de acreditar neles. Estou a meio desse processo. E acredita que assim que o inicias, assim que começas a acreditar e a gostar de ti a vida começa a parecer-te muito mais brilhante.
    Força, que tu consegues.

    ResponderEliminar
  8. aconselho-te uma pesquisa sobre o estilo de vida "dieta paleolítica". perdes peso e ganhas autoestima enquanto tornas os teus hábitos de alimentação bastante mais saudáveis. mostra aos teus pais que consegues dar a volta e eles deixam de ter razões para te criticar. força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dieta paleolítica é colocar o corpo a passar fome, literalmente. Aconselho o oposto: uma dieta vegana, alta em hidratos de carbono e baixa e gordura.

      Eliminar
  9. Criticavam ou humilhavam? São coisas diferentes.
    Conheço um pai que critica o peso da filha porque ela está acima do peso. Por isso, ele tenta incutir nela melhores escolhas. Não permitir que esteja sempre a beber sumos ou comer porcaria. Obrigar a comer os vegetais ou salada, quando a miúda não quer, pô-la em aulas de exercício físico...
    Não é porque não gosta de ver, é porque tem consciência que a longo prazo não é bom para a saúde dela.
    Isso não é uma crítica ou uma afronta ao peso.
    Eu sempre fui fit e há uns anos engordei 15kg em relação ao meu peso normal. É claro que a minha mãe reparou. E me disse. Porque se preocupa. E de facto eu tinha peso a mais e percentagem de gordura acima do saudável. Estou a tratar disso.

    Acho que depende da forma como lidamos com a crítica. Eu não suporto que me estejam sempre a criticar o peso ou a comentarem as minhas escolhas alimentares, principalmente se não tenho intimidade com essa pessoa. Mas se forem pessoas que gostam de mim, eu assumo que se preocupam.

    ResponderEliminar
  10. Não é o que os outros pensam de nós que define o nosso amor próprio... Os teus pais queriam-te ajudar, mas devem ter achado que te incentivavam a mudar o que eles viam com um problema e criaram outro. Se é algo que queres mudar mudar, se é algo que não queres mudar aceita que as pessoas não são todas iguais e não há problema nenhum nisso. Eu sou gorda tenho um blog que retrata um pouco esse mundo onde os gordos são ofendidos e o facto de termos o direito a ser quem somos e a gostar de nós mesmos, tal como qualquer pessoa de qualquer tamanho.

    https://euemdietameconfesso.blogspot.pt/2017/07/eu-modelo-plus-size.html

    ResponderEliminar