terça-feira, 25 de julho de 2017

Segredo.25.10


17 comentários:

  1. O respeito é bom e fica bem.

    Nuno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Nuno acha que o que é relatado aqui é respeito? Pode a autora se arrepender ou não de ter feito uma tatuagem, pode até ter sido uma rebeldia adolescente na qual ela já não revê, pode ter medo da reação dos pais, pode até ter vergonha de ter uma tatuagem parva... Mas uma mulher adulta não contar aos pais uma ação adolescente que só nela deixa marca, não é respeito nem fica bem, é vergonha ou medo ou falta de confiança em si ou nos pais. E porque em vários anos nunca estes notaram? Respeito mostra-se por outros meios, não pelo que aqui é relatado

      Eliminar
    2. Anónimo da 14:33.
      Provavelmente você tem razão.

      Nuno

      Eliminar
  2. Não te preocupes com isso. Não o devias ter feito mas não é por não contares agora que será falta de respeito.

    ResponderEliminar
  3. Tenho 40 anos e também tenho medo de dizer aos meus pais certas coisas que fiz em adolescente e no início da vida adulta.
    Sempre escondi e ocultei tudo, sempre com medo da minha mãe a ralhar e a humilhar-me nas coisas que me dizia.
    A gota de água para parar de me dar tanto com os meus pais, foi após o divórcio, a minha mãe estar a tomar conta do meu filho, em parte das férias escolares do Verão, e telefonar-me às sete da tarde (no Verão) a perguntar por onde é que eu andava, se não eram horas de ir para casa porque tinha o meu filho em casa à espera.
    Quer dizer, na verdade ainda estava retida em reuniões no meu trabalho e ela e o meu filho estavam em casa "sem nada para fazer".
    Achei que não se admitia estar a fazer-me aquilo tendo eu quase 40 anos e estando ela na minha própria casa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe gente que nunca devia ter tido filhos e serem considerados pais ...
      Mas se ela não quer ficar com o seu filho não o deixe lá.

      Eliminar
    2. Você tem a sorte de ter a sua mãe que ainda por cima lhe toma conta do filho, em vez de a fazer pagar uma babysitter, e ainda se queixa que a sua mãe lhe telefona a saber quando volta para casa... a sua mãe não é sua escrava sabia? Se calhar também tem uma vida e queria fazer outra coisa ou tinha algo planeado, mas por ser sua mãe ja deve tomar conta do filho e fechar a boca e não ter direito a fazer nada?
      40 anos ou não, eu até acho que a sua atitude não é boa, porque a sua mãe, se esta a guardar o seu filho, tem todo o direito de saber quando você vai voltar!
      Estando ela na sua propria casa, sim, a fazer o SEU trabalho de cuidar o filho e ECONOMIZANDO-LHE uma babysitter que não custa so 2 cêntimos!
      é tão facil criticar os outros!
      Mesmo se ela não se importa de cuidar do neto, ela tem todo o direito de lhe telefonar para saber quando volta! Como disse, a sua mãe não é sua escrava, caso não tenha percebido!

      Eliminar
    3. Depois ainda se admiram de alguns idosos estarem sozinhos em casa e nos lares...

      Eliminar
    4. Caro(a) Anónimo26 de julho de 2017 às 10:43:

      Caso não saiba, a minha mãe estava na MINHA casa a tomar conta do meu filho, é verdade. Mas em todo o tempo que o estava a fazer, não gastou um cêntimo em comida, cafés e por aí fora.
      Para além de que nunca foi minha escrava já que eu que trabalho o dia todo fora de casa, ainda ia para casa ao fim do dia cozinhar o jantar, arrumar a cozinha, limpar, etc. Portanto não seja tão agressivo ao falar do qu enão sabe!!!
      A minha mãe era muito bem tratada e não estava presa, apenas ficava com o neto durante o dia, tudo o resto de compras e tarefas domésticas, era eu que fazia!
      E ainda que tenha o direito de saber quando é que eu voltava, não tem o direito de me tratar como lixo e de me perseguir só porque, ao contrário do que era habitual, ainda estvaa no trabalho às sete da tarde. Repito, estava a trabalhar!!! Não estava nos copos!!!

      Eliminar
    5. Você e a sua mãe têm os seus motivos e não me vou debruçar nisso mas, entenda que a maneira como você se expressa no comentário é demasiado ácida. Daí que tenham reagido em função disso e você tenha soltado os cães em sua defesa. Calma senhora. Resolva os seus problemas com quem de direito e, se os quiser partilhar forneça dados para não ser mal interpretada. Evita confundir quem a lê e reagir dessa maneira agressiva.

      Eliminar
  4. Acho sempre tão esquisito quando as pessoas, principalmente já adultas, escondem coisas dos pais. Os pais não têm que saber tudo, claro, mas não assumir a pessoa que é, as coisas que gosta e faz perante os pais é uma atitude que não compreendo. É medo da reação? Mas medo de quê? São pessoas adultas, na maioria das vezes nem sequer dependem dos pais há imensos anos, e ainda têm que fazer o que os pais querem/gostam porquê?

    Não sou adepta de contar tudo! Mas também não sou adepta de esconder o que quer que seja a quem quer que seja. Há por aí uma quantidade absurda de adultos que continuam a esconder coisas dos pais por medo do que estes possam pensar, por não obterem aprovação. Eu respeito e amo muito os meus pais, mas a vida é minha e jamais deixaria de fazer o que quer que seja porque eles não aprovam ou não gostam. Por exemplo, conheço imensos adultos que não fumam em frente aos pais. Uma coisa é não o fazer porque lhes incomoda e não custa nada evitar, outra é esconder realmente que fumam, como se fosse tabu, um segredo. Os pais não têm que gostar, mas também não vamos andar a tapar olhos aos pais com essa ideia do respeito. Respeito é outra coisa. Isto é medo e insegurança, problemas de afirmação e de autoconfiança.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim esconder certas coisas é parvo.
      Mas achar que se tem de contar, só porque é algo sem importância e eles são país, também é.
      Se a pessoa quiser até pode nem dizer nada só porque não lhe apetece. Está no seu direito.
      Nem todos temos a mesma disposição nem a mesma relação com os pais.

      Eliminar
  5. posso parecer arrogante e ate mesmo ignorante..mas acho isto tao ridiculo

    ResponderEliminar
  6. Suponho que os seus pais devem ocupar um papel muito importante na sua vida e a menina sente de certa forma que vai desaponta-los revelando esta verdade. Se calhar nos dias de hoje essa tatuagem já nada lhe diz, só tinha significado quando encarava isso como algo proibido e por ter sido feita à revelia dos pais. A idade da "parvolescência" tem destas coisas...

    ResponderEliminar
  7. Os pais não têm de saber tudo. Nem é saudável que assim seja. Eles saberem muda alguma coisa na vida de uns ou de outros? Provavelmente não. E se não notaram a tatuagem até hoje, é porque não se destaca assim tanto. Só não a esconda.. se tiver de a mostrar alguma vez, mostra e aí diz que a fez.. se calhar nem importa quando.. descontraia em relação a isso ;)

    ResponderEliminar
  8. A questão é: é preciso contar? Eu tenho tatuagens, algumas delas feitas ainda nova e não contei aos meus pais porque não tinha de contar. São as minhas tatuagens com o significado que elas têm. E quando faço uma nova, se virem, viram.
    Parece que estamos a falar de algo super mau.

    ResponderEliminar