quinta-feira, 27 de julho de 2017

Segredo.27.17


34 comentários:

  1. Se formos pegar no que muitos disseram no outro segredo sobre um homem com filhos, irás receber o mesmo mas ao contrário, ou seja mulheres divorciadas com filhos nunca. O que é preciso são solteiras sem filhos, pois as divorciadas já vêm com vícios, evitar os ex-maridos chatos e possessivos que só dão chatices, para não falar nos filhos, cuja mulher irá empurrar os trabalhos domésticos para os homens, livra..... haha.
    Mas eu digo o contrário... desejo que consigas um amor e que qualquer homem consiga separar as águas e ver em ti alguém especial, com vontade de começar uma vida nova independentemente do seu passado.
    Felicidades :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...ou entao encontrar um homem divorciado e com filhos.
      Isso era o melhor para os dois.

      Eliminar
    2. Sim, e depois será: o nosso filho, o meu filho e o teu filho.

      Eliminar
    3. Ou então, dependendo das pessoas, será "os nossos filhos".
      Se não cuidam dos nossos filhos, não podem esperar que cuidemos dos deles.

      Eliminar
  2. Estás tramada. Para a maioria dos comentadores que por aqui escrevem, estás "arrumada", e sem direito a amar ou ser feliz com alguém...Vi muitas alminhas a aconselharem "fugir a sete pés" de homens divorciados e com filhos...Será que a opinião muda, quando se trata de uma mulher?...Curiosa para ver

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No geral , acho que o que os homens priorizam é: é boazona ou não ? se for boazona com 100 filhos, nao interessa, nao querem saber da sua responsabilidade como padrastos, isso torna-se secundario.

      As mulheres é que lidam pior com o serem madrastas, excepto aquelas que nao querem saber dos miudos e nem ligam á responsabilidade, ou entao aquelas que lidam sempre bem com os filhos dos outros.

      Eliminar
    2. Provavelmente porque no que toca aos cuidados com os filhos, os homens são muito mais poupados comparado com as mulheres.
      Elas não tendem a deixar os cuidados com os filhos em cima dos outros, os homens não são muito assim.
      E também pelo facto das mulheres se colocarem mais à disposição para ajudar.

      Eliminar
  3. Autora do segredo anterior27 de julho de 2017 às 19:29

    Eu fui a autora do segredo do homem com filhos. Apesar de muitos falarem que devia evitar, eu segui meu coração e estou muito feliz com ele e com os pequenos pupilos.
    Uma mulher com filhos, tal como um homem com filhos, deixa qualquer solteiro/solteira de pé atrás. Devido a tudo o que já sabemos. Mas quando acontecer, porque vai acontecer, será maravilhoso e será alguem que valerá a pena, porque irá amar não só a ti mas ao teu filho :)
    Não percas a esperança, e sê muito feliZ!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo aconteceu assim tao rapido? eu sei que ha um tempo entre enviar o segredo e ser publicado, mas vamos admitir que é um bocado demais.

      Eliminar
    2. Anónimo das 20H00, pensei no mesmo, mas se calhar já estava "no vai, não vai" e agora já foi! Sejam felizes.
      Também eu escrevi à pouco tempo um segredo de estar apaixonada por uma homem separado e com um filho, mas no meu caso ele mantinha uma excelente relação com a ex:, 90 por cento das opiniões mandavam fugir em quanto posso, outro achavam uma escandaleira estar-me a preocupar com a ex e uns ainda achavam que o meu problema era o filho...cada cabeça sua sentença! Por isso quem gostar de si, gosta e pronto nada têm haver com o estado civil ou por ter filhos. Eu n tenho filhos e nunca fui casada, com 30 anos tb n consigo encontrar um amor ...pelo menos correspondido!

      Eliminar
    3. pensei exactamente o mesmo, vi o segredo ha pouco tempo.. e ja estão na fase do happy end. Mas desejo as maiores felicidades claro!

      Eliminar
  4. Eu sou mãe e divorciada. Já tive um namorado solteiro e sem filhos, com o qual terminei eu; tenho actualmente um namorado divorciado e com um filho.não penses que nada vai acontecer. Acontecerá quando menos o esperares.

    ResponderEliminar
  5. Certamente que tem o direito de ter amor na sua vida, toda a gente tem esse direito. Mas porque diz nenhum homem? A sério que já os conheceu mesmo todos? Não acha isso um pouco redutor como opinião?
    Digo isso porque, por mais homens que conheça...não acredito que consiga conhecer todos os homens do planeta para poder afirmar tal coisa.

    ResponderEliminar
  6. No meu caso, eu sou obesa e nenhum homem me vê como mulher, mas eu tambem tenho direito a ter amor, nao é verdade?
    Devo obrigar alguem ? é que no meu caso quem andar comigo nem tem que tomar conta de ninguem. E no entanto o meu peso tornou-me invisivel.
    Como vê , cada pessoa tem as suas dificuldades.

    Os outros têm direito a ter as suas preferencias, por mais que isso limite a vida de todos. E se pensarmos bem, todos nós temos preferencias, a dificuldade está em libertarmo-nos delas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebo o que quer dizer, são exemplos de como nos podemos tornar invisíveis perante os outros tendo em conta diferentes formas de ser e de estar ou de diferentes problemas, mas não é propriamente comparável. Pode resolver o seu problema de "invisibilidade" para os outros emagrecendo, se isso for um fator essencial para si, já a autora do segredo não pode desfazer-se do filho e recomeçar a vida.

      De qualquer forma, são ambas vítimas de preconceito e acredito que haverá sempre alguém que não liga nada a essas coisas e que consegue ver a pessoa para além disso. Contudo, como disse e bem, também é um direito que assiste a cada um de nós ter preferências ou sentirmo-nos atraídos por alguém com certas características ou fugir a sete pés de outras. Não temos que ser hipócritas! É como eu ter preferência por morenos. Os loiros também merecem amor, mas não sou obrigada a gostar de loiros ou a estar com eles quando o que eu gosto mesmo é de morenos. Não é por isso que os loiros se devem revoltar contra mim. Haverá, certamente, alguém que prefere loiros ou que nem ligue a nada disso. ótimo. Da mesma forma que haverá quem não se importe se a pessoa é divorciada, com filhos, obesa, baixa, alta, castanha, às bolinhas.

      Espero que encontrem ambas alguém que goste de vocês pela pessoa que são e não pelos rótulos que vos atribuem :)

      Eliminar
  7. Guarda partilhada, diz-lhe alguma coisa...? Por que é que as mulheres têm que ter os filhos sozinhas enquanto os pais se divertem e colecionam namoradas...? Isto dos pais estarem com os filhos de 15 em 15 dias dá imenso jeito para os pais irem à sua vida e isto não faz sentido nenhum nos dias de hoje em que ambos trabalham. Isso era antigamente em que as mães ficavam em casa mas agora...? Se os dois trabalham por que há-de estar a mãe sobrecarregada enquanto o pai se diverte...?
    Se tem o seu filho consigo o tempo todo é normal que seja difícil iniciarem uma relação consigo, afinal, quando é que tem tempo para o namorado? Apenas diz que ninguém a vê como mulher e você, como se vê? Vê-se como mulher, com tempo e disponibilidade para namorar sem ter pressas por causa dos filhos... ? Ah, pois é...
    Enquanto isso, o pai das crianças vai-se divertindo à grande por aí! Não é pai? Então, também tem que estar com os filhos em metade do tempo...!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a criança andar a saltar de casa em casa, não conta...? Com as tralhas dum lado para o outro...
      Acho que isso é minimamente viável se os pais residirem perto mas se um morar em Lisboa e outro no Porto, como partilham a guarda dos filhos...?

      Eliminar
    2. A guarda é atribuída com base no interesse da criança, não em qual dos pais é que tem direito a divertir-se mais. E por norma, principalmente no caso de crianças mais pequenas, é psicologicamente e emocionalmente mais estável ter apenas um lar, andar na mesma escola, ter as mesmas rotinas. Agora o fato de a guarda ser maioritariamente atribuída à mãe é por esta quase sempre se mostrar mais disponível e ligada para o efeito.
      Quanto à autora do segredo, a Internet é um bom meio para dar os primeiros passos e conhecer alguém dado que não terá muito tempo para socializar (sendo atenta claro às devidas medidas de segurança, sua e dos seus filhos). Depois de conhecer com certeza arranjará algum tempo para um café ou uma saída a dois. Por fim, se existir química ele terá de gostar de si com o pack completo e respeitar isso. Se não gostar, tente outra vez. Ele existe, acredite :)

      Eliminar
    3. Infelizmente há pais que cag*m para os filhos (muitas das vezes nem pagar pensão pagam) e as mães é que têm de levar com a responsabilidade toda.

      Eliminar
    4. Eu nem sequer teria um filho sem estabelecer que, em caso de separação, a guarda seria partilhada.

      Eliminar
    5. Ainda existem aquelas maezinhas (sou mãe e mulher) que para se vingarem dos ex, tudo fazem para o pais não ver os filhos, passado algum tempo, querem ter um pouco de liberdade e os pais já não estão nem aí para os filhos (conheço vários casos)...VB

      Eliminar
    6. Se há muitas maes e pais que vem os seus filhos como um fardo e que escolhem a guarda partilhada para terem "liberdade semana sim, semana nao", porque é que os outros nao irao achar essas mesmas crianças um fardo ?

      Eliminar
    7. Anônima 13.46
      Nesse caso, ambos erram. Ela porque o proíbe de ver os filhos. Ele porque deixa de querer saber deles.

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Posso até ver-me como mulher. Mas aos olhos de outros homens sou apenas mãe.

      Eliminar
    2. Ah porque para a autora uma mãe não é mulher? Aposto que para os homens é as duas coisas. Não é por não quererem uma relação que não vêm como mulher...

      Eliminar
  9. Sogro do mesmo mal... 🙁🙁

    ResponderEliminar
  10. Quando me divorciei fiquei com essa "impressão" principalmente pelo que me diziam (ouvi coisas realmente tristes).
    Continuei a minha vida e encontrei um homem maravilhoso que me aceitou como sou e não se rala nada pelo facto de ser mãe.
    Só deixo um conselho, que vale o que vale: o facto de sermos mães não nos pode tornar "apenas" mães. Eu nunca impingi o meu filho ao meu namorado porque afinal de contas eu queria um namorado, não um pai para o meu filho, porque pai ele tem. As coisas entre o meu namorado e o meu filho foram surgindo devagarinho e hoje em dia dão-se super bem, tem um padrasto maravilhoso. Mas no início e durante bastante tempo fomos só nós os dois, como casal.
    Acho que o impingir logo a criançada é que assusta. Pelo menos a mim assustaria.

    ResponderEliminar
  11. Eles irão ver aquilo que tu mostres. Presumo que a tua disposição já acuse em demasia o peso desse handicap, sendo justamente essa imagem que transmites. Let it flow.
    Não penses demasiado nessa questão. O que tiver de ser, será.

    ResponderEliminar
  12. Oh autora... Eles vêm-te como uma mulher, mas não estão interessados em ti. Nuance.
    Têm logo que meter a culpa no divorciada e no mãe, haja paciência.

    Eu sou divorciada e pronta a casar de novo com o meu namorado. Depois de divorciada não tive problemas em encontrar pessoas. Por isso o divorciada é desculpa esfarrapada.

    O mãe, olhe é assim, é legitimo pessoas não quererem ter relação com alguém que já tem filhos. É uma escolha a que têm direito!

    E há os outros todos certamente a maioria que não estão simplesmente interessados em si porque não. Como estariam mesmo se fosse solteira sem filhos. Estamos sempre longe de agradar a todos!

    Conheço imensas mães solteira ou divorciadas que encontraram de novo o amor e até casaram.

    Por isso deixe lá de desculpas e de queixinhas e viva a vida e logo vai ver que quando menos espera aparece. De certeza não deve estar sozinha há 18 anos....... Eu levei 28 a encontrar o amor da minha vida por exemplo. E deppis do divorcio não tive pressa nenhuma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Melhor comentário...
      É mesmo assim...

      Eliminar
  13. Se eu for homem divorciado e com filhos, quero que a pessoa que eu amo veja as minhas virtudes e qualidades, mas também os meus defeitos, como pessoa. Não que me julgue pelo facto de ser pai...
    Eu quero amar essa pessoa, e que ela me veja pelo sou sou e não faça uma decisão em função das minhas circunstâncias. Também eu queria ser feliz, ao lado dessa pessoa...

    R

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fores, mas não és. É muito fácil a gente criar uma opinião quando não está directamente envolvido nas coisas.

      Eliminar