quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Segredo.21.17


11 comentários:

  1. Culpar os pais é um caminho.
    Também pode lamber as feridas e depois fazer-se à vida.
    Boa sorte.

    ResponderEliminar
  2. Deve fazer exactamente o contrário: apaixonar-se, viver o amor e construir a sua família, com a certeza de que nunca abandonará os seus e ser muito, muito feliz.

    ResponderEliminar
  3. Acho que você está a caminhar na direcção errada. Você diz que tornou-se uma pessoa fria e calculista devido ao abandono que sofreu na infância da parte dos seus pais, mas em muitas partes do mundo há muitas pessoas que também ficaram assim devido...à presença abusiva dos pais na vida deles. Mas se acção dos seus pais foram assim tão preponderantes na formação da personalidade que você diz ter, acho que devia ser e fazer o oposto de tudo aquilo que tem feito até hoje. Tal como disse o anónimo das 19:30, você devia apaixonar-se e construir uma família para que possa dar e receber deles tudo aquilo que sentiu falta ao longo da sua vida. Seja para os seus filhos tudo aquilo que os seus pais negaram-se a ser para si. Da forma como está a viver...só está a admitir que os seus pais tiveram razão naquilo que fizeram, porque você hoje decidiu abandonar o amor (e o seu direito a ser feliz) do mesmo jeito como foi abandonado no passado.

    ResponderEliminar
  4. O amor ou a falta dele é que vai ditar o futuro.

    Nuno

    ResponderEliminar
  5. Por muito difícil que tenha sido o seu passado, você não tem que perpetuar esse legado.
    Por vezes a vitória sobre esses casos é por ser diferente da "herança" que seus pais deixaram.
    Ser caloroso e emotivo nem sempre é mau. Conhecer alguém que venha a amar e lutar por esse amor, vai valer a pena.
    Amar vale a pena...!
    Compreendo que tenha essas marcas mas não se deixe vencer por elas. Vença-as por ser diferente!

    RE

    ResponderEliminar
  6. Tu lá sabes. Fazes o que queres. E ninguém aqui tem o direito de te dizer o contrário. Sê simplesmente honesto com as mulheres com quem estiveres.

    ResponderEliminar
  7. Porque?

    Como crescestes?

    Quem fez de ti a pessoa que és?

    ResponderEliminar
  8. Acho que você faz muito mal, tudo bem que foi abandonado pelos pais, fez ficar com magoa deles. Mas diga-me lá, vale a pena viver toda a sua vida em volta disso? Não quer ter uma relação longa, não quer ter filhos, porque? Tem medo de fazer o que os seus pais fizeram? ou simplesmente não tem coragem para ser feliz? Devia pegar nesse negativismo todo que os seus pais lhe deixaram, e trasformar isso em algo positivo, não vai andar a sua vida toda a dizer eu sou isto e aquilo por causa dos meus pais, até um certo ponto eles tem algo a ver como o que somos, depois de adultos, nós é que temos a ver com aquilo que somos. Agora você é assim porque você quer, a culpa não é dos seus pais. Você devia quer ter uma vida feliz, ter filhos, dar amor e carinho para eles, e saberem que podiam contar sempre consigo que nunca os ia abandonar como foi consigo, ai sim você tava a fazer algo bom, em vez de viver com essa magoa toda. Pense bem no que quer fazer, se quer viver sempre assim com essa magoa, ou ser feliz. E não leve a mal o que disse, você faz o que quer, as pessoas só tem de respeitar, mas pense bem, se é isso que quer realmente para a sua vida.

    ResponderEliminar
  9. As minhas palavras valem o que valem mas vou partilhar contigo a minha experiencia. Não fui abandonada mas cresci num lar com alguma violencia e isso marcou a forma como via os homens. Tambem não queria ser mãe nem ter ninguem. Era muito fria. Alguns amigos diziam-me que parecia um robot, sem coração. Foram os amigos, esse amor de amizade que me foram explicando que distanciar as pessoas, o amor, não me protege em me torna forte. Alias, pelo contrario, enfraquece-me. Somos frios porque não nos ensinaram a ser de outro modo. Afastamos os outros porque temos medo de voltar a ser abandonados. E a resposta é mesmo a contraria: podemos e devemos ser melhores do que os pais que nos trairam. Hoje em dia continuo a nao querer ser mae. Nunca senti esse desejo. Mas comecei a trabalhar muito as minhas emoçoes e ja consigo abraçar pessoas! ehehe
    Ainda tenho alguma dificuldade em verbalizar sentimentos mas continuo a trabalhar arduamente para ser doce e viver a vida cheia de alegria sem sombras do passado. Tu tambem podes!

    ResponderEliminar