sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Segredo.19.15


20 comentários:

  1. como a um mês de distância já deves ter a marcação da boda, da lua-de-treta, etc, é só trocar de noiva...
    e até pode acontecer que elas vistam o mesmo número e aproveita-se o vestido...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OMG! Ri-me muito xD

      Eliminar
    2. LOL. Antes faltava saber se a outra queria casar com ele xD
      Se fosse eu no lugar dela, não ia querer.

      Eliminar
  2. Não cases! Vai acabar mal. E depois a tua noiva pode não merecer ser enganada! Não vai ser fácil, a mês e com tanta coisa já pronta...será que essa nova paixão vale a pena? Boa sorte!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso há escumalha que merece

      Eliminar
  3. é uma ilusão do diabo, cada, vai em frente, sê fiel e serás feliz.

    ResponderEliminar
  4. Então... porque é que vais casar?
    Se, a um mês do casamento, apaixonares-te por outra é sequer uma hipótese, algo está muito errado. Sai daí. A tua noiva merece casar com alguém que, de facto, queira casar com ela.

    ResponderEliminar
  5. Que situação.
    Tenho uma opinião sobre isso, ter algo mais que uma amizade no local de trabalho, normalmente não dá certo.
    Mais vale casares porque assim quando chega ao final do dia, como não estás a ver a tua futura mulher o dia todo, vais ter saudades dela. Pensa.

    ResponderEliminar
  6. Pois...isto é mesmo falta de sorte. Tanto tempo disponível e essa paixoneta tinha mesmo que aparecer a um mês de casar. Até parece que ela conseguiu ler os seus pensamentos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão Francisco, isto não acontece de um dia para o outro.

      Eliminar
    2. Anónimo (14:08), a paixão por alguém? tanto pode acontecer de uma hora para outra como de uma década para outra, e nunca ninguém conhece o amor sem antes passar por ela.

      Eliminar
  7. Vais casar e a paixoneta vai passar. É que nem vais ter “tomates” pra desmarcar o casamento por causa disso. Aliás...a esta altura já deves estar casado.

    ResponderEliminar
  8. Nem a tua mulher merece, nem tu mereces casar com uma e estar apaixonado por outra. Se realmente estás apaixonado por essa outra mulher, não cases.

    ResponderEliminar
  9. Se estás com dúvidas, não há dúvida nenhuma: não cases, se já estás emocionalmente disponível para outras a noiva atual significa pouco. Não importa a reação, se perguntarem "não sabes o que se passou n opines" com ar sério.

    ResponderEliminar
  10. Vais casar e vais ter uma amante, é isso que vai acontecer.

    ResponderEliminar
  11. Por vezes o coração ou a mente prega-nos partidas...
    Ainda por cima, ao contrário do que nos "vende" a sociedade, é possível amar alguém e ainda nos apaixonarmos e amarmos outra pessoa, ainda que seja de forma diferente.
    O coração não tem regras.
    Agora, tu é que tens de saber como agir com aquilo que estás a sentir e assumir a escolha que fizeres.
    Acima de tudo não magoes ninguém.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obviamente que é possível amar várias pessoas em simultâneo, sobretudo quando as hormonas brincam com o nosso corpo. Mas aquilo que impede com que o poliamor possa ser mais difundido na sociedade, é o ciúme...e o sentimento de insegurança que ele cria na maioria das pessoas. E com sentimentos nunca se deve brincar. Nem com os nossos, nem com os das outras pessoas.

      Eliminar
    2. Cá nos encontramos novamente :)
      Penso que em tempos tivemos uma conversa acerca do mesmo tema...
      Eu não defendo a difusão do poliamor, muito menos a prática!!
      Não me entenda mal. Simplesmente entendo que não se controla o que se sente.
      No entanto podemos controlar o que fazemos. E é essa a grande diferença.
      Não devemos brincar com sentimentos de ninguém, obviamente, acho que evidenciei isso.

      Eliminar