segunda-feira, 16 de abril de 2018

Segredo.16.15


9 comentários:

  1. Como é que isso aconteceu?!
    E como foi?! xD

    ResponderEliminar
  2. E depois? isso espantou-a? Achava se calhar que eles fossem eunucos e que você tinha sido deixada por uma cegonha?
    Se viu, esqueça o assunto. Simples.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem tudo aquilo que sabemos precisa de ser acompanhado com imagem ao vivo... E esta é definitivamente daquelas coisas que não precisa de imagem!Acho que qualquer um de nós dispensa.

      Eliminar
    2. Saber que acontece é diferente de ver acontecer. Dependendo da idade, pode ter sido traumatizante.

      Eliminar
    3. -_- é claro que ela/e sabe que os pais fazem sexo.
      Mas é daquelas coisas que ninguém gosta sequer de imaginar, mas o autor teve o azar de ver xD
      O que se viu não pode ser "desvisto" ahah

      Eliminar
    4. SF e anónimos(16:25 e 16:39), uma coisa é chegar inesperadamente e apanhar os pais num "momento intimo", julgando-se sozinhos em casa, tendo o filho/filha logo a reacção normal de desviar imediatamente o olhar para no máximo...guardar uma curta memória de ter visto algumas partes intimas que não desejava ver, e outra coisa bem diferente...é ver os pais a fazerem sexo. Para ver os pais a fazerem sexo, isso pressupõe que o filho/filha permaneça lá algum tempo a assistir a tudo sem desviar o olhar, e isso já parece um comportamento um bocadinho (muito) tarado. Se depois disso ainda tiver a lata de dizer que ficou traumatizado(a), merecia era um bom par de estalos.

      Eliminar
    5. Hã? E se o "momento intimo" era o acto sexual em si? Pode ter sido por breves momento mas o que está visto está visto.
      Mas para variar o Francisco deve ter lá estado.

      Eliminar
    6. Anónimo (09:50), não é "e se..", quando disse "momento intimo" estava a referir-me ao acto sexual em si, ou será que a partir do momento que houver uma penetração...deixa logo de ser um momento intimo? passa a ser publico quer ver?
      Não, não estive lá para ver (para variar) mas também não sou daquelas pessoas que ficam traumatizadas por qualquer coisa que veja. Já vi a minha mãe a amamentar os meus irmãos, já vi as suas partes mais intimas quando foi necessário ser eu a mudar-lhe a fralda na fase mais terminal da sua vida, já partilhei o banheiro com o meu pai, e nunca me senti complexado nem traumatizado com nada que tenha visto. Eram os meus pais, porra! não eram utensílios sexuais. O que traumatiza são as ideias e todo o género de taradices que muita gente associa às coisas que vê. Isso sim, é bastante traumatizante...e cada vez mais comum ao que parece...

      Eliminar
  3. O que interessava que contasse era.
    Viu por acaso, ou premeditação?

    ResponderEliminar