segunda-feira, 7 de maio de 2018

Segredo.07.10


6 comentários:

  1. Acho que faz muito bem, isso ajuda imenso. Não vá a sociedade pensar coisas erradas à seu respeito...porque, quando vêem marcas estranhas no corpo, ela tem sempre a mania de pensar o pior das pessoas...

    E para além de usar mangas curtas, diga-me que, pelo menos, também tem procurado receber a ajuda de profissionais para tentar resolver o seu problema?

    ResponderEliminar
  2. Francisco, Francisco... às vezes o silêncio é de ouro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo das 15:22: Não diria melhor!

      Eliminar
    2. Anónimo(15:22), percebo onde quer chegar e acredite que não sinto orgulho nenhum em transmitir esta imagem. A questão é que...não me parece de modo algum que, ao colocar este segredo aqui, o seu autor esteja a procura de silêncios, ainda que por vezes eles possam ser de ouro. Apoios não deve ter muitos porque se não temesse ser julgado(a), não teria que usar mangas compridas para se esconder do mundo, para além de que, toda a gente gosta de afirmar que "o ser humano é bom por natureza" mas a realidade é que a maioria das pessoas gosta de fugir a estas questões e para comprovar isso basta ver a onda de apoios que este segredo suscitou. Foi tão grande que quase conseguiu ultrapassar em tamanho aquela que o Mc Namara surfou na Nazaré.
      Confie em mim, silêncios é tudo aquilo que o autor deste segredo recebe com mais abundância e menos deseja continuar a receber...

      Assim resto apenas eu, o homem mais frio e mais insensível do mundo, que não gosta de nada nem é amigo de ninguém, a tentar mostrar a essa pessoa que perde mais tempo a esconder-se do mundo e a mostrar-se preocupada com aquilo que a sociedade pensa dela do que a tentar arranjar uma solução para o seu problema. De que lhe serve tentar esconder da sociedade as marcas que tem nos braços se mais tarde, quando se olhar ao espelho, eles servirão de motivo para tentar fazer outras? E tudo isso no mais absoluto silêncio!

      As pessoas precisam de compreender que nem sempre a melhor forma de ajudar alguém é dizer-lhe palavras bonitas e fazer-lhe festinhas na cabeça. Por vezes, a melhor forma de ajudar é sacudi-lo(a) um pouco ou até mesmo dar-lhe um estalo para ver se ele acorda. Eu disse ajudar? Credo, nem parece meu. Só posso estar doente...

      Eliminar
  3. Francisco, as pessoas precisam compreender que todos somos diferentes. Que o que serve para si, pode não servir para o outro...compreendeu Francisco?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo(10:38), compreender é talvez a mais forte qualidade que possuo. Se somos todos diferentes e se é verdade que aquilo que serve para mim pode não servir para os outros...também não é menos verdade que os silêncios não servem de veiculo para explanar essas ditas diferenças. Para quem enfrenta um quadro clínico desfavorável, os silêncios só traduzem 3 coisas: Consentimento, desprezo ou indiferença. A si o privilégio de escolher o epíteto mais adequado para este caso...

      Eliminar