segunda-feira, 14 de maio de 2018

Segredo.14.15


13 comentários:

  1. É uma fase. Depois passa.

    ResponderEliminar
  2. Acho que as redes sociais, particularmente o Instagram, estão a tornar-se tão concorridas devido à possibilidade de fazer dinheiro/receber produtos grátis. Se considerarmos que uma pessoa com uma conta de 10 mil seguidores (que não é nada) facilmente recebe coisas grátis todas as semanas, é bastante tentador para os jovens.

    ResponderEliminar
  3. É uma fase que, infelizmente, para algumas pessoas pode durar a vida toda...mas também temo que não haja muita coisa que possa fazer para contrariar isso.

    ResponderEliminar
  4. A minha é igual, tá sempre no telemóvel no facebook ou no Instagram e afins, até na rua a caminhar mexe no telemóvel, é impressionante! Eu bem que ralho mas entra a 100 e sai a 1000!! Volta anos 90,tais perdoados!!

    ResponderEliminar
  5. Pode ser uma fase com a orientação e imposição de regras e limites. Se não houver essa intervenção parental facilmente se torna num vício que não só tem todas as características das adições como tb muitas das suas consequências.

    ResponderEliminar
  6. Tudo tem um ciclo. Estamos neste, mas vai mudar.

    ResponderEliminar
  7. Concordo com o comentário do anónimo das 23:37.
    A orientação dos pais é imprescindível nesta fase da adolescência, e sinceramente, não me parece que ficar agarrado à ideia que é uma fase seja vantajoso.
    É uma fase que pode ser o primeiro degrau de uma fase bem pior. Há casos de dependências que chegaram a um limite insuportável, e muitas vezes, se bem orientados no início poder-se-iam evitar muitos dissabores.
    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  8. Se fosse só na adolescência...
    E os adultos que não tiram os olhos dos ecrãs e que passam a vida a partilhar tudo, desde passeios, saídas, a selfies a fazer beicinho e pratos de comida, só falta uma foto no wc...
    Por isso, já pensou que pode ser também o que a sua filha vê em casa?

    ResponderEliminar
  9. Adivinhe uma coisa....
    O pai/mãe é você e se a sua filha é menor cabe a SI mudar isso e educá-la.
    Nem sequer deviam ter redes sociais antes dos 18 anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui que exagero, devemos deixar os filhos viver, claro que não podemos os deixar fazer tudo, mas não os vamos prender em gaiolas, eles tem de apreender, viver.

      Eliminar