quarta-feira, 16 de maio de 2018

Segredo.16.15


10 comentários:

  1. Depende da situação... Eu fui criada pela minha avó paterna, a minha mãe trabalhava fora à semana e só vinha aos fins de semana a casa, assim naturalmente criei uma ligação mais forte com a minha avó. Mas também gosto da minha mãe, claro, aliás agora já só a tenho a ela.

    ResponderEliminar
  2. E acha que, nessa altura, ela teria muitas razões para alimentar essa preferência?

    Dito desta forma, este segredo parece quase a confissão de uma mãe que está consciente de que não estará a agir da melhor forma com a sua filha e teme um dia vir a pagar o preço dos seus erros.

    ResponderEliminar
  3. Se não quiser que a sua filha ame mais a avó, faça por ser uma boa mãe e faça por ser presente. Se não for uma boa mãe deixe o ciúme de lado e pense que pelo menos a sua filha conhece alguém que a ama imenso, é que as crianças conquistam-se por amor e não com imposição de papéis.
    Se as crianças nos preterem têm habitualmente muito bons motivos para isso!!

    Eu preferia a minha avó paterna à minha mãe. Ou melhor dizendo, a minha avó paterna FOI a minha mãe e infelizmente faleceu no ano passado qd eu estava grávida. Foi a maior perda da minha vida.
    A minha mãe sempre teve ciúmes e raiva por eu ter esta relação com a minha avó ... Mas nunca se lembrou de ser uma boa mãe (ou sequer boa pessoa) para mim. Fez a cama na qual se deita agora pois para mim nunca será a minha mãe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. oh francisco, dava jeito pensar antes de escrever... a sogra da pessoa que escreveu o segredo É avó paterna da criança...

      Eliminar
    2. Francisco penso que se reler vai entender. Eu tenho uma mãe que sempre se mostrou insatisfeita por a filha dela gostar mais da sogra do que dela. Mas ela fez por isso. As crianças qd nascem e crescem amam incondicionalmente os seus cuidadores.

      Eu tb tenho filhos que felizmente se dão muito bem com a minha sogra. E ainda bem!! É que quem os meus filhos beija a minha boca adoça.
      Mas nunca me passou sequer pela cabeça esta possibilidade descrita pela autora em relação aos meus filhos é que eu faço por ser a mãe que a minha avó foi comigo e não apenas uma progenitora.

      Eliminar
    3. Bunny, o meu defeito é precisamente esse, é pensar demasiado, e isso leva-me por vezes a complicar as coisas e expressar-me um bocadinho mal porque julgo sempre que as pessoas estão no mesmo nível que eu e entendem perfeitamente o que quero dizer. Quando perguntei se de sogra já tinha passado para avó, quis dizer que o facto de ser sogra da mãe, isso não determina que também seja avó da filha. Pode ser sogra por vias de um 2º casamento por exemplo e a filha podia ter nascido no 1º, logo, não podemos simplesmente assumir que a sogra da autora do segredo...também seja a avó paterna da filha. Sei que estou a ser um bocadinho picuinhas mas eu tenho o vicio de ser uma pessoa demasiado perfeccionista e acho que não tenho de pedir desculpas por isso.

      Eliminar
    4. Anónimo(17:56), peço desculpa se lhe pareci um bocadinho rude. Não tinha necessidade nenhuma de fazer isso e ainda acabei por ser mal interpretado. Li a sua história e senti por ela muito carinho. Você parece ser uma pessoa interessante, muito sensata e bem resolvida. Gostei muito de ler o seu comentário.

      Eliminar