sexta-feira, 18 de maio de 2018

Segredo.18.14


21 comentários:

  1. Não existem pessoas perfeitas para um local de trabalho.
    Eu sempre fui da opinião que, se vou trabalhar é para isso mesmo.
    Só tem de fazer tudo dentro dos conformes, o resto que se lixe.

    ResponderEliminar
  2. E você se fosse uma pessoa boa...estaria a falar mal dos seus colegas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque as boas pessoas são burras e não percebem a maldade...

      Eliminar
    2. Reconhecer que alguém é cabrão não implica que a pessoas ttambém seja. Ou as boas pessoas não podem dar opiniões dos outros negativas? Há muita gente de merda no mundo profissional. E basta às vezes uma que o ambiente piora e muito.
      JF

      Eliminar
    3. Anónimo(22:45 e 23:47), leram bem o segredo? Uma pessoa boa pode perceber e reconhecer a maldade, e tem sempre a opção de evitá-la, ignorá-la, afastá-la, desligar o "chip" e não se envolver com ela, mas quando alguém afirma tão peremptoriamente que detesta alguém...o que é que isso vos diz? que vai ser amigo dele? Para mim, o "detestar" também é um termo revelador de maldade. Bondade é que não é de certeza absoluta.
      Para além de que sempre desconfiei das pessoas que dizem: Toda a gente à minha volta é má, menos eu (conforme o comentário do anónimo 11:58 sugere e muito bem). Pode a autora do segredo achar que os outros são maus, a subjectividade de cada um assim o manda, mas quem me diz que a maldade revelada por eles não seja uma resposta à maldade revelada por ela? É que há gente com um feitio terrível neste mundo que só consegue ver os defeitos e a maldade dos outros e não são capazes de se ver ao espelho...

      Eliminar
    4. Ela não disse quantos colegas tinha. Tem razão se for as pessoaa que se referem a todos menos elas próprias. Agora acho muito fácil detestar. Se vejo alguem a ser cabrão consistentenente. E não, muitas vezes não dá para evitar, quando se trabalha nos mesmos projetos. Já trabalhei no mesmo piso com uma pessoa que me fazia a vida negra. E eu ignorava. A única coisa que fiz de mal foi não lhe ter posto o dedo no nariz da primeira vez. Porque nao gosto de levantar problemas. A gente conflituosa, malvada, manipuladora, das quais não se consegue fugir sem nudar de emprego. E reconhecer isso não faz de mim mais incorrecta. JF

      Eliminar
    5. Oh Francisco, muita coisa é subjetiva.
      É óbvio que o autor pode nao estar a dizer a verdade, como pode, a gente não sabe!!!
      Parta do princípio que é, porque estás discussões não.levam a mal nenhum.

      Nós não sabemos o que aconteceu, o que lhe fizeram.

      Eliminar
    6. Anónimo(19:04), eu também detesto muitas coisas na vida mas nem por isso passo o meu tempo a pensar nelas. Se o mundo fosse feito à nossa imagem, deixaríamos de ser seres únicos. O que custa é conhecer as pessoas, porque depois de as conhecer, e saber as intenções delas, só nos deixamos surpreender...se quisermos. Ao longo da minha vida já conheci muita gente conflituosa e mal intencionada e nunca me senti incomodado com a presença deles porque também nunca acreditei que eles pudessem mudar de atitude. De que serve discutir com eles se a disposição deles não é ouvir mas sim apenas contrariar o que dizemos e tentar anular a nossa razão? O que nasceu torto, jamais se endireita. Ponto. Hoje, ao fim de tantos anos, já nem sequer os nomes deles consigo lembrar-me, o que apenas significa que eles não tiveram qualquer relevância para a minha vida.

      Eliminar
    7. Anónimo(01:16), não apenas muita coisa...
      Na verdade, tudo é subjetivo, principalmente a opinião que temos dos outros quando usamos a nossa imagem como referência. Toda a gente detesta quem não partilha os seus valores de vida. Um cristão fervoroso por exemplo, poderia ele recolher uma boa opinião dos seus colegas se estiver a trabalhar num ambiente onde ninguém liga puto à religião e nem sequer quer ouvir falar dela? Para ele toda aquela gente estaria irremediavelmente condenada ao inferno. Ou um portista por exemplo, poderia ele viver descansado se vivesse rodeado de benfiquistas que viessem todos os dias com a treta da "fruta" coiso e tal? Para ele toda aquela gente seria desonesta e arrogante. Simples.

      Para além disso o problema do ser humano é que guarda sobretudo memória daquilo que de mau lhe é feito. Podemos fazer mil e uma coisas boas por ele, mas basta fazer-lhe uma coisa má...que tudo o resto perde significado. Só a coisa má prevalece.

      Eliminar
  3. Bem vindo ao mundo.
    A maioria das pessoas são más.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitas vezes as pessoas dizem a "maioria" quando querem dizer toda a gente menos eu... :)

      Eliminar
    2. Toda a gente tem fundo mau e egoísta, eu incluída.
      Mas faço o bem e sou voluntária com homens e animais.
      E conheci mais pessoas más do que boas.... visto que no trabalho vejo muitas pessoas diferentes de muitos países diferentes.
      Há a maldade que se vê logo e há a maldade de pessoas que passam a vida a desejar o mal dos outros e a fazer por isso. Demasiadas pessoas que mentem gratuitamente, que fazem mal ou desejam mal, que criticam tudo e todos, que traem e magoam a pensar só no seu umbigo... e sou simpática não falo dos que matam, torturam, desfiguram... e dos que têm atitudes negligentes que metem em causa a vida e saúde de terceiros, etc....
      Felizmente ainda consegui ver pessoas muito boas.
      Mas cada um sabe de si e da sua consciência. Muitos desculpam-se sempre com razões exteriores mas isso é histórias

      Eliminar
    3. Anónimo(17:30), a bondade e a maldade são características intrínsecas a todo o ser humano. Se um dia for incorrecta ou maldosa para alguém que detesta/odeia, seria capaz de reconhecer o mal que está a afligir aos outros? Para reflectir...

      Eliminar
    4. A maior parte das pessoas sao boas, se nao a humanidade nao existia há tanto tempo. E´uma questao biologica.

      Eliminar
    5. Anónimo(13:37), a espécie humana não sobreviveu por haver gente boa, mas sim porque as pessoas perceberam que precisavam umas das outras para poder sobreviver.

      Eliminar
  4. Toda a gente é má à minha volta e só eu é que sou boa. Típico...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O autor não disse que não tinha defeitos ;)
      Para além de que a pedra pressure existe.

      Eliminar
    2. *peer pressure
      Treta de corretor xD

      Eliminar
  5. Já passei por isso e sei o quanto custa ter de conviver diariamente com pessoas mesquinhas. Um mau ambiente pode fazer com que deixemos de gostar do nosso trabalho, foi o que me aconteceu. Já nem podia ver aquela gente. Passei por uma tragédia e decidi que a vida é curta para aturar gente parva. Pedi a demissão!

    ResponderEliminar
  6. Colegas que não olham a meios para atingir fins... Também sei bem o que é isso... E manipulação das chefias, e dos outros colegas ...

    ResponderEliminar