terça-feira, 29 de maio de 2018

Segredo.29.15


18 comentários:

  1. Só espero que seja casada... porque antes, os crentes não podem fazer nada certo? :)

    ResponderEliminar
  2. Nesse momentos torna-te ateia.

    Nuno

    ResponderEliminar
  3. Também sou crente mas uma coisa não tem nada a ver com a outra.
    Deus quer que sejamos felizes e a relação sexual dentro de um relacionamento é algo natural e saudável.
    Não pense demasiado nisso

    ResponderEliminar
  4. Eu não sei qual é a sua religião, mas eu sou sou católica e, por mais tontices que oiça por aí, em nada me sinto limitada. Sinto sim que tenho um respeito enorme pelo corpo que possuo e que devo honrar e amar, assim como honrar e amar quem está comigo.
    Realmente não tenho sexo com qualquer um, mas tudo o que faço ou deixo de fazer é com aquele que mais amo na minha vida e aí tudo nos é permitido. Ambos sabemos o que o outro gosta e mesmo que um novo desejo surja, não há espaço para culpa desde que ambos queiramos o mesmo.

    ResponderEliminar
  5. Então pede-lhe que não faça.
    Sbem que deve ser uma seca do caraças a pessoa (tu e ele) não se poderem libertar nesses momentos -_-

    ResponderEliminar
  6. Percebo bem esse sentimento de culpa, é ele que faz com que as pessoas sintam mais prazer e queiram voltar a pecar, mas não sabia que as pessoas se punham a pensar em Deus enquanto fazem sexo...

    Pense para si. A ser verdade de que tudo o que existe no mundo foi criado por Deus...quem terá sido o criador dos insultos e das posições sexuais?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito comum. A religião é uma amarra na consciência das pessoas e a lavagem cerebral leva a que muitas pessoas se tornem na sombra do que poderiam ser por causa dela.
      Não deve haver nada pior no mundo do que a religião e tudo o que ela trás (independentemente da religião que se acredite).

      Eliminar
    2. Anónimo(11:19), também não me atrevo a ser tão radical...
      A religião consegue gerar coisas muito más mas também gera coisas muito boas, logo, temos que saber fazer uma avaliação justa. Na minha opinião ela só se torna verdadeiramente perigosa quando a sua presença alcança demasiado poder na sociedade, como aconteceu na época da inquisição, já que o excesso de poder gera sempre todo o tipo de abusos. É verdade que a religião foi e é responsável por muitas guerras no mundo, com uma lista interminável de vitimas, mas também não é menos verdade que ela conseguiu evitar que muitas outras guerras ganhassem forma. Sou agnóstico mas compreendo a necessidade de haver religiões no mundo. O ser humano aborrece-se com toda a facilidade e quando fica aborrecido tem propensão para fazer asneiras, logo, tiveram que inventar formas de o entreter, para poder controlar as sociedades e também gerar dinheiro através disso...

      Eliminar
    3. Acreditas em alguma coisa? Ou melhor, em quê que acreditas? Desculpe as perguntas mas agora achei interessante saber o que pensa uma pessoa como tu/você!

      Eliminar
    4. Anónimo(23:43), sim caro(a) amigo(a) acredito no meu trabalho, no valor da amizade e da família. Ponto.

      Eliminar
  7. e tens medo de ir para o inferno...
    e quando te confessas o sr. prior dá-te muitas penitências?

    ResponderEliminar
  8. De cada vez que o "segredo" fala sobre religião católica, a imagem escolhida tem sempre um aspecto sinistro. Gostava de perceber porquê. Parece que estamos a falar de demónios em vez de Deus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma observação muito interessante, Anónimo(20:50), e por ser interessante...não me acredito que haja muita gente a querer pronunciar-se sobre este assunto.

      Eliminar