segunda-feira, 25 de junho de 2018

Segredo.25.10


17 comentários:

  1. Insistir com um homem bêbado? Não me parece que isso resulte. Passava a noite a tentar e no fim ele ia conduzir na mesma...

    ResponderEliminar
  2. Lamento a sua perda mas não se sinta responsável pelas decisões que outros adultos tomam.

    ResponderEliminar
  3. Às vezes falar com uma pessoa assim só piora a situação. A única maneira é ser um grupo grande a evitar que ele conduza.. se uma pessoa está apenas com outra... é difícil barrar. :(

    ResponderEliminar
  4. A CULPA é um sentimento que jamais deve sertir, pois a decisão não foi sua...sei que é dificil mas pense que seu amigo não o culpa por tal, a decisão foi dele...FORÇA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas tambem nao custava aos amigos nao deixarem que um amigo se coloque em risco , pois nao ??


      Eu pelo menos das vezes que estive bebada tive sempre a sorte de estar rodeada de amigos que me protegiam seja de mim, seja de estranhos.

      Eliminar
    2. Bonito bonito era nunca ter estado alcoolizada a ponto de precisar da proteção de terceiros. Também nos podemos divertir sem perdermos a consciência do que estamos a fazer sabia?

      Eliminar
    3. e também podemos não julgar. não é 'a última bolacha do pacote' só porque nunca se embriagou, sabia?...

      Eliminar
    4. Por falar em conversas de bêbados...

      Eliminar
    5. Eu posso-me gabar que estou perto de fazer 72 anos e nunca senti álcool na minha cabeça.
      só bebemos em reuniões de família,quer seja em nossa casa ou em casa dos filhos ou amigos,e se um bebe o outro não bebe para poder conduzir,mesmo assim praticamente nunca ia acusar grande álcool com o que bebo ocasionalmente,mesmo os meus filhos,nunca os vi bêbados,quando é nas festas de família ofereço cama para ficarem mas eles nunca bebem em exagero,ou não bebem nada com álcool,foram educados assim e eu gosto que sejam assim,se a festa for em casa deles já bebem um pouco mais sem exagero,a minha filha nunca gostou de vinho,bebe champanhe em certas ocasiões especiais e o marido é igual.

      Eliminar
  5. Queres ser também responsavel de todas as mortes do mundo?
    Do miudo na Tailândia que morreu para teres a tua roupa menos cara?
    Do africano a quem testaram medicamentos para saber se vai funcionar e para podermos utiliza-los?
    De todos os soldados que morreram pela tua liberdade?
    Etc?
    Opa, não.
    E podias ter insistido tanto enquanto querias, ele teria conduzido na mesma. Porque eu ja' tentei e 100% das pessoas que querem conduzir conduzem mesmo se insisto.
    A partir dai, é impossivel fazer mais.

    ResponderEliminar
  6. Você só se pode responsabilizar pelas decisões que toma, as dos outros não são de sua responsabilidade.
    Pense que ele quando começou a beber, já sabia que tinha que pegar no carro e a decisão foi continuar a beber.

    ResponderEliminar
  7. Quando um amigo ou o nosso pai ou um filho nosso morre por um acidente estupido e nós sabemos que poderiamos ter feito alguma coisa para evitar ja que estavamos lá e a outra pessoa nao estava nas suas plenas capacidades, entao para mim faz todo o sentido que se sinta (e tenha um grau ) culpa.

    Foi um acidente, as pessoas á volta poderiam ter evitado-o (sendo ou nao a sua responsabilidade legal) e escolheram nao o fazer.
    Da mesma forma que o falecido escolheu guiar bebado.
    O amigos do falecido escolheram deixa-lo mesmo assim.


    Foram escolhas de todos os envolvidos naquela noite.

    Aos meus olhos todos terao que viver com essas escolhas, e o facto do autor sentir culpa porque poderia ter salvado quem ama (como poderia nao ter salvado, há uma hipotese remota, a hipotese valia o esforço)mostra que pelo menos nao é um psicopata como alguns comentadores parecem ser, que parece que nao sentem nada e nao se querem comprometer....... os outros que se lixem, mesmo os que mais queremos bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem escolhe conduzir alcoolizado, toma uma decisão sobre a sua própria vida (e, infelizmente, sobre a dos que se cruzarem com ele na estrada e que não tiveram voto na matéria). Os amigos que "influenciam", seja para o bem ou para o mal, estão a tentar decidir sobre a vida dos outros.
      Estamos a falar de um ACTO CRIMINOSO, não foi simplesmente um azar. Azar seria ele ter bebido e ter voltado de táxi e, mesmo assim, sofrer um acidente.
      Neste caso, se não tivesse morrido... Podia estar PRESO!

      Eliminar
  8. Apesar de não ser tão grave.... A um ano fui sair com uns amigos e estava muito calor e um deles bebeu demasiado apesar de nós termos tirado a bebida da frente, tentamos leva-lo para casa e ele acabou ate por ter um comportamento agressivo e ameaçou dar-nos com uma garrafa de vidro na cabeça. Ele fez montes de cenas, as pessoas só se riam e a namorada só chorava ( inclusive a conta desse dia eles quase que acabaram). Ele hoje culpa me a mim e aos nossos amigos por não termos feito nada para o impedir de beber tanto ( apesar de termos feito de tudo). Ele por acaso nessa noite não fez nada que o pusesse em perigo mas caso fizesse como tentar conduzir e assim, não sei ate que ponto conseguiria impedi-lo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande lata a dela, vocês a fazer de tudo, e ainda culpa vocês?

      Eliminar