terça-feira, 26 de junho de 2018

Segredo.26.14


18 comentários:

  1. Não vai ter dificuldades em arranjar alguém a todo o momento.
    O que não falta por aí, são pessoas com o mesmo pensamento.
    Atenção, não estou a censurar quem pensa assim. Simplesmente a constatar algo.
    E se assim é feliz, força, continue!

    ResponderEliminar
  2. Nada contra... desde que digas ao outro o que pensas e que ambos concordem.. força nisso :)

    ResponderEliminar
  3. Eu também pensava assim. Até me ter apaixonado pela primeira vez.

    ResponderEliminar
  4. Das duas uma ou nunca encontrou ninguém que lhe fizesse contar as horas, os minutos e os segundos até o voltar a ver ( sentindo uma vontade enorme de estar 24h sobre 24h com essa pessoa e a isto se chama apaixonar), ou então a sua essência é ser livre e não se sentir "presa" a ninguém. Mas cuidado por vezes ao sermos fieis as nossas essências podemos mascarar aquilo que realmente sentimos .

    ResponderEliminar
  5. E eu na minha vida real :) Já tive essa experiência durante 18 anos, e apesar de não ter sido uma má experiência, prefiro viver sozinha, (o meu filho já adulto ainda vive comigo) , o que acontece já há 12 anos, e dificilmente alguma conseguirei viver com alguém. Da minha casa não saio e alguém ir viver na minha casa tb é difícil Adoro a minha independência e liberdade de fazer o que me apetece ou não fazer nada, se assim me apetecer. Namorar, sair, divertir, viajar, passar fins de semana, passar férias sim, viver juntos dificilmente. São opções ou formas de vida, e todas estão certas, desde que sejam as que nos fazem sentido.

    ResponderEliminar
  6. E na sua "vida de sonho"...aposto que você nunca envelhece nem perde a sua beleza...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é que a beleza tem a ver com o segredo e a decisão da autora?

      Eliminar
    2. Anónimo(23:20), nada...quis apenas enfatizar a parte utópica do sonhar...

      A autora do segredo diz que gosta de namorar ou estar apaixonada, sem querer viver uma ligação mais permanente com alguém, como se não precisasse de ninguém e achasse possível conseguir manter esta postura a sua vida toda.
      Se apenas gosta de namorar e não quer assumir nenhum compromisso, é natural que as suas relações sejam sempre esporádicas e passageiras, já que...é também natural que os seus parceiros procurem algo mais permanente. Logo, enquanto ela for nova, bonita e saudável, é possível que consiga despertar o interesse de muitos pretendentes e viver muitas "paixões", mas à medida que os anos passam e as rugas começam a aparecer, o leque de pretendentes vai diminuir, diminuir, diminuir, até ficar reduzido a nada e depois...

      Depois é paixão ciao...paixão ciao...paixão ciao ciao ciao....

      Eliminar
  7. Viver com alguem é tão bom, não imagina :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende não é verdade?
      O que faz umas pessoas felizes não faz outras. Partilhar espaços, hábitos, rotinas não faz sentido para algumas pessoas.

      Eliminar
    2. Se formos a ter em conta a quantidade de segredos sobre traições que por aqui passam viver com alguém pode não ser assim tão bom. O amor é importante sim, mas não vamos dizee que a vida a dois é só maravilhas porque não é.

      Eliminar
    3. Depende da experiência de cada um. Para si, é maravilhoso(felizmente) para outros é tão mau que você nem imagina.
      Cada um vê o mundo, pelo seu quintal, mas a vida é mais do que a nossa visão

      Eliminar
    4. Anónimo(05:19), é apenas bom se esse alguém for digno de nós e nós dignos dele...

      Eliminar
  8. Eu tambem não consigo, ja tenho 40 anos e ainda nao mudei de ideias.
    A dificuldade é que ao contrario do que as pessoas pensam nem todos os homens embarcam nessa ideias, há homens e querem constituir familia e viver juntos. Dizer a alguem que nao queremos viver com essa pessoa que queremos continuar a ter um compromisso serio com ela mas nao viver junto, isso tem um preço a pagar : (

    Partilhar uma casa, uma casa de banho, uma cama, partilhar contas bancarias e roupa suja não é para todos, só alguns é que acham isso apelativo, para mim é um sacrificio.
    Talvez um dia o faça por resignação, por o preço a pagar ao amar alguem, é um preço alto a meu ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Partilhar casa, a casa de banho, a cama, até aí tudo bem... agora a conta bancária, alto e pára o baile porque se um dia lhe der “na gana” para gastar tudo, fico sem um tostão!! Não, não! A conta bancária só eu tenho acesso! É com os erros dos outros que a gente aprende!

      Eliminar
    2. Também concordo, com o dinheiro não se brinca, o resto das partilha também não acho muita graça, mas se um dia acontecer ...

      Eliminar
  9. Cada um sabe de si, eu lá no fundo sei que vou ficar sozinha, mas gostava de ter alguém.

    ResponderEliminar