terça-feira, 3 de julho de 2018

Segredo.03.14


18 comentários:

  1. Crise de meia idade...

    ResponderEliminar
  2. A ocasião faz o ladrão! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ocasião faz o furto. O ladrão nasce feito.

      Eliminar
  3. Qual é a admiração? Aconteceu porque assim o quis!
    Se tivesse sido traído/a... agora está mesmo admirado/a porque traiu?

    ResponderEliminar
  4. O meu ex-marido (e segundo ele diz) foi aos 52 anos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que se livrou dele!

      Eliminar
  5. As pessoas que são traídas são magoadas, mas muitas vezes as que traem também se magoam. E podem dizer: Traiu porque quis, traiu porque não ama e por aí fora... Mas a verdade é que por vezes as coisas acontecem. Infelizmente. Merdas acontecem.
    Não vamos apenas atirar pedras a torto e a direito. Uma das das coisas que nos distingue uns dos outros é a nossa capacidade de compreensão. Não aceitar, mas compreender.
    Não defendo a traição, obviamente que não. Mas vou-me permitir a tentar compreender e a aceitar que a pessoa que traiu, neste caso, não se tivesse sentido bem com isso. Apenas isso. Sem julgamentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele ia na rua e de repente escorregou e caiu em cima de um/uma que por coincidência estava nu...?

      A traição acontece porque alguém opta por desrespeitar a pessoa com a qual decidiu estar. Trai a confiança e a lealdade do outro apenas porque só olhou para o umbigo.

      Uma traição não "acontece" não somos animais irracionais ou crianças que agem sem pensar.

      Eliminar
    2. Eu até compreendo que as pessoas possam começar a sentir coisas por outras pessoas sem querer.
      Agora, trair, não, nunca é um "acidente".

      Eliminar
    3. Lá está a diferença que falo...
      Como eu disse: "Vou-me permitir a tentar compreender e a aceitar que a pessoa que traiu, neste caso, não se tivesse sentido bem com isso. Apenas isso."
      Se bem que compreendo como julgar é muito mais fácil e nem é preciso qualquer esforço!

      Eliminar
    4. É fácil julgar como é fácil chegar ao respectivo companheiro e dizer "não quero estar mais contigo" ou "apaixonei-me/interessei-me por outra pessoa"

      É simples, é honesto e verdadeiro.

      Mas é muito mais fácil ser egocêntrico e magoar a outra pessoa.
      A traição nunca é um acidente, é sempre uma escolha do traidor.

      Eliminar
    5. Não mencionei que uma traição é um acidente. Não defendi no que escrevi, a traição. Apenas não julgo o facto da pessoa parecer não se sentir bem com o que fez. Ponto.
      Mas isto são apenas suposições.

      Eliminar
  6. Foi infiel pela primeira vez aos 48 anos? Então isso quer dizer que já houve uma segunda, terceira ou quarta vez? E por cada vez que acontece...continua admirado por ver tudo aquilo que está a acontecer-lhe ou foi só na primeira vez?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode ter traído no dia que traiu, e ainda.assim poderia usar o verbo do passado q ia continuar a trair só uma vez.
      Acho q não é muito prudente pensarmos qno.fez.mais vezes só pelo segredo escrito.

      Eliminar
    2. Anónimo(14:19), e já por isso o meu comentário foi todo ele concebido em forma de perguntas...
      Não pensei nada, nem afirmei nada, só questionei. :)

      Eliminar
  7. Lol "nunca pensei q isto iria acontecer comigo" xD

    Falas como se tivesse sido um acidente, algo mau q te aconteceu e nem tiveste influência xD
    O teu parceiro/a é q não sabe como é q isso aconteceu, agora tu sabes, tu estavas lá.

    ResponderEliminar
  8. Para tudo há uma primeira vez. É porque só aos 48 houve interesse, desejo, vontade. Espero que seja a última porque é um sofrimento desnecessário para todos os envolvidos.

    ResponderEliminar
  9. Tem sempre uma primeira vez para tudo...

    ResponderEliminar