quinta-feira, 5 de julho de 2018

Segredo.05.14


29 comentários:

  1. A passar exatamente o mesmo.
    Como é possível apaixonar mos por alguém apenas pela conversa.
    Será que tudo isto é real?! É o que penso...

    ResponderEliminar
  2. Quando estamos carentes acreditamos em tudo, o que não quer dizer que depois não seja real. Deixa acontecer e depois tomas uma decisão...

    ResponderEliminar
  3. No mundo virtual podemos ser quem quisermos e mostrar apenas o que nos convém, por isso, atrevo-me a dizer que não se apaixonou pela pessoa em si mas sim por uma ilusão. Ao vivo e a cores as coisas são muito diferentes :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atrevo-me a dizer que quem está do outro lado, é uma pessoa real. Partindo do princípio que é uma pessoa sincera no que diz, que não assume dupla personalidade...

      Não creio que seja ilusão, mas antes o conhecer a pessoa como ela é por dentro. E isso é real...!

      RE

      Eliminar
    2. Ninguém é verdadeiramente sincero online. Isso, pura e simplesmente não existe. Você também deve estar a viver uma ilusão. E a parte boa é podemos desligar e não temos de levar com mais ninguém até nos voltar a apetecer outra vez :)

      Eliminar
    3. Se consegue desligar, parabéns! É sinal que tem a capacidade de ter um botão emocional, que pode desligar sempre que quiser...
      Eu confesso que não... mas isso sou eu... é assim que sou... com todos os defeitos que me possam rotular... mas sou assim...!

      Mas não concordo que "ninguém é verdadeiramente sincero online"... se a pessoa não tiver maldade, porque não haveria de ser sincero? Lá por falar com um teclado não diminui as suas qualidades e virtudes, e até os seus defeitos. Claro que a pessoa pode esconder muito de si... mas ao vivo isso também pode acontecer, não acha?

      Eu falo assim porque sou uma pessoa sem maldade, que não escondo o que sinto, ou a minha maneira de ser... sim, se quiser chamar-me de ingénuo... força...!
      E sim... apaixonei-me por uma pessoa online. Não tenho vergonha de o dizer...

      RE

      Eliminar
    4. Eu conheci um ex-namorado online, falámos por bons tempos antes de nos conhecermos, e fui sempre sincera. Nunca senti a tentação de tentar parecer melhor/diferente do que sou.

      Eliminar
    5. Parabéns, RE pela sua maneira de ser. Apaixonei-me por uma pessoa nessas circunstâncias e nunca lhe menti ou escondi algo. Temos sempre um instinto que nos orienta. Normalmente topo à légua as intenções disfarçadas de quem me aborda, aliás, desencorajo explicitamente esse tipo de contacto. Daquela vez foi diferente, não terminou bem mas vivi uma lindíssima história de amor, e nos anos que durou, pude comprovar que não me tinha enganado. O final deveu-se a outros factores.
      No entanto, recomendo cautela redobrada a quem se aventurar por este tipo de relacionamentos.

      Eliminar
  4. Também passei pelo mesmo. Eu sofria muito de ansiedade social e não me conseguia encontrar com ele, apesar de vivermos apenas a 50km de distância. Falámos à distância durante mais de um ano, já considerávamos um ao outro namorados, e quando finalmente ganhei coragem para o conhecer foi muito bom. Vivemos uma bonita história de amor durante uns anos, que nenhum de nós achava que iria acabar... um dia acabou, mas fomos muito felizes enquanto durou :)

    ResponderEliminar
  5. Às vezes acontece isso.. depois ao vivo nada daquilo era verdade :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E às vezes é ainda melhor :)

      Eliminar
    2. Já me aconteceu falarmos durante umas semana depois ela mandou uma foto cabelo todo desarranjado, foto de grupo mal se via ela e eu fiquei mmmm não era bem isto que pensava mas ok combinamos um fim de semana e vamos a isso pensei eu até porque ela é boa pessoa. Quando a vi foi uau é a mesma pessoa?? 😄 também depois disse que tinha enviado uma das piores fotos que tinha mesmo para ver se fugia ou não 😋

      Eliminar
    3. :) eu até nem estava a falar da aparência.. mas sim de personalidade, gostos, conversa, etc. A aparência é importante, mas o que tem o maior peso foi o que disse anteriormente.

      Eliminar
  6. "O coração tem razões que a própria razão desconhece".

    ResponderEliminar
  7. Isso não é amor.
    Porque quando conhecer fisicamente esse "amor" pode desaparecer num ápice, garanto-lhe.

    ResponderEliminar
  8. Isto não tem nada a ver com o segredo propriamente dito mas, sempre que algo do género aqui aparece, fico com a mesma interrogação. A sério, sem ironia, sem julgamentos, só mesmo por curiosidade: Onde é que vocês conhecem essas pessoas? No Tinder? Adicionam-se umas às outras no Facebook? Instagram? Ass: a velhinha cá do sítio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em chats de conversação online "velhinha cá do sítio", também é outra opção às que apresentaste.

      Eliminar
  9. Você não se apaixonou pela pessoa mas sim pela personagem que o seu ego idealizou...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até que concordo consigo :)
      Mia

      Eliminar
    2. Eu não concordo...! Sim, sou um pouco teimoso nisso.
      Porque acredito nas pessoas... e talvez seja esse o meu defeito, ou não. Mas prefiro ter esse defeito, a ver logo o mal nas pessoas...

      E não há personagem quando se vai conhecendo mais e mais a outra pessoa.

      Mas isto é apenas a minha humilde opinião...

      RE

      Eliminar
    3. Até poderá haver muitos enganos e ilusões enquanto as pessoas não se encontrarem frente a frente, mas após contacto pessoal, mais dia menos dia as máscaras caem. Mas isso acontece em qualquer relacionamento qualquer que seja a forma como começou. E nem toda a gente vai para a net à procura de futuros relacionamentos, há quem simplesmente se sinta só e goste de conversar com quem sente afinidades.

      Eliminar
    4. RE, e quem disse que as pessoas eram más?
      Apenas disse que a pessoa por quem a autora do segredo diz sentir-se apaixonada pode muito bem não existir na vida real e ser apenas o reflexo da idealização que ela decidiu fazer dela. Quando não conhecemos alguém pessoalmente e somos privados de analisar um conjunto de sinais transmitidos pelo corpo humano, idealizamos uma série de coisas que muitas vezes é apenas resultado da nossa subjectividade e estão muito longe de traduzir o verdadeiro valor da pessoa. Já ouviu dizer que os olhos falam muito mais do que as pessoas gostariam que eles falassem? Pois...é a esse tipo de coisas que me refiro...

      Eliminar
  10. Eu apaixonei-me pelo meu (agora) marido depois de longas conversas ao telefone, nem o conhecia bem fisicamente mas já estava encantada.Já lá vão 15 anos! É um pouco diferente de falar com a pessoa, nem que seja pelo telefone, do que teclar.No nosso caso tinhamo-nos visto uma vez de passagem e depois estivemos varias semanas ao telefone; quando nos voltamos a reencontrar já estávamos pelo menos interessados um no outro e felizmente ao vivo e a cores confirmou-se o que estávamos a sentir.

    ResponderEliminar
  11. É certo que se finge muito online, mas também há o inverso, pessoas corretas, sinceras, que não estão para tentar ser o que não são.
    São essas que interessam. Cabe a nós identificar as que têm carácter. Para os oportunistas, interesseiros e fingidores, a máscara cai mais cedo ou mais tarde.

    ResponderEliminar