quinta-feira, 19 de julho de 2018

Segredo.19.17


51 comentários:

  1. Isso é que é pontaria!! Lol

    ResponderEliminar
  2. E aconteceu estares a tirar fotos e assim aleatóriamente ter aparecido o teu amigo? E conseguiste depois perceber que era mesmo a cara dele, apesar dele estar a beijar outra mulher? Estranho...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As vezes acontecem coisas estranhas na vida real.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Oh Francisco, a pessoa diz que preferia não saber nada e você questiona.
      Outra pessoa abaixo diz q mandava a foto á namorada, e você também questiona...

      Em q ficamos? Qual é para si, a melhor opção? Eu percebo perfeitamente que alguém não gostasse de saber, exatamente para evitar sentir que está a ajudar alguém a esconder uma traição.

      E O anónimo de baixo, simplesmente não quer ter de carregar uma coisa dessas.

      Eliminar
    2. Anónimo(14:44), bem...a melhor opção seria o(a) autor(a) do segredo responder à pergunta, em vez de ser você a fazê-lo...

      Não vos entendo. Muitas vezes sou aqui acusado de ser demasiado precipitado a fazer juízos de valor e tecer considerações impróprias à respeito dos outros, sem procurar saber o que está por detrás do assunto em questão, e quando abstenho-me de opinar sem antes estar munido de todas as informações necessárias para formular uma opinião...também sou acusado de ter sido incorrecto com alguém?

      Agora à sério. Que raio querem afinal? Será que não tem mesmo nada de melhor para fazer com o seu tempo sem ser tentar fazer-me perder o meu?

      Eliminar
    3. Não Francisco, às xs parece é que comenta por comentar, só para dizer algo.

      Questiona alguém que diz q preferia não ter descoberto (porquê? Qual o gosto em ter descoberto tal coisa?)
      Questiona alguém por dizer q mostrava as fotos.

      E por isso é que perguntei o que você faria 😂 secalhar você ficaria sossegado no seu canto e não faria nada (e eu não digo que fosse errado), mas nesse caso, mais valia não saber de nada mesmo.

      Eliminar
    4. Anónimo(12:00), até ai consigo compreender, mas diga-me...e que responsabilidade tenho eu sobre aquilo que parece aos outros? Se tiver o azar de parecer um sacana para alguns, será que serei mesmo forçado a ter que assinar por baixo? A história na qual represento o "mau da fita" é vossa, logo, quem a começou que seja capaz de terminá-la, mas por favor, deixem-me de fora.
      Se desconhecem a finalidade das minhas perguntas não seria mais ajuizado esperar pela seguimento da conversa (resposta do autor) antes de fazerem um juízo de valor sobre mim e acharem que tudo o que faço é feito de forma mal intencionada? Posso combater tudo na vida (tudo mesmo), mas nunca serei capaz de controlar a subjectividade das pessoas. A mim compete-me apenas tentar controlar a minha.

      Respondendo à sua pergunta. Sim, se fosse comigo não ia meter o bedelho onde não sou chamado. São coisas que não me dizem respeito. É deixar viver quem vive e o tempo há de curar todos os males que afligem o mundo sem jamais precisar da minha ajuda. A vida ensinou-me que muitas vezes a melhor forma de ajudar alguém é não fazer nada.

      Eliminar
  4. Eu no teu lugar enviava a fotografia de forma anonima para a namorada desse teu amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora pois claro, não só é importante lançar o veneno para a casa dos outros como também parece-me imperativo que eles nunca saibam quem é o "envenenador", não vão eles ter uma ideia errada sobre si, de que gosta de armar barulhos e essas tretas todas...

      Eliminar
    2. Já se percebeu que a infelicidade dos outros. é a sua felicidade. Tenho pena de pessoas que se intrometem e cutucam a vida dos outros. Tomar da sua vidinha, não?

      Eliminar
    3. 10:18

      Quem torna infeliz os outros e' quem trai, sempre ! Parem de tentar insinuar que quem conta e' quem faz o mal. O mal ja foi feito muito antes.

      Eliminar
    4. Lançar veneno na casa dos outros, pois claro, toda a gente sabe que a culpa é da pessoa que tirou a foto, foi ela que traiu... santa paciência!

      Eliminar
    5. Eu tenho pena (pena genuína) de quem é enganado e não tem ninguém que a possa avisar, para poder escolher o que quer fazer. Quem está a ser traído sem saber não pode tomar conta da sua vidinha, porque lhe falta uma informação essencial: a de que está a viver uma mentira. Eu ficaria eternamente grata se alguém me avisasse de uma situação dessas - e sem ser no anonimato, para poder agradecer pessoalmente.

      Eliminar
    6. Anónimo(13:11 e 15:12), seja pelas boas ou más razões, as pessoas não tem nada que se meter onde não são chamados. É deixar a vida dos outros em paz para que os outros também possam deixar a nossa em paz. Alegar razões de natureza ética ou moral, só para terem a desculpa/possibilidade de estragar a vida de alguém, é do mais porco que se pode ver em termos de conduta humana.

      Eliminar
    7. Se a pessoa não o fizer com o objetivo de "estragar a vida de alguém" mas sim de ajudar, não vejo onde está a porquisse sinceramente.

      A não ser que a gente esteja a ponderar a hipótese de que seria muito melhor que mais valia ser traído e não saber.

      Eliminar
    8. Francisco, mas eu não quereria que os outros me deixassem em paz nessa situação! A pessoa que me tivesse a decência de me revelar que estava a ser traída não me estaria a estragar a vida. Aliás, teria sempre a minha gratidão. Portanto, eu faria o mesmo por um amigo ou amiga.

      Eliminar
    9. Fraancisco

      Trair e' que e' estragar a vida de alguem, a culpa nunca e' de quem conta ,mas sim que quem perpetua o acto. Trair engloba, traicao sexual, ridicularizar nas costas, roubar o conjugue, etc.
      Quem cala consente. Se voce consente quando ve pessoas a ser magoadas e humilhdas e' responsabilidade sua escolher nao fazer nada, mas ha outras pessoas que nao querem ser cumplices em fazer dos outros parvos.
      Ser porco,nunca, mas nunca pode ser associado a defender ninguem.
      Ser porco e' humilhar, trair, ofender.

      Eliminar
    10. Anónimo(12:02), mas para conseguir ajudar um...vai ter forçosamente que estragar a vida do outro, e a pessoa antes de agir terá sempre consciência desse facto...

      Eliminar
    11. Anónimo(12:51), teria a gratidão de um...mas também a inimizade do outro, e aquilo que não falta neste mundo é gente maluca e rancorosa a circular por ai, e à espera de pretextos para rachar cabeças. A sua gratidão podia dar-lhe a lealdade necessária para guardar segredo sobre a identidade da "fonte" da denúncia, mas se for apertada, ameaçada, agredida ou numa situação de vida ou morte, tem garantias de ser capaz de morrer por esse segredo? Se disser sim, há muita gente que dirá que não.

      Eliminar
    12. Anónimo(13:50), compreendo e partilho os valores de tudo aquilo que me disse, mas compreenda que não é uma questão de culpa mas sim de consequências. Num mundo ideal, tudo é resolvido de uma forma civilizada, mas nós não vivemos num mundo ideal. Se não tivermos qualquer ligação/afinidade à vida de alguém, não temos qualquer direito de invadir a vida dela. De uma maneira ou de outra, todos nós acabamos sempre por pagar os nossos erros, logo, para quê querermos ser o porta voz da má noticia se o próprio tempo se encarrega de corrigir as coisas?

      Eliminar
    13. "De uma maneira ou de outra, todos nós acabamos sempre por pagar os nossos erros, logo, para quê querermos ser o porta voz da má noticia se o próprio tempo se encarrega de corrigir as coisas?"

      É simples, Francisco, porque a vida é curta e o tempo é o nosso maior bem. Deve ser uma sensação horrível saber que se andou a desperdiçar anos de vida com alguém que não nos respeita, a viver uma mentira. Sim, tudo se descobre, mas eu não deixaria alguém passar por isso se pudesse ajudar.

      Eliminar
    14. Anónimo(13:17), e que que garantias tem de que estaria a ajudá-la verdadeiramente?
      Vou citar-lhe o exemplo deste segredo que estamos a discutir. A autora do segredo confessou que, quando tomou consciência dessa situação, preferia não saber de nada, logo, quem lhe garante que, mesmo estando a viver uma mentira, a pessoa "traída" não preferiria viver essa vida do que tomar consciência da realidade?

      Nem sempre aquilo que achamos ser melhor ou o mais correcto, acaba por ser o melhor ou o mais correcto para os outros...

      Eliminar
  5. No meu de uma multidão, completamente por acaso, fotografou um amigo a trair a namorada...Caramba, isso é que é obra do acaso!...;)

    ResponderEliminar
  6. Grande azar, para si mesmo, ter ficado a saber. E agora? É que dependendo do grau de amizade que tenha, por exemplo, com a namorada do sujeito... É que às vezes podemos ter o dever moral de pôr tudo em cima da mesa. Nunca mais vai ser igual

    ResponderEliminar
  7. E a mulher dele é tua amiga?

    ResponderEliminar
  8. Amigo ou conhecido? Se é amigo fala com ele, se é conhecido esquece, a vida é dele.

    ResponderEliminar
  9. Respostas
    1. Outra ressabiada, que vibra com a infelicidade dos outros...não vá tratar disso não, e depois queixe-se que é uma frustrada

      Eliminar
    2. Anónimo das 13:58, por quê ver as coisas dessa perspetiva? Infelicidade é viver enganado; descobrir que se vive com um/a traidor/a dói, mas é libertador. Eu ficaria muito desapontada se um amigo/conhecido soubesse que estou a ser traída e ficasse calado.

      Eliminar
    3. Caríssimo anónimo 13h58.
      Enviar a foto ao fotografado fará com que tenha noção que não anda metido num saco e pode ser "apanhado". Fará com que tenha cuidado ou ganhe juízo.
      Ressabiamento e frustração vejo no seu comentário, trate disso.

      Eliminar
  10. Não tem nada que se meter...cada um sabe de si, a vida é do outro. Há acordos que as pessoas fazem em certas relações/ocasiões, que não dizem respeito a ninguém...
    A mania que as pessoas tem em se meter na vida dos outros e opinar como se fosse a própria vida, sem terem conhecimento das coisas e com as desculpas "...aconteceu-me a mim..", "...com a minha amiga foi igual..."
    Não estou a desculpar ninguém e nem a dizer que a situação não é chata, mas é o que é...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele pode ser amigo da pessoa com quem ele partilha a vida e não querer trair a confiança dessa pessoa.
      Se for um acordo entre o casal ela já sabe, se depois de saber decidir continuar é com ela.
      As atitudes ficam para quem as pratica e ajudar pessoas de m**** a esconder a porcaria que fazem não seria comigo.

      Eliminar
    2. E há pessoas que não têm acordos nenhuns e preferem saber que estão a ser traídas. E se existe um acordo na relação, então não estou a ver de todo qual é o problema de alguém ir contar à outra pessoa.
      Se fosse eu a ser traída, agradecia que se "metessem" na minha vida e me contassem.

      Eliminar
    3. Anonima das 12.06, lá por você não se importar que se intrometam na sua vida, e até agradecer que lhe contassem, não significa que todos vejam o mundo como você.
      Você, não vê qq problema em se meter, já eu acho um problema enorme.
      Então, como não sabe qual é o caso, o melhor é ficar calada, e não se meter na vida de ninguém, e apenas pensar na sua!

      Eliminar
    4. O único problema que eu vejo em contar, para o traído, é que ele/a assim não vai ter escapatória em ignorar a traição como muitos fazem.

      Não querem que os outros sabem que são cornos, mas são á mesma. A ignorância é uma dádiva para eles.

      Eliminar
    5. Anon das 14.02 faz o mesmo e não queria ser descoberto é isso?

      Eliminar
    6. É uma dádiva? Não pode ignorar porquê?

      Eu já contei a uma pessoa que decidiu que não queria terminar a relação. A opção foi dela mas fê-lo com conhecimento do que tinha em casa e agradeceu não lhe ter omitido.

      Eliminar
    7. Anónimo das 14.02h, como não sei qual é o caso, conto. Concordo com o anónimo das 15h, normalmente gente com o seu discurso é quem trai, daí não lhes agradar muito que os outros se "metam". Azar o seu.

      Eliminar
  11. E numa foto aleatória, percebe-se que estava mesmo a beijar? A mim já me disseram, terem-me visto, de mão dada com uma rapariga, no centro do Porto, e isso era mentira, de facto estive lá com uma amiga, nesse dia, mas nunca de mão dada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. So' que aqui temos uma prova, uma fotografia

      Eliminar
  12. Sem saber de nada aos poucos vá mantendo com a mulher dele, pode ser que seja feliz com ela .

    ResponderEliminar
  13. Olhe são coisas que acontecem. São momentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De repente aconteceu beijar...? Uma estranha ?
      Hábito esquisito. Qualquer dia é acusado de assédio... 🙄🙄🙄

      Eliminar
  14. Acho que quem engana, não faria tal no meio da multidão. Tem a certeza que essa pessoa é mesmo o seu amigo? Porque no meio de uma multidão às vezes é difícil perceber quem é a pessoa ou então fez zommmm e ai o acaso deixa de ser acaso

    Nuno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já vi um homem no supermercado com a amante a fazer compras. Na mesma pequena cidade onde vive a namorada (agora ex).

      Eliminar
    2. Um homem que não é casado, não tem amantes, tem namoradas.

      Eliminar
    3. Tem namoradas se for poli... caso contrário, está a trair a namorada "oficial" com outra.

      Eliminar
    4. Vir ao shiuuu deixa me completamente decepcionada com a raça humana.

      Eliminar
  15. Ui que mau... Entendo tem coisas que não queria saber, assim não tinha de lidar com elas, muito menos com coisas dos outros.

    ResponderEliminar