sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Segredo.14.14


28 comentários:

  1. Faz de conta que é uma fantasia, sem concretização....

    ResponderEliminar
  2. Esquece isso, mesmo!
    Não tem importância.
    Só interessa o que tu sentes por ele, que é verdadeiro.
    Contares, só vai estragar o que têm e qualquer um de nós pode errar, ok?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele não tem direito de escolha?

      Eliminar
    2. Trair é um erro? Ou será uma escolha?(no caso da autora estava meio fora de si mas na maioria dos casos não).

      Eliminar
  3. O problema é que nunca significa nada. E arranjas logo um culpado para a coisa, o álcool, antes tivesses bebido um pouco mais, assim não te ias lembrar de nada. Como é que vai ser da próxima vez que beberes?

    Nuno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca significa nada mas passam a vida a fazê-lo... É uma coerência do caraças...

      Eliminar
  4. O seu medo é que por algum motivo o seu namorado acabe por descobrir aquilo que fez...e o medo do seu namorado é que você volte a beber um copito a mais...porque se beber, desconfio que aquele "não significou nada, nem nunca mais o irei ver" vai se repetir muitas vezes ao longo da sua vida...

    ResponderEliminar
  5. Foi o álcool percebes? não significou nada e nunca mais o irei ver. Foi só uns beijos e uns amassos que fizeram vir-me alguma vezes. Nada de mais, percebes? XD

    ResponderEliminar
  6. Não quero atirar pedras,mas meninas,num homem é muito feio estar bêbado,mas numa mulher/rapariga é horrível !!!
    Tenho dentro de pouco tempo 72 anos,nunca senti álcool na minha cabeça!!!
    Bebo casualmente em reuniões de família,aniversários,festas,do dia a dia bebemos agua ou sumo,acho triste uma mulher perder a razão ao ponto de se deixar comer do primeiro que encontre,e sem conhecer,triste,triste mesmo,e se tinha companheiro que raio anda a fazer la fora de noite?
    Nunca o fiz e nunca me viria à ideia de sair para a boa vai ela e deixar o marido em casa,ele não o faz nem nunca o fez,ai da minha filha quando era nova que me chegasse bêbada a casa,e nunca tinha a autorização de entrar mais tarde que meia noite,mais minuto menos minuto e nunca a vi bêbada nem os irmãos,hoje passa dos quarenta e cinco,tem filhos duas crianças que tem uma qualidade de vida e uma educação que faz crescer agua na boca a pais de adolescentes,tirou(mas nem todos os podem fazer)os filhos do ensino publico por causa de 3 ou quatro más companhias,mal educados,perturbadores em classe,hoje com 10 anos fala inglês e é /são bons alunos os dois.
    Se eu fosse uma mulher que saísse à noite sem ele e visse versa já estávamos divorciados há muito tempo,eu não o queria nem ele a mim e não chegávamos aos 51 anos de casados.
    Receio que quando acontecer outra vez vá falar disso,ou tornar a cair na mesma coisa,um conselho de uma idosa:fique na sua casinha,conversem,vão ver um filme os dois ao cinema,vão dar uma voltinha,e é tão bom estar com os nossos,com quem nos ama !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo(18:26), acha mesmo que esta gente está mesmo interessada em conhecer esse género de amor? O que esta gente quer é tristezas, mágoas, muita dor e sofrimento, para que possam brincar aos mártires e partilhar a fatalidade da sua vida nas redes sociais...

      Eliminar
    2. Que comentário mais retrógrado, mais machista! Sai pra lá assombração! Sabe la o que as suas filhas fazem, sabe lá o que faz o marido...

      Eliminar
    3. Pois..lá tinha que vir a treta do machismo. Já tardava...
      E algumas pessoas estão tão viciadas ou focadas em espetar essa treta que já nem sequer reparam quando os comentários estão a ser escritos por uma mulher, como aconteceu neste caso. E já nem sequer se dignam respeitar a idade das pessoas. 72 anos, se calhar poderia ser a avó dela. Que tristeza de gente.

      Eliminar
    4. Este comentário tem alguns fundamentos, pena estar tão cheio de preconceitos e machismo, o que até se tolera numa pessoa de 72 anos. O conselho de conversarem, fazer coisas juntos, estar com os nossos, é muito válido, tudo o resto é preconceito natural da idade e da forma como sempre viveu. Nenhuma pessoa, mesmo estando num relacionamento, é obrigada a estar em casa porque o outro não quer sair ou a só fazer coisas com a pessoa que ama. As pessoas têm a sua individualidade, não passam a ser siamesas porque namoram/casam. Agora, o respeito tem sempre que existir num relacionamento sério. Estar bêbeda não é desculpa para nada. Se se lembra do que aconteceu é porque não estava inconsciente a ponto de não saber o que fazia. O álcool foi só a desculpa para o facto de se ter envolvido com alguém porque quis. Ninguém é obrigado a nada e, ainda por cima, depois diz que não significou nada. Significa que não respeita o namorado e que não é uma pessoa de confiança. Com álcool ou sem ele.

      Eliminar
    5. Não numa mulher não é pior do que num homem.

      Com todo o respeito pela sua velhice, odeio machismo principalmente quando vem duma mulher. É por esse tipo de mentalidades que hoje em dia os homens, criados pela sua geração, assassinam as mulheres por ainda acreditarem que são superiores a elas e por as verem como objectos e propriedade.

      A falta de respeito é má. Ponto. Não há cá por ser mulher ou por ser homem.
      Horrível mesmo é ler este tipo de ideias a serem propagas, intragável é ver uma mulher a dispersá-las.

      Eliminar
    6. Concordo consigo, "Anónimo17 de setembro de 2018 às 12:57".

      Feio, cara senhora de 72 anos, é esse machismo todo aí dentro. Olhe que isso fá-la envelhecer à velocidade da luz, e nem a sua família "perfeita" a safa!

      Eliminar
    7. Eu acho que a traição (o assunto do segredo) é algo abominável, mas não posso deixar de dizer que uma mulher não se "deixa comer". Uma mulher não é um ser passivo sem iniciativa sexual, se trai é porque quer, não porque deixa.

      Eliminar
    8. Para o Francisco a machismo só pode ser propagado por homens???
      Tanta falta de conhecimento... As maiores machistas são as mulheres. Quem é que educou gerações a acreditar que era o homem que era superior, que mandava, que sabia mais?
      Quantas mães dizem às filhas que o dever delas é ser boas escravas domésticas e se levarem tareias nada de se divorciar que isso é que era a vergonha da família...
      Já o homem que bate, que se embebeda, que destrói a família, que não faz um cu em casa era o "santo" o mártir... O coitado abandonado pela galeria que se divorciou dele... Opa poupem-me!!

      Os machistas só existem porque tiveram más mães e maus pais. Tendo em conta que até à poucos anos 100% da educação era feita pelas mães (porque era a obrigação delas) então quem é que passava estas ideias miseráveis para a sociedade???

      Eu como mãe de 2 rapazes luto por uma educação que promove a igualdade... Mas o machismo não existe hoje em dia pois não?! O Francisco lida com miúdos? Sabe a quantidade de estereótipos que lhes sai da boca aos 8/9 anos?? E vem de onde? Pais e mães machistas que pararam no tempo e simplesmente não evoluem. Tal como os homens que hoje em dia assassinam as mulheres qd elas decidem divorciar-se. Porque admitir que são a escumalha humana que ninguém no seu juízo perfeito quer ao seu lado seria pedir demasiado a essas pessoas...

      Mas pelo seu discurso ou vive isolado do mundo ou é igual e portanto acha muito bem tudo o que está associado ao machismo.

      Eliminar
    9. Só agora vi os comentários a meu respeito,respondendo ao comentário mais acima,17-09- 11h16)Não !!!ninguém obriga ninguém,somos os dois iguais,calhamos os dois sermos iguais porque eu não queria um homem fora de casa largar os filhos e mulher e ir para discotecas ou chegar bêbado a casa,vice versa por mim,somos totalmente de acordo sem forçar o outro,Ui!!!quem sabe se somos siamesas,hi hi hi !!! sem ser de família os nossos pais tinham o mesmo nome,nós temos o mesmo nome de nascença,totalmente verdade,e...a bastantes km um do outro ha ha ha .
      Resposta ao anónimo 12h57)era eu criança,talvez 7/8 anos vi uma mulher bêbada,chovia,ela com as pernas abertas,tudo à mostra,grande cabeleira,dizia:venha chuva,venha chuva!!!eu era pequenina e achei tão feio,tão feio,que prometi a mim mesmo,nunca me verem assim sem controle,sem vergonha,nunca tinha visto uma mulher bêbada,já tinha visto homens mas aquela mulher estava desavergonhada.
      Ah pois é!!!a minha geração(anos 40 os homens matam as mulheres,porque os novos não!!!nunca fizeram nem fazem isso.
      Torno a dizer que para um homem é feio,para uma mulher é horrível,chamem lá o que quiserem,machismo ou não.
      Pois é!!!estou a envelhecer!!!nem o santo Antoninho me acode,até pode calhar que eu com 72 anos tenha melhor aspeto que algumas mais novas que se embebedam,dão que falar ao mundo,não conseguem ter um homem muito tempo porque,justamente o companheiro,esse está seguro(às vezes sr Doutor)e vamos à borga,piscar o olho a outro,(sem generalizar)isso é mesmo verdade caro anónimo,quando eu tiver que partir,nem a minha família mais que perfeita me acode,tenho que ir mesmo,e você também não fica cá para a semente já que nem envelhece nem nada deveria Deus deixa-la porque a meu ver uma pessoa que não envelhece devia ficar para sempre... hélas!!!!!!!!!!! Deus queira que seja eu que sou idosa,porque pelas suas conversas deve ser muito nova,mas sinto que já tem uma certa experiência de VIDA!!!

      Eliminar
    10. Desculpem, pessoas, mas...e se parassem para pensar um bocadinho?
      Quando alguém afirma que "num homem é muito feio estar bêbado,mas numa mulher/rapariga é horrível", essa afirmação está muito longe de ser uma tirada machista, porque a senhora não está a considerar a mulher inferior aos homens mas sim exactamente o contrário. Num homem é muito feio estar bêbado, mas, embora pareçam patéticos, perdoa-se tudo porque a maioria deles ainda são crianças e estar bêbado é quase o seu estado natural, mas numa mulher é horrível porque ela sempre foi superior ao homem e já por isso parece sempre inacreditável que haja uma que decida descer ao nível dele. Perceberam agora ou vai ser mesmo necessário fazer-vos um desenho? Vocês passam a vida a chamar de retrógrados a tudo quanto pareça velho ou acima dos 50 anos, julgam-se mais cultos, liberais e esclarecidos, mas sem querer ofender-vos demasiado (porque um pouco, acho que merecem) devo dizer que nunca vi uma geração tão jovem revelar uma mentalidade tão oca e desnutrida de espírito.

      Eliminar
    11. Anónimo(21:33), sim cara amiga por tudo aquilo que já foi dito aqui sou gordo, feio, bêbado, fanhoso, anão, careca, rejeitado, aleijado, mal cheiroso, pobre, desprezado por toda a gente e vivo isolado do mundo. Mas felizmente para mim, tenho a sorte de viver numa ilha onde sou o único habitante e assim acabo por passar despercebido. Ah!? esqueci-me de dizer...e também sou outro "machista igual" e acho muito bem tudo o que está associado ao machismo.

      Por isso, agora que já sabe que não passo de um pobre miserável, já não precisa cansar-se nem de perder tempo comigo e pode continuar a sua vida toda feliz com tudo aquilo que acabou de saber...

      Eliminar
    12. Francisco,você fez-me rir !!!
      Obrigada,mas estamos os dois feitos ao bife!!!
      A verdade é que eu estou para as tintas se me chamam machista ou não,eu sigo à minha maneira até cá andar nesta terra e como diz o francês,je ne rien na foutre !!!
      Ah pois!esqueci-me de dizer:cá em casa sou eu que corto o bacalhau!!!!!talvez seja por isso seja machista,aceito.

      Eliminar
  7. A consciência é lixada ... pois é, vais ter de viver com isso

    ResponderEliminar
  8. Adoro as pessoas que usam a desculpa do álcool... o álcool põe a pessoa desinibida e solta... por isso os bêbados dizem as verdades todas do que sentem e não têm coragem para dizer sóbrios... agora não significou nada.... e quando voltares a beber? E quando não for só marmelada?
    Assumam as coisas. .. monotonia ou curiosidade ou quereres te sentir desejada por outro. Ha mil e uma razoes que por vezes estão no nosso subconsciente. .. não queres admitir. .. a culpa é do álcool claro. ...

    ResponderEliminar
  9. A bebida faz-nos fazer coisas que nunca faríamos. Ou seja, a culpa não é tua.
    Mas tinhas bebido assim tanto? Será que ainda havia uma réstia de consciência dentro de ti que queria fazer isso?

    Pensa nisso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A culpa de fazer talvez não, mas a culpa de beber é totalmente dela. Para além disso, há pessoas que se metem a beber álcool só para ganhar a desculpa de fazer todo o tipo de asneiras. Sabem que se estiverem lúcidas jamais fariam isso, mas se estiverem num estado de embriaguez teriam toda a coragem para tal. Assim, hoje bebem e fazem umas, e amanhã bebem e fazem outras, todos os dias fazem uma diferente e a culpa nunca é delas, assim sendo. São umas vitimas. Pessoas injustiçadas que nunca sabem quando devem parar de beber...

      Eliminar
    2. Já não bebo, mas quando bebia fazia precisamente as coisas que já queria fazer quando estava sóbria. O álcool só traz a coragem para agir.

      Eliminar
  10. Espero bem que ele faça igual, e aposto que você vai aceitar muito bem, porque sabe, é só o álcool, uns beijos e amassos, não é?? Hipócrisia

    ResponderEliminar