segunda-feira, 15 de julho de 2019

Segredo.15.17


33 comentários:

  1. E que tal cada um ir à sua vida e procurarem alguém que esteja no mesmo patamar que vocês?!

    ResponderEliminar
  2. Experimenta ser romântico com ela. Vais ver que ela te dá sexo. E ficam os dois felizes

    ResponderEliminar
  3. E acredita que é assim que algumas de nós funcionamos. Se não há romance, carinho, atenção, etc não há vontade para sexo. Estou a passar pelo mesmo.

    ResponderEliminar
  4. Então só tem que esforçar-se para dar-lhe todo o romance que ela precisa para que também ela, em troca, sinta vontade de dar-lhe todo o sexo que você quer... :)

    ResponderEliminar
  5. Uma coisa não invalida a outra... Não vejo qual seja o problema..

    ResponderEliminar
  6. Porque é que se excluem? A não ser que estejam em tipo de relações diferentes... A linguagem da maioria das mulheres (pelo menos a grande generalidade das que conheço) é que o romance leva a sexo e, muitas vezes, nem custa assim tanto quanto isso. Pequenos gestos vão longe.

    ResponderEliminar
  7. E eu aqui a pensar que tudo era mais fácil se ambas as "necessidades' andassem de mãos dadas

    ResponderEliminar
  8. Engraçado como os homens têm de ser sempre compreensivos quanto ao elas quererem romance carinho e essas balelas mas elas nunca têm de ser compreensivas quanto ao facto de um homem só querer sexo sem as balelas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pq podem sentir-se usadas!

      Eliminar
    2. Também eles. Se são obrigados a fazer um esforço para serem romanticos, carinhosos qd não estão para aí virados também estão a ser usados. Mais vale arranjar qualquer coisa por fora.

      Eliminar
    3. Bem, se ele não quer romantismo, pode sempre ir embora. Ela a mesma coisa.
      Se não vão....... Ninguém tem de reclamar.

      Eliminar
    4. Só o facto de achar que carinho e romantismo são balelas...

      Eliminar
    5. Só tem que encontrar uma que só queria sexo.

      Senão pode fazer sexo sozinho.

      Eliminar
    6. anonimo das 10.17h, vê como ja começa a conhecer as mulheres? Elas têm de ter sempre razão, só o que elas sentem conta. Tudo que sentem vale mais, que qq coisa que um homem possa sentir.
      Basta ler aqui os comentários e perceber a parcialidade e tendencionismo em relação a segredos idênticos relatados por homens e mulheres...Elas podem até trair, se reparar a culpa nunca é delas, é sempre daqueles malvados que as obrigam a fazer coisas destas, ou porque não dão o que querem ou porque isto ou porque aquilo. Nem vale a pena, há 54 anos que vivo neste planeta, e igualdade dos sexos é só para o que lhes interessa!

      Eliminar
    7. Concordo com os anónimos das 10:17 e das 16:15 e sou mulher. Às mulheres tudo é permitido e aos homens nem por isso. 2 pesos, 2 medidas numa era de suposta igualdade. As maioria das mulheres, a meu ver, vê demasiados filmes e são demasiado carentes de atenção especialmente. E há uma ideia de que se tiverem sexo sem afectos é um bocado à filme porno ou lembra-lhes um bocado prostitutas. Esquecem-se que há homens que são mais fisicos e menos virados para demonstrações de afectos principalmente na hora do sexo. Há que a ver uma cedência de parte a parte mas o que eu, por norma vejo, são elas a usar o não ter sexo, de uma forma completamente chantagista, para obterem esse tal romantismo, carinho, etc. No final acaba por ser uma coisa forçada da parte deles e elas criam uma ilusão de que está tudo bem quando não está. E ainda ficam surpreendidas quando as coisas começam a correr mal. Opções.

      Eliminar
    8. Tanto homem ressentido por aqui... Será falta de sexo... ou de carinho?

      Eliminar
    9. Eu não tenho nada contra os homens que querem sexo sem balelas. Desde que não seja comigo!

      Eliminar
    10. Somos duas. Não acho a mínima graça a "comer por comer" sem ter um sentimento associado (gostar da pessoa com quem estamos é tão melhor, no meu ponto de vista).
      Não me considero púdica mas nunca consegui separar as duas coisas.

      Eliminar
    11. Como disseram noutro segredo: amor e uma cabana só nos filmes.

      Eliminar
  9. Pelo que percebi, ela quer um tipo de relação diferente da que ele quer. Assim sendo, acho que é melhor não insistirem nisso, porque não vai dar bom resultado.
    A sugestão para ele lhe dar o que ela quer para ele ter o que quer também não tem grande lógica. Imaginem que ela até está apaixonada por ele, seria brincar com os sentimentos de alguém. E isso é do mais baixo que há.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende de tanta coisa. Mas facto é que há em Portugal, principalmente nas gerações mais velhas, uma grande ignorância e falta de compreensão sobre as necessidades sexuais das mulheres. Com homens machistas com a mentalidade de " eu vou-lhe usar" e com zero interesse ou preocupação em dar prazer à parceria. Em suma, homens egoístas que não compreendem que é diferente ter sexo com uma mulher de ter sexo com uma boneca insuflada...

      Ora, sem romance para a maioria das mulheres não há vontade de sexo. Falta o clima, os preliminares, tudo...

      Se o autor só quer sexo que procure quem só quer sexo ou aprenda a fazê-lo bem porque nenhuma mulher recusa bom sexo. Aliás, ao contrário da crença de muitos, as mulheres adoram ter prazer e relações sexuais. Tem é que ser com alguém que saiba o que faz...

      Eliminar
    2. Anónimo(10:54), não teve lógica, é verdade, porque você percebeu tudo errado e nem sequer soube transcrever aquilo que foi realmente dito. Não foi a "sugestão para ele lhe dar o que ela quer para ele ter o que quer também" mas sim a sugestão de ele lhe dar o que ela PRECISA, percebe? Precisar é diferente de querer. Ela PRECISA de romance e ele é que QUER só sexo. Por favor, seja capaz de entender essa diferença. Uma mão lava a outra e é preciso saber dar para se poder receber, por isso, mesmo que ele queira unicamente sexo, se estiver determinado a tê-lo tem que saber esforçar-se para merecê-lo oferecendo à sua amada o que ela precisa...

      Eliminar
  10. Se lhe der romance, é muito provável que venha a ter sexo. Se não está para isso, arranje outra! Qual é a dúvida?

    ResponderEliminar
  11. Isso é normal e super comum. Não tem nada de mal, apenas teem de encontrar o equilíbrio

    ResponderEliminar
  12. E ela não sabe disso? ...é demasiado comum para ser um segredo. Parece mais um cliché.

    Boa sorte, no entanto.

    ResponderEliminar
  13. Eu sou mulher e muitas vezes so temos sexo. No início fazia-lhe confusão mas agora gosta. Começamos por sexo puro e duro e depois fazemos amor, damos carinho etc... temos tudo o que queremos e conversem,claro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo das 9h14, quando se está numa relação, qual é a diferença entre fazer sexo e fazer amor? Fazer sexo com alguém de quem gostamos não é uma forma de dar carinho? Se dermos beijinhos e dissermos "amo-te" estamos a fazer amor, se não for assim, é só sexo?
      É isso?

      Eliminar
  14. O meu casamento acabou por esse motivo. O que eu queria, ele não me dava. O que ele queria, eu não lhe dava.
    Passados dez anos, entendo agora o que se passou. Eu era uma mulher romântica, afectuosa, carinhosa, que de repente perdeu o marido atencioso e meigo que tinha. E porquê? Porque ele se acomodou, tornou-se preguiçoso e saía mais com os amigos do que comigo. Depois, à noite, vinha para a cama e encostava-se a mim para termos sexo. Eu não queria, claro! Estava ressentida, magoada com ele e rapidamente deixei de sentir desejo ou atracção.
    Acabei por falar com ele, expliquei-lhe o que sentia. Ele entendeu e tentou mudar de atitude. Mas foi sol de pouca dura e depressa voltou ao mesmo.
    Conclusão? Afastamo-nos cada vez mais e ficamos um ano sem ter sexo. Aos poucos, a nossa relação esfriou a tal ponto que parecíamos dois estranhos.
    Sinceramente, sempre achei que a culpa também era minha e que não tinha jeito para sexo nem iria conseguir satisfazer nenhum homem...
    Depois do divórcio, e encurtando a história, namorei com um homem maravilhoso que me fez descobrir que, afinal, eu a-d-o-r-a-v-a sexo! O que é que me motivou assim tanto? Sim, sim... Foi o carinho, a gentileza, a preocupação comigo, mas além disso aquele homem também era muito habilidoso na cama. De certa maneira, posso dizer que aprendi com ele a dar prazer.
    Portanto, e conclusão n.° 2, também temos de ter alguma empatia sexual e emocional como o nosso parceiro, senão nada funciona. Apercebo-me agora que o meu ex-marido era boa pessoa, tinha excelentes qualidades, mas nunca senti por ele a excitação, o desejo que sinto, por exemplo, pelo meu actual companheiro.
    No fundo, no fundo, todos precisamos de sexo e todos adoramos atenção e carinho, sejam homens ou mulheres. Mas se não houver comunicação e empatia, nada funciona.
    Desculpem a extensão do texto. Mas em dez anos é a primeira vez que falo sobre isto.

    ResponderEliminar
  15. Seja romântico e ela pode ser o que você quer.

    ResponderEliminar