quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Segredo.14.17


52 comentários:

  1. Se precisa ser ás escondidas é por que esconde algo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E esconde. Pelos vistos, este é mais um segredo da "outra".
      A sério que se contentam com migalhas? Onde está o amor próprio?
      Para além de andar a enganar alguém que provavelmente não merece.
      Será possível que não lhe pese a consciência?

      Eliminar
    2. Não concordo com a parte das migalhas, porque algumas pessoas não querem, em certas alturas da sua vida, ter nada sério e isso não tem problema nenhum. Provavelmente sabe-lhes bem ter o prazer sem as chatices do compromisso e acho isso muito válido.

      Eliminar
  2. Não te venho para aqui julgar, mas vou dar a minha opinião: acho péssima essa atitude. Acho muito feio. Se gostam de se encontrar, se gostam de estar juntos, é porque ele já não sente algo forte o suficiente pela outra pessoa que o permita ser fiel. E, quando assim é, não percebo porquê continuar uma relação. Era melhor, e mais correto (na minha opinião, reitero), ele acabar a relação que tem com a outra pessoa e, aí sim, ficar livre para estar com alguém.
    É ele que tem o relacionamento com a outra pessoa, por isso, ele é que lhe devia ser fiel. No entanto, tu não deixas de pactuar com isso. Logo, considero que ambos estão a ser tremendamente incorretos e irresponsáveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como disse e bem, a responsabilidade de ser fiel é dele e só dele. Não dela. A culpa não é dos amantes!
      Começou por dizer que não venha para julgar, mas foi o que mais fez.
      É por haver tanto julgamento na sociedade que precisamos enviar segredos e comentar em anónimo...

      Eliminar
    2. Anónimo 23:02
      O anónimo de cima deu a sua opinião acerca da atitude, não dá pessoa. Ou agora já não se pode dizer nada?!

      Mas olhe, é bom que ainda se deva enviar segredos... Porque isso significa que ainda há gente que sinta vergonha das suas más atitudes (algumas feitas deliberadamente e repetidas vezes), acho bem que isto não se torne algo que as pessoas batam no peito e "tenham orgulho".

      Eliminar
    3. Eu julgo. Julgo que quem não vê mal nenhum em estarmos numa relação a três (sendo que uma das pessoas desconhece que está a ser traída) não tem carácter nenhum.
      Isto é válido para o infiel, para a amante e para todos os que concordam com este tipo de atitudes.
      Quem acha que vale tudo, pouco se importando com os outros e pensando apenas no seu próprio prazer, é egoísta.
      Quem defende estas ideias, não se deve importar que lhe façam o mesmo... Ou não se importará que o pai ou a mãe também tenham amantes, por exemplo...

      Eliminar
    4. Reality check: o ser humano É egoísta por natureza.

      Eliminar
    5. Lol.
      A culpa é dos amantes também, porque como seres humanos temos valores morais e ÉTICA, e é tão falta de respeito pelo outro ser infiel como ter algo com alguém que se sabe casado!

      Não é complicado!

      É tão ladrão aquele que rouba como aquele que fica no carro a observar à espera da extracção!

      Como é possível alguém dar desculpas aos amantes!

      Eliminar
  3. Já tive um caso assim e não me importei nada, nem queria saber quem ele tinha. Foi intenso, acabou quando teve que acabar e ficou uma boa recordação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho o ideal para quem é desprendido e não quer chatices.

      Eliminar
    2. Anónimo/a das 19h09:
      Não se importou em saber que havia uma terceira pessoa que estava a ser enganada? Não se importou de andar com alguém que, no fundo, é falso e não tem carácter?
      Eu não queria ser moralista, mas parece-me que lhe falta carácter também.

      Eliminar
    3. Claro que ficou, quando o teu parceiro um dia te fizer o mesmo com outra, irás ver como a recordação ainda será melhor. A vida consegue ser tão irónica ...

      Eliminar
    4. E porque é que havia de importar? Não sou eu que sou comprometida. Porque havia de ficar com a consciência pesada se quem devia ser fiel afirma que não sente qualquer remorso ou arrependimento? Se ele é falso e sem carácter? Talvez, aliás neste momento e apesar de ser uma pessoa de quem gosto muito não o queria na minha vida. Mas não é que o veja como uma má pessoa, está bem que não resiste a um rabo de saia, está bem que se arma um bocadinho em don Ruan, está certo que não está ao trair não está a ter o comportamento mais digno, no entanto aquilo que conheço dele e já o conheço à bastante tempo não me permite ver nele um monstro... o facto, é que não podemos insistir em ver a vida a preto e branco... e no meu caso em concreto, não sei que tipo de relacionamento é que ele tem em casa já que não é tema de conversa... e nós até falamos bastante já que somos amigos acima de tudo e portanto aquilo que nos "liga" não é só sexo

      Eliminar
    5. Não devemos justificar as nossas más atitudes com as más atitudes dos outros ;)
      Os outros são os outros, nós somos nós. Sempre.

      Eliminar
  4. Contentar com migalhas? Mas quem disse que ela gostava dele??? E ele dela??? É assim tao difícil compreender que alturas na vida que as pessoas querem apenas passar bons momentos?? Ainda hoje ia no carro e lembrei-me de um homem que é lindo, com muita pinta e casado e se ele me ligasse ia ter logo com ele e pq? Pq queria passar umas boas horas de sexo com um homem que é um regalo para olho,para a alma e para o corpo 😜

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se quer ficar com migalhas, tudo bem. Cada um fica com o que acha que merece.

      Eliminar
    2. Eu não.
      Existem coisas mais importantes do que afagar a periquita.

      Eliminar
  5. Está tudo bem com isso. A única coisa aborrecida que pode acontecer, é quando quiseres companhia ou alguém para partilhares o teu dia à noite, não tens ninguém :|

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a coisa aborrecida de viver com outra pessoa é... bem, viver com outra pessoa. Toda a escolha tem pontos positivos e negativos.

      Eliminar
  6. Eu gosto de sexo e não sinto necessidade nenhuma de partilhar o dia, a noite, o dia à noite etc. Por isso, esse tipo de conversa para mim, por exemplo, não faz sentido nenhum. Já encontrar alguém, só pelo sexo, e ir à minha vida, como faz a autora do segredo, faz todo o sentido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão não é a procura descomprometida pelo sexo ... qualquer pessoa pode fazê-lo (se acha que isso o satisfaz) e isso não impede que tenha alguns valores de vida que vão para além da sua satisfação sexual.

      Alguma consciência em avaliar se os seus atos não causam a infelicidade a outros é essencial a cada ser humano ... puxa, cada vez mais acho que ando viver no meio da selva!

      Eliminar
    2. As parceiras deles não são problema meu. Eu não faço muitas perguntas e muito menos se são comprometidos ou não. Primeiro pq não quero namorar com eles, segundo pq as pessoas mentem e podem mentir sobre isso e terceiro eles é que têm de respeitar esse relacionamento. Eu só tenho de respeitar a pessoa com quem tenho sexo e é nesse contexto e por um curto periodo de tempo. Mas lá está: se eu não pergunto, não sei e se não sei não estou a desrespeitar ninguém. Simples.

      Eliminar
  7. Nem toda a gente tem capacidade para uma relação de compromisso. Não é uma questão de estilo ou de opção. É mesmo falta de capacidade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De igual modo, nem toda a gente tem capacidade para estar sozinha.

      Eliminar
    2. Não seja infantil, anónimo das 17h28. O facto de uma pessoa ter capacidade de assumir um compromisso não significa que não consiga estar sozinha! O contrário já me parece verdadeiro. Há quem não consiga simplesmente assumir um compromisso, goste ou não de estar sozinho.

      Eliminar
    3. Anónimo15 de novembro de 2019 às 19:21,

      Onde inferiu isso do meu comentário? Há pessoas que conseguem assumir um compromisso e conseguem estar sozinhas, mas o que não falta são pessoas que têm de ter um compromisso porque não sabem estar sozinhas.

      Eliminar
  8. As pessoas não têm que ter relacionamentos mas a sério que o mundo tem tão poucas pessoas que só conseguem estar com quem é comprometido?
    Ou é algum tipo de perturbação de personalidade que vos leva a simplesmente não querer saber que vidas estão a estragar? É que, apesar da responsabilidade ser de quem trai, vocês estão a fazer o mesmo. Estão a ajudar um traidor a dar cabo da confiança de outra pessoa, provavelmente para muitos e longos anos após essa relação terminar.
    Ou será que o vosso charme é tanto que só conseguem ter casos fugazes com pessoas comprometidas que estão mortinhas por pular a cerca e são tão pouco competentes ou interessantes que ninguém vos quer, nem para uma simples noite?

    O que eu gostava de compreender como é que alguém tem dificuldade em encontrar alguém solteiro para fazer o que quer... Engraçado como acabam sempre com pessoas comprometidas. Dá a sensação que é de propósito...
    Será algum tipo de sócio ou psicopatia? Gostam de estar com essa pessoa ou é o acto de magoaram uma terceira pessoa que vos dá pica??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém está a estragar nada a ninguém a partir do momento em que tal como disseram comentadores anteriores a responsabilidade é só e apenas de quem trai... aconteceu-me, era livre e descomprometida, ele envolveu-me... eu deixei-me ir e simplesmente aconteceu... não me vejo como uma má pessoa, não fiz mal a ninguém (não, não consigo tomar as "dores" de alguém que nem conheço... é que nunca me dei ao trabalho de ir à procura da rapariga nas redes sociais para saber quem é... portanto, não sei se é magra, gorda, bonita, feia, etc.,etc. e nem me interessa sequer saber... para os outros posso ser má pessoa, para mim (e é a minha opinião que conta) continuo a ser exactamente a mesma pessoa, meiga e até um pouco inocente,que sempre fui... não entendo o que aconteceu como "ficar com as migalhas", até porque os momentos em que estivemos juntos ele estava e está lá a 100%... e mais, não o quero de todo na minha vida, além de estar bem como estou, solteira e livre (e não não me enrolo com qualquer um) por irônico que pareça não quero alguém que sei à partida que é um "rabo de saias" e que não tem qualquer problema em trair... portanto, do meu ponto de vista nunca fiquei com "migalhas" nenhumas, passei apenas bons momentos e não me arrependo disso... finalmente, e por mais estranho que pareça para além do sexo, somos bons amigos e há um carinho enorme de parte a parte... mas as coisas são como são e pessoalmente não quero mais do que isto.

      Eliminar
    2. Eles estão disponiveis, não querem relacionamento nenhum (pq ja têm um), não incomodam. De certo modo para quem so quer sexo acabam por ser uma melhor opção do que alguém solteiro e que depois te começa a mandar msg ou ligar pq querem combinar algo etc.

      Eliminar
    3. Eu não falei em ficar com migalhas...
      Acho é bastante doentio e muito pouco humano essa história de "não tomar as dores dos outros".

      Eu tive tanto homem casado e comprometido a meter-se comigo e a única coisa que senti foi asco e nojo.
      Se eles são a ralé humana quem aceita esse tipo de situação, principalmente não gostando mesmo, honestamente não lhes fica nada atrás na minha opinião.

      É muita incapacidade de empatia... Para mim é impossível compreender como é que com tanto homem tão disponível se precisa de recorrer a alguém comprometido para algo de uma noite..

      Eliminar
    4. "inocente" - é para rir, não é?

      Eliminar
    5. Anónima das 17h47, acho a sua atitude egocêntrica e imatura.
      Diz que não se compromete com um homem que seja "rabo de saia" e que tenha predisposição para trair. Mas não se importa de ter uma aventura com um desse género. Sabe porquê? Porque no fundo está a usá-lo - e ele a si.
      Faz lembrar aqueles homens que fazem distinção entre as mulheres honradas (as que são para casar e ter filhos) e as prostitutas (as que dão prazer). No seu caso, usa um casado para dar umas voltas, mas para ter uma relação a sério... nem pensar, senão ainda é traída, e a traição, que horror!, é uma coisa muito má (para nós, os outros que se lixem).

      Eliminar
    6. Anónimo 19:46h.Bingo. Parabéns.
      Se não quer um traidor para se relacionar é porque certamente sabe que sairia magoada se fosse traída. As outras?? Que se f****. Excelentes caracteres por aqui.

      Eliminar
    7. Quando escrevemos as coisas nem sempre saem como queremos... claro que gosto dele, somos amigos há imenso tempo e as coisas foram acontecendo, como aconteceram? Não sei... mas sim é verdade, não quero nada com ele porque o conheço melhor do que ninguém e apesar de todos os bons sentimentos que tenho por ele sei que não é pessoa de fiar, pelo menos nesta coisa dos relacionamento amorosos... enfim, não o quero (nem a ninguém já agora, por razões que são muito minhas) e estou no meu direito... e sim, a traição é algo mau, pessoalmente é coisa que não me estou a ver a fazer a alguém, conheço-me o suficiente para saber que terminaria qualquer relacionamento assim que tal coisa me passasse pela cabeça... mas mais uma vez afirmo não sou eu que devo fidelidade a alguém, portanto não tenho de me sentir culpada por algo que não procurei... se podia ter posto travão? Podia pois, tal como o anónimo sempre rejeitei e sempre me meteu um certo nojo quem estando numa relação procurava fora, enxutei uns quantos que se atreveram a aproximar de mim e vou continuar a enxutar (disso não tenho dúvidas)... mas desta vez não o fiz, e não o fiz porque fui apanhada desprevenida. Não que não me tivesse apercebido de uma ou outra insinuação, mas sempre "deixei para lá" e não dei grande importância ao assunto até porque ele é mesmo assim e as brincadeiras que tinha comigo não eram assim tão diferentes daquelas que o vi ter com outras mulheres... portanto, no dia em que ele me beijou pela primeira vez tive um choque, não esperava de todo que tal coisa acontecesse entre nós... na minha inocência nunca pensei que ele se aproxima-se efetivamente de mim, por isso relativizei ao máximo certas palavras e certos gestos que noutras circunstâncias me fariam fugir a sete pés ou atiçar os cães, dependendo do meu estado de espírito... posso ter sido um bocado cega, porque fui, só que como poderia dar-lhe crédito? primeiro porque sei como ele é, como gosta de se insinuar e depois porque não fazia grande sentido já que nós somos como a noite e o dia, completamente diferentes um do outro... mas aconteceu... deixei-me ir e não me arrependo e não tomo as dores de ninguém... se sou má pessoa? não me vejo assim, nem a mim e no fundo nem a ele... sim, talvez tenha por ele mais sentimentos do que aqueles que gostaria de admitir... sim, ele para mim não é apenas "alguém que me dá prazer", um "prostituto". Aquilo que temos um com o outro não é só sexo... aliás, somos capazes de estar horas sozinhos e a única coisa que acontece é uma agradável conversa entre dois amigos. Sim, é isso mesmo, passamos imenso tempo juntos em que não acontece absolutamente nada... porque não têm de acontecer, porque a nossa amizade se sobrepõe a tudo até ao desejo físico (que existe, isso é inegável).
      Acredito que se perguntem como é que sendo nós amigos nunca falámos sobre o relacionamento dele.... O mais normal seria eu querer saber tudo, e depois de obter todas as informações procurar envenena-lo contra ela... nunca o fiz, nunca o farei não sou assim tão mesquinha.
      Engraçado, até foi bom ter "falado" sobre este assunto...às vezes estamos tão empenhados a negar a realidade e os nossos sentimentos quando a verdade está bem à frente do nosso nariz, e neste caso é óbvio que, pelo menos da minha parte, há sentimentos envolvidos.
      Finalmente, não uso um casado para dar umas voltas, primeiro porque ele não é casado nem pai de filhos e depois porque não serve só para isso... Quanto ao ser inocente, o anónimo com toda a certeza não me conhece melhor do que eu e portanto pode julgar-me mas sinceramente isso não me afeta minimamente.

      Eliminar
    8. Como a anónima das 00:41 acabou de provar nem tudo é preto e branco. As relações são complexas, há razões que a própria razão desconhece e não nos tornamos monstros só porque um dia fizemos parte de um triângulo amoroso.
      Já aconteceu comigo, no meu caso era só mesmo sexo, quando nos encontrávamos era só mesmo para isso e para mim era suficiente. Tal como a anónima nunca senti qualquer remorso quando até conhecia a companheira da pessoa com quem me envolvi. Sou por isso muito pior pessoa do que a anónima, porque no meu caso para além de não haver qualquer tipo de sentimentos envolvidos, ainda era conhecida do casal. Mas no seu caso, parece haver mais qualquer coisa e na minha modesta opinião não é só da sua parte. A pessoa com quem se envolveu até pode ser um mulherengo mas duvido que não sinta nada por si, até porque desconheço o homem que tendo alguém fora do relacionamento se limite a ficar longas horas a conversar quando poderia estar a ter sexo.

      Eliminar
    9. Está obviamente envolvida numa situação onde alguém está a ser traído.
      Não é quem tem a responsabilidade de ser fiel mas está claramente a contribuir para a traição e para todo o sofrimento que essa pessoa vai passar quando descobrir.

      O que está a fazer é a meter a cabeça na areia e fingir que não tem nada a ver com isso quando obviamente faz parte do problema.

      Imagino o asno que ele é... Que nojo. Dele e de si.

      Eliminar
    10. Oh coitadinha, foi apanhada desprevenida...

      Eliminar
    11. Sente nojo? Conhece a anónima de onde? Batem no peito como se fossem puras e depois só destilam ódio. Saiba cara anónima das 14:30 que quando aponta um dedo a outra pessoa estão outros quatro voltados para si. Não que concorde com situações de traição, no entanto quem deve fidelidade é quem está num compromisso. Olhe aconcelho-a ler o comentário das 21:04, diz tudo.

      Eliminar
  9. Não é ser moderno... gostar de sexo...etc. É simplesmente não ter empatia pelo outro e ser egoísta e essas características geralmente levam a velhices muito tristes. Boa sorte para quando for a traída!! Anónimo de dia 15 às 19h24... Gostei 😉💪🏼 é que a questão é... se não serve para estar na nossa vida como é que serve para estar na nossa cama?! Amizade com mentirosos psicopatas?! Pessoal a psicoterapia ajuda tá 😋

    ResponderEliminar
  10. Cara anónima das 00h41, não sei que idade tem, mas parece-me ainda novinha (mais do que eu, pelo menos). Ainda assim, não me parece tão inocente como julga. Pelo contrário, até tem alguma lucidez. Por muito que queira rejeitar o que lhe vou dizer, e querer dar a entender que é livre e solteira porque quer, a verdade é que me parece uma miúda muito carente. O beijo foi sem contar, mas só continua com a proximidade física quem quer.
    Esse homem mexeu consigo, nota-se, mas há qualquer coisa de triste nessa vossa "relação"...
    E acredite-me, se imaginasse a dor que é sentir que se foi traído, mandava esse homem dar uma volta e sentia alguma solidariedade com a namorada ou companheira dele.
    Entendo que se possa sentir bem conversar com ele, mas não seja cega. De amigo, ele não tem nada. Talvez até só queira estar próximo de si para dar mais outras voltas consigo, assim que for oportuno.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ter-se maturidade não depende da Idade. Até pode ter 59 anos mas a imaturidade é clara quando acreditam que são muito inocentes quando estão no meio de situações descritas.

      Quem mexe na 💩 cheira mal. E o tipo de situação descrita é uma autêntica pocilga.

      Eliminar
    2. Sim, realmente é difícil acenar com a cabeça a tudo o que escreveu. Afinal, só eu é que conheço todos os contornos desta história, não fosse ela a minha.
      Porém, gostei de ler o seu comentário, apesar de crítico foi também bastante correta na forma como o fez, obrigado por isso. Tudo o que diz faz sentido, mas pouco se aplica ao meu caso... admito que talvez não seja assim tão inocente quanto penso ser... admito também que posso estar um bocadinho "cega", com o racinio toldado por uma panóplia de sentimentos que me levaram a um lugar onde nunca imaginei estar. No entanto, há coisas das quais tenho a certeza... em primeiro lugar, estou longe de ser uma "miúda muito carente", quanto muito sou uma miúda que está mais envolvida do que aquilo que era suposto e do que gostaria de admitir.
      Depois também sei que há poucos motivos para duvidar da amizade que nos une. Somos amigos há anos, e durante estes anos todos ele foi uma presença constante na minha vida, estando presente até nos momentos mais difíceis. Perante isto, acredito que cai por terra a teoria de que ele só quer estar próximo de mim para dar umas voltas por muito que a criatura ter um bocadinho a mania que é um D.Juan e que as mulheres não lhe resistem.
      Emfim, mas voltando ao ponto que me levou a escrever este comentário, agradeço de coração não ter falado comigo como se eu fosse um monstro. Sabe, quando escrevi o meu comentário inicial já estava à espera que fossem duros comigo, mas perceber que há pessoas que conseguem utilizar palavras como "nojo" para descrever alguém que não conhecem... posso estar errada? se posso vir a arrepender-me? Não sei, o tempo o dirá (vivendo e aprendendo) mas de uma coisa tenho a certeza não cometi crime nenhum e portanto, não sou capaz de sentir essa tal "solidariedade" e olhe que até sou uma pessoa que se compadece facilmente com o sofrimento e a dor alheia.

      Eliminar
  11. As senhoras aqui estão um bocadinho trocadas: quando os gajos com quem vocês têm uma relação se metem com outras gajas e chegam a vias de factos com elas, a culpa não é delas pq elas não vos devem absolutamente nada: nem empatia, nem simpatia, nem nada. Zero!! Até vos estão a fazer um favor: a mostrar-vos que o gajo com quem você estão e pq quem vocês estão apaixonadas não está apaixonado ou vos ama e muito menos vos respeita e que está na altura de vocês saltarem fora e irem procurar quem realmente esteja no mesmo patamar que vocês. E o que vos magoa são as expectativas falhadas e verem que estavam erradas qt à pessoa que escolheram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Discordamos.
      Obviamente que quem é o principal problema é o "homem". Não me parece que ninguém tenha a ideia de que eles são coitadinhos... Pobres e seduzidos... Nope. Não nesta caixa de comentários.

      Mas quem anda com homens, sabendo que são comprometidos, casados e até há quem diga que é amiga do casal... Epa deve ser mesmo inocente... Só que não, né!
      E obviamente que o problema são as expectativas falhadas, as mentiras, a traição. Se é para ter um relacionamento aberto podiam avisar. Mas toda a situação magoa, dói e faz mossa. E se os tipos são uns asnos ambulantes, quem serve de colchão ocasional não lhes fica atrás.

      Descreverem-se como inocentes e fingirem que não têm nenhuma responsabilidade quando obviamente contribuem para o problema... Parece que vivem alheadas, no seu umbiguismo e não passam de narcisistas.

      As acções têm consequências. Meter a cabeça na areia para fingirem que não têm responsabilidade nenhuma não ajuda.
      Acredito que se um dia estiverem num relacionamento mesmo hão-se lembrar-se que não faltam "mulherzinhas" neste mundo que acham que são completamente inocentes qd f**** com "homenzinhos" que sabem estar num relacionamento. Que se podem com f os palermas que traem. O problema é a dissonância cognitiva de quem aceita e acredita que não tem nada a ver com a traição quando é um dia dois elementos que contribui para a mesma!! Se a responsabilidade é a mesma? Hello no. Mas não é nenhum agente passivo, inocente e boa moça...

      O engraçado é que habitualmente têm muito jeito para escolher homens para se relacionar... E o karma é lixado.

      Eliminar
    2. Eu acho que, enquanto seres humanos, devemos empatia uns aos outros. Talvez seja uma ideia muito rebuscada para algumas pessoas.

      Eliminar
    3. Ninguém está a falar das gajas que se metem com os nossos parceiros. Fala-se das que se metem sabendo das circunstancias e cujo sentido de moral não as impede de agir mal.

      Porque sim, não devem nada, mas existe o certo e o errado á mesma ;) e não vamos fingir q nao.

      Eliminar
    4. Essa história do karma não funciona assim. Aliás, se vamos falar de leis de atracções e afins dir-se-ia que quem é traído atraiu isso de alguma maneira, o que torna o traído um tanto ou quanto responsável pela situação em que se encontra eventualmente. Quanto às meninas que fazem o que lhes dá na vinheta... costumam ter sorte. Não conheço nenhuma que o karma tenha atacado da forma que as mais romanticas por aqui desejam que tivessem sido :)

      Eliminar
    5. Hehehe olhe que às vezes as aparências iludem. Podem aparentar estar na mó de cima mas não ser bem assim. Sabe-se lá o que há por trás. E eu até nem acredito muito nesse tipo de coisa.

      Eliminar
    6. Anónima das 18:10
      Está completamente equivocada. São as têm mais sorte!!

      Eliminar